Relacionamento gay: o que fazer para dar certo?

O Minha Vida Gay está quase com um mês e um dos temas mais solicitados é: “Relacionamento gay. O que fazer para dar certo?”

A princípio, apesar de muita gente procurar o blog em busca de dicas para fazer relacionamentos darem certo, fico bastante feliz em saber que boa parte dos usuários estão em busca de algo mais sério. Na rua, o que a gente vê por aí, é muita falta de compromisso e uma banalização das relações já que a maioria prefere quantificar o número de pessoas que beijam durante a noite. Pessoalmente, a falta de comprometimento ou o individualismo me dá uma certa preguiça! :P

Já postei alguns conselhos sobre o assunto, mas vejo que vale a pena apresentar mais alguns pensamentos sobre o tema de “como fazer um relacionamento vingar”.

Cena do filme
Cena do filme “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”. Um relacionamento que deu certo.

Dicas Top 15 para criar ou fortalecer um relacionamento gay:

01) Antes de tudo, reflita para quê você quer um namorado. O que representa um namoro para você? Ter alguém por ter ou construir uma história juntos? Se você quer alguém só por ter, talvez esse seja o motivo de não estar dando certo com relacionamento! Relacionamento a gente precisa cultivar.

02) Procurar potenciais namorados na balada nem sempre dá certo. Balada serve mais para curtir;

03) Se encontrou alguém interessante, busque fazer programas a dois, busque conhecer mais a pessoa antes de se encantar. Encantos que começam rápido terminam mais rápido ainda;

04) O casal precisa ter algum tipo de sitonia de gostos e valores. Mas quando digo isso, seu namorado não precisa gostar exatamente das mesmas coisas que você! O diferente pode ser legal e pode complementar. Se não complementar, aprenda a tolerar as diferenças;

05) Veja se a pessoa é bem resolvida. Se ela se aceita bem como gay, se tem tranquilidade com a própria sexualidade e não se incomoda de estar com você aonde quer que seja;

06) Se está namorando, saia um pouco do circuito GLS. Curta outros ambientes, viagens e lugares fora do meio;

banner_half

07) Coloque limites nas amizades. Amizades podem influenciar sua relação para o bem ou para o mal. Lembre-se que o relacionamento é seu e o que acontece entre o casal é mais íntimo do que público. Muita exposição gera confusão;

08) Exercite concessões. Ninguém é igual a ninguém e as diferenças podem multiplicar a qualidade da relação;

09) Seja mais pró ativo! Escreva uma carta, dê flores, presenteie, leve para jantar, ao invés de esperar tudo isso da pessoa;

10) Repense seus valores quando o assunto é ser ativo ou ser passivo! Você é gay e pode aproveitar todos os prazeres. Libere-se dos limites sociais ou mentais;

11) Aprenda a controlar seu ciúme. O exercício da confiança pode garantir a qualidade de uma relação;

12) Inclua seu namorado nos grupos de amigos e na família, mas evite os amigos ciumentos que podem colocar fogo na lenha. Quando se está namorando, priorize o namorado. A amizade verdadeira se reencontra a qualquer hora;

13) Acima de tudo, confie em você, “confie no seu taco”. Cuide bem da sua vida e reserve um tempo bom para curtir seu namoro;

14) A intimidade da cama pode acontecer rápido, mas para conhecer alguém mais a fundo é importante uma disposição mútua, e leva tempo. Ninguém conhece o outro em 6 meses, mas pode rolar na cama em menos de uma semana (ou em menos de 5 horas). Fácil fazer sexo, não? Difícil é expor a intimidade!;

15) Saiba que relacionamentos passam por fases, por toda a vida. O sexo pode esfriar ou esquentar, mas o companheirismo, o respeito e a tranquilidade tendem a se estabelecer. Ou pelo menos, é para isso que você deve procurar um relacionamento!

Relacionamentos servem para nos tornarmos indivíduos melhores, convivendo com uma outra pessoa. Em outras palavras, relacionamentos servem pra gente descobrir o amor.


coach-de-vida-gay

Sou Mentor e Coach para o público gay e relacionados: pais, irmãos, amigos, entre outros e desde 2011 matenho o Blog MVG como meio de referência, trocas e vivências. Gostaria de uma mentoria ou coaching? www.lifecoachmvg.com.br

134 comentários Adicione o seu

  1. Paulo (Belo Horizonte) disse:

    Olá meu caro! Tudo bem? Primeiramente: parabéns! Excelente blog, com postagens escritas de forma simples nas escolhas das palavras mas de forma genial em sua colocação. Aprendi muito com o que você tem colocado aqui e pode ter certeza que estarei acompanhando bem de perto. Queria tanto poder colocar esse comentário como meu perfil de Facebook, mas ainda tô “engatinhando” nessa questão de ser bem resolvido (falta a família, amigos já tá ok!). Aliás, tô caminhando pra um relacionamento com uma pequena diferença de idade (eu 25 e ele 38), o que me fez descobrir seu blog. Forte abraço e quando eu for a Sampa quero ter a oportunidade de sentar com você pra um excelente papo! Forte abraço!

    1. minhavidagay disse:

      Muito obrigado pelo seu post. Espero poder contribuir com você e com muitos outros que buscam por uma vida gay simples como qualquer outra vida! Um abraço e mantemos contato!

    2. Osmar disse:

      Gostei muito, me ajudou bastante… Ainda mais neste início de namoro.

  2. cleyton disse:

    gostei muito do que li espero que meu inicio de relacionamento dure pois gosto muito dessa pessoa

    1. minhavidagay disse:

      Oi Cleyton!
      Assim também espero! Sucesso na relação. :D

      Abraço!

  3. Alan Gomes disse:

    BOA TARDE… OLÁ MIM CHAMO ALLAN , NAVEGANDO NA NET A PROCURA DE CONSELHOS SOBRE O QUE FAZER EM UM RELACIONAMENTO GAY, ACHEI O SEU BLOG, QUE DE FATO JÁ MIM AJUDOU BASTANTE A TER UMAS IDÉIAS, MEU LADO GAY E BEM RESOLVIDO TANTO QUANTO O DO MEU NAMORADO, ESTOU HÁ 3 MESES COM ELE, SEMPRE GOSTO DE FAZER SURPRESAS, POR EXEMPLO FUI PEDIR ELE EM NAMORO NO TRABALHO DELE E LEVEI FLORES E DUAS ALIANÇAS, ELE FICOU SUPER FELIZ. O MEU PROBLEMA É QUE MEU NAMORADO É MUITO FRIO, SECO, TEM DIFICULDADES DE EXPRESSAR O QUE SENTI, E ISSO SEMPRE ACABA MIM DEIXANDO COM UM PÉ ATRÁS, O QUE EU FAÇO, E AINDA ROLA DE QUANDO A GENTE ESTAR JUNTOS NÃO TER ASSUNTO PRA CONVERSA R, ISSO TAMBÉM MIM INCOMODA, MIM DA UMA DICA DO QUE FAZER POR FAVOR?!!!

    1. minhavidagay disse:

      Oi Allan!
      Tudo bem?

      Com as informações que você apresentou, não consigo tirar muitos pensamentos para te ajudar. É natural uma pessoa fria, seca e que ainda tem dificuldades de se expressar deixar qualquer pessoa com pé atrás! Pelo visto, nem diálogo vocês conseguem ter, não tem assunto, nem conversa. Poxa vida, Allan, será que não está na hora de vocês reverem seus conceitos? Frieza, secura, dificuldade de se expressar, sem assunto… vocês têm mesmo um relacionamento?!

      Abs!

    2. Bruno disse:

      Mim não ser Tarzan! Talvez esse teu namorado simplesmente esteja de saco cheio dessa overdose de “mims”. kkk

      1. Jean Carlo disse:

        HAHAHAHA… Eu ri!

  4. nando disse:

    boa madrugada!! procurando por conselhos achei teu blog…e quando a insatisfação de ambas as partes sao demais num relacionamento de mais de 3 anos e ninguem toca no assunto? tem tempo que eu to confuso sem saber se o certo é cada um seguir sua vida ou não. vc fala que o sexo ativo ou passivo deve ser abstraido, mas e quando isso prejudic de alguma forma o casal? o sexo acaba sendo tão importante quanto ter objetivos dentro de uma relação.. e se a pessoa que vc está nãoo consegue te satisfazer sexualmente? se nao consegue ser passivo enquanto vc morre de vontade? o que seria necessario entao para manter uma relação? até que ponto o amor ou a paixao resitem a tudo isso? mas depois que eu li seu blog ate eu to aqui me perguntando para que eu quero um relacionamento..a gente passa por tanta coisa na vida e chega um momento em que nao se acredita mais nas coisas… e se numa relação vc estiver com vontade de se sentir apaixonado com aquela sensação boa mas nao consegue fazer isso pela mesma pessoa com a qual se está? como perpetuar um casamento gay de quase 4 anos? mistérios e mistérios que eu nao consigo decifrar.. fico com a sensação que o sentimento vai diluindo no tempo e que chega um momento em que nao dá mais para seguir a diante junto.. mas isso quando o casal nao consegue se completar, ou quando uma das partes nao consegue se esforçar de verdade… enfim, como fazer dar certo?

    1. minhavidagay disse:

      Oi Nando!
      Boa madrugada!

      Diria a você que o importante é viver. Viver experiências e, inclusive viver esses tipos de conflito. É nessas horas que nos colocamos a pensar, a refletir sobre prós e contras, sobre valores, responsabilidades e importâncias. Assim, refinamos nosso senso crítico, descobrimos com mais exatidão o que queremos para nossas vidas e o que é realmente importante.

      Sei que ser ativo ou ser passivo são práticas reais, é o que existe, mas ao mesmo tempo é o que deveríamos rever. Vontades a gente tem diversas, e maneiras para realizar também.

      Infelizmente o MVG não consegue resolver relacionamentos de ninguém. Mas para dar certo a gente precisa experimentar na mesma relação ou numa próxima, ou solteiro. Aprender a se relacionar é processo, que pode ser em uma única experiência ou em algumas experiências com pessoas diferentes. O acúmulo de conhecimento é que pode garantir uma certeza (ou não) e o crédito para o amigo tempo.

      No fim, o que é certo é que a gente precisa ter uma paz de espírito com a gente mesmo. Tentar nos entender, nos descobrir, entender o que é bom ou o que é ruim, o que bancamos ou não bancamos. E para isso, só passando por situações que nos desconfortam, situações que nos tiram do estado de conforto, para realmente saber o que é bom.

      Agora, no seu caso em específico, não tocar no assunto é um problema! Essa coisa de que homem com homem não discute a relação é uma bobagem! Diáologo e conversa é tudo! É base, é exercício de maturidade!

      Abs!

  5. Cris disse:

    Eu acredito que um relacionamento, independente da orientação sexual deve ter respeito de ambos os lados. Apenas isso.

    Se alguém quer discutir isso conversamos: jaminde@gmail.com

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado pelo comentário, Cris! E benvido ao MVG! :)

  6. Rodrigo disse:

    Olá amigo, (permita-me chama-lo assim),
    Não sei como ” cai” aqui no seu blog.
    Ao começar a lê-lo, fiquei muito interessado nos relatos, nos depoimentos e no que vc escreve.
    e ao ler esse sobre relacionamento gay, sentí vontade de escrever tb!
    Sou gay ( nao assumido), vivo uma relação estável há 10 anos, porem não moramos juntos, alías nem quero, gosto do jeito que vivemos.
    Não temos amigos gays, não frequento o meio GLS, alías não gostamos, vivemos uma vida ” hetero”, mas eu em particular sinto falta as vezes de amigos tb casais, para conversar, sentar num barzinho, tomar um chopp…
    Mas é isso, Parabens pelo seu blog, esse espaço é muito bom, e estarei sempre visitando a partir de hoje.
    A sua iniciativa foi sensacional!
    Ah! e qualquer hora poste alguma coisa a respeito disso, de casais gays que buscam amizades com outros casais tb, mas que não querem agitos, baladas ligadas ao publico GLS, que busquem amigos, apenas amigos.
    Um forte abraço,
    Rodrigo/ MARÍLIA-SP.

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado pelo comentário Rodrigo!
      Vou escrever algo sobre casais gays entre amigos sim, pode deixar. Muito bom ter recomendações de temas! :)

      Forte abraço,
      MVG

    2. OSWALDO LUIZ disse:

      Nossa esta coisa de procurar casas gays pra mim tb é um dilema. E olha que já sou coroa (55 anos) e meu companheiros 53. Temos um relacionamento de 27 anos, embora não moremos juntos. E a grande dificuldade que sinto até hoje é esta mesmo de ter casas gays amigos. Somos raridade no meio, visto nossos amigos estarem todos solteiros. As vezes vc é pego em armadilhas, quando estamos todos juntos e eles optam por fazer uma pegação no bar. Fico numa situação desconcertante, opto por retirar-me e saio de cena.Nos sentimos estranhos no ninho.
      Oswaldo
      Rio de Janeiro – RJ

  7. Jack.B disse:

    Estou passando por uma turbulencia no namoro por causa de influencias de amigos do companheiro alem disso gosto de curtir o meio GLS e ele nao! Este blog me deu um grande conselho obrigado!
    Campos dos Goytacazes- RJ

  8. Paulo Bianchini disse:

    Gostei bastante do que li pois diferente dos sites e blogs gays não vi nada vugar, o escritor trata a homessexualidade como ela deve ser tratada sem deploração nem vugaridade somos como todas as pessoas e para ganharmos nosso espaço precisamos ter postura, não escondo de ninguém que sou gay mas não preciso sair fazendo escandalo na rua para dizer pro mundo que sou, vamos tentar demonstrar que esse tipo de gay não tem respeito e que o fato dele ser assim não é devido a sexualidade mas sim a falta de carater e da educação que teve.

  9. Eduardo disse:

    Parabéns. Achei a forma com a qual o post foi elaborado excelente. Mostrou uma maturidade de pensamento que nao se vê com frequência. O que eu mais gostei fou a reflexão inicial questionando: para que eu quero um namoro, o que eu espero de um relacionamento? Sucesso no blog. Vou acompanhar sempre agora.

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado pelas considerações, Eduardo!
      Bem vindo ao MVG e deixe seus comentários sempre que puder! :)

      Abs,
      MVG

  10. Luis disse:

    Com toda certeza essas dicas não só fazem sentido, como também são quase que científicas, ou pelo menos algumas são…rs

    Acho que o que prevalece em um relacionamento é justamente essa questão que o MVG colocou em sua primeira dica, por que ter um namorado? Seguindo na forma como eu penso, muitos namoros não dão certo porque um dos parceiros ou até mesmo os dois, estão um com o outro por medo, mas medo do que? Medo da solidão. Não só os relacionamentos gays e nem só em sentido afetivo e sexual, mas qualquer relacionamento que tenha em sua base o medo da solidão, não vai de jeito nenhum para frente, ou pelo menos não tende a durar muito.

    Claro que todos tem em um determinado nível o medo da solidão, porém acho que a busca por um parceiro e até mesmo amigos, não pode se basear nesse medo.

    Além de tudo isso, tende também a entrar uma questão que envolve um grande impacto em namoros, independência. Nesse sentido, independência aqui que digo, é para manter um relacionamento, para sair, para gerar situações em que se possa fortalecer esse relacionamento. Essa observação que faço, tem muito a ver com minha vida pessoal, pois como comentei em outro post, tenho 19 anos, e atualmente não trabalho, faço faculdade em outra cidade, tenho mais contatos nessa mesma cidade, ou seja, são grandes as chances de eu conhecer alguém por lá. E aí entra o fator econômico, pois apesar de ter sido razoavelmente aceito por meus familiares, eles preferem, por um tempo pelo menos, que eu não traga namorados em casa, então tá fora uma programação em casa atualmente, não é nada que não mude com o tempo, porém atualmente não é uma possibilidade. Esse tipo de questionamento é bacana principalmente para o pessoal mais jovem ou que dependem financeiramente dos pais, que na minha opinião, não possuem obrigação nenhuma de sustentar namoros.

    Enfim, achei o post super interessante, muito bom mesmo o blog MVG! Meus comentários aqui estão começando a ficar frequente já…rs

    (=

    1. Gabriel disse:

      Luis,

      Atualmente, tenho uma opinião muito compatível a sua em relação a pessoas que acabam se relacionando por medo da solidão. Digo isso, inclusive, por experiência própria. Foi justamente através de uma ansiedade sem lógica que me envolvi com mais de uma pessoa e acabei me decepcionando. A velha premissa de que tudo que “vem fácil, vai fácil” é sempre válida.

      Hoje em dia estou em busca de conhecer lugares novos e gente nova, sem devaneios, sem pressa, permitindo-me surpreender pelo que a vida pode me oferecer. E tudo com muita naturalidade.

      Assim, nunca me senti tão bem como agora, sendo que estou só no momento e mais maduro.

      Abçs!

  11. Flavio disse:

    Bom dia! Primeiro gostaria de te parabenizar pelo site, achei bem interessante. Namoro faz 9 meses, estamos passando por algumas questões difíceis, tentarei ser breve. Enfim eu sou mto ciumento, sempre acho que a qualquer momento meu namorado pode me trair, pelo fato de dizer a mim que tem curiosidade, mas nao vontade de ser passivo. Eu tenho alguns. Bloqueios nesse caso, um deles é o fato de quase certeza que não consigo ser ativo. Uma outra questão é que ele me irrita, só de ele fazer carinho em mim eu fico irritado, mas procuro nao demostrar isso, eu nao era assim, não sei de onde surgiu isso, pq gosto dele, tb sou mto critico, qdo menos percebo eu percebo defeitos nele, que mtas vezes nem são reais. Espero sua resposta. Mto obrigado

    1. minhavidagay disse:

      Oi Flavio, bom dia!

      O que anda passando com você não é muito difícil de acontecer. Você mesmo deu a resposta: existem bloqueios. Bloqueios no sentido de insegurança para a entrega, insegurança pelas “limitações” existentes no relacionamento. A questão de ser ativo e passivo, por exemplo, já é uma limitação como apresento no post “Ativo e Passivo?” ou “Gay ativo e gay passivo”.

      Para se relacionar é necessário entrega, é necessário superar os próprios bloqueios e, ao que tudo parece, você mesmo está bloqueado!

      Que tal se permitir? Que tal aceitar bem os carinhos do seu namorado? Que tal aceitar a realidade que de repente vocês dois preferem ser passivos e terão que chegar num meio termo para suas realizações?

      Ele sendo seu parceiro, namorado, deve ficar ciente desses seus próprios bloqueios e inseguranças. Num relacionamento acredio eu que, quanto mais colocado as coisas para se compartilhar e chegar à soluções em comum acordo melhor.

      Sei que abrir o jogo te coloca em exposição. Mas não será a própria exposição, a apresentação das intimidades e inseguranças, o sentido maior de se relacionar?

      Pense nisso!

      Abraço,
      MVG

  12. Júlio disse:

    Caríssimo, boa noite! Primeiramente, parabéns pelo blog. Sou acompanhante assíduo dos feeds por e-mail, sempre gosto de começar o dia lendo os posts que são enviados, todos com excelente conteúdo e coerência única com nossa realidade.

    Tenho um caso que gostaria de compartilhar e ver sua opinião, para que eu possa balizar com a minha e ver melhores formas de lidar com essa situação…

    Tenho 25 anos, sou de Belo Horizonte e tenho uma vida mais no armário. meus amigos mais próximos sabem da minha situação quando a direcionamento sexual, devido a sua proximidade comigo. Não forço e eles acabam sabendo devido a esse dia-a-dia comigo. Me sinto assim e vou continuando numa boa.

    Devido a essa característica, acabo limitando um pouco o “conhecer novas pessoas” e utilizo um site de relacionamento para tal. Conheci uma pessoa nesse site e estamos nos dando muito, mas muito bem nessas ultimas semanas. Porém, algo sempre me deixou um pouco “antenado” que é a questão do uso desse site. Sabemos que o ser humano é falho e de carne fraca (quando quer também…) e, por estar com ele, acabei deixando o site de lado, até deletar meu perfil. Ele comentou comigo que não deletaria o perfil, pois tem uma “conta premium” e isso começou a atiçar minha curiosidade.

    Esses dias ele deletou as fotos dele e colocou como descrição que quer amizade. Fiz algo muito errado e criei um perfil “fake”, para ver até onde ele vai com essa questão de amizade. Comecei a conversar com ele e ele, subitamente, inseriu novamente todas as suas fotos.

    Antigamente, caso algo me incomodasse, eu simplesmente dava um fora e bola pra frente, pois há a questão da confiança, etc. Porém, não temos relacionamento assumido e não posso cobrar dele algo devido a isso, mas não me sinto muito à vontade com ele nessa situação atual.
    Penso em lidar da melhor forma com isso, a agir de forma diferente, pois gosto muito dele e sempre que conversamos no decorrer do dia eu sinto isso dele também, mas com um pé atrás devido a essa situação e a também já ter sofrido um bocado no passado com isso.

    Temos horário diferentes, ele trabalha no período noturno, então conversamos normalmente 2 vezes ao dia via cel e no restante do tempo com sms. Nos vemos nos fins de semana e sempre é espetacular. Reparei que ele é assíduo no site no período da manhã, quando trabalho.
    Por gostar dele, penso que talvez posso tentar lutar por ele, e demonstrar o quanto gosto dele, para ver se muda, mas ao mesmo tempo penso que, se nas nossas conversas ele demonstra esse gostar extremo por mim, não justifica ele continuar nessa “caça” por outro, mesmo que seja para “amizade” em um lugar que sabemos bem que é uma tentação.
    O que você acha? Sei desse meu erro em querer ter investigado, mas isso me fez ver que nem sempre o que parece é. Pode ser tudo também coisa da mente, mas qual o balizador para saber se é verdade ou não?
    Ele é mais velho, tem 30 anos, mora sozinho e recentemente que está nesse “mundo virtual”, maravilhado por ter inclusive me conhecido através dele.
    Forte abraço,
    Júlio / BH

    1. minhavidagay disse:

      Olá Julio!

      Depoimento muito interessante. Publicarei no blog como um novo post e farei meus comentários por lá!

      Abraço,
      MVG

      1. Sidney disse:

        As postagens são uma delícia e os comentários são enriquecedores!

      2. minhavidagay disse:

        Obrigado Sidney!
        Benvindo ao MVG. :)

        Abraço!

  13. Fagner Dantas disse:

    Olá, gostei bastante das dicas.
    Quem me enviou o link do blog foi meu namorado Victor.
    Grande parte do que está escrito já estou a colocar em prática…
    E sobre o assunto intimidade na cama é totalmente verdadeiro (foram só 6 dias), ontem foi meu niver ^^ Presente! u.u
    Espero que dê certo pois amo muito meu bebê…
    Realmente muito bom seu trabalho no blog, acompanharei sempre à partir de agora.

    Abraço!

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado Fagner!
      E seja muito benvindo ao Blog!

      Abraço,
      MVG

  14. Sidney disse:

    Boa noite,

    Nossa! Estou maravilhado com todos esses textos e sua vontade de discutir assuntos do meio que vez ou outra nos questionamos. Achei essa iniciativa (blog) de grande valor. Vou recomendar aos meus amigos. Acredito que seu blog tenha leitores do Brasil inteiro, então aí vai meu apreço do Piauí.
    Agora, um pouco sobre mim no desabafo da madrugada.
    Bem, sou gay, não assumido em família, mas vivo minha vida tranquilamente. Sou meio desprendido do fato “assumir ou não” pois não me sinto cobrado, para mim o importante é viver e buscar a felicidade.
    Desde pequeno tenho um apego as minhas coisas, meu espaço, meu direito de ir e vir e sempre deixei isso claro. Bom ou ruim, hoje tenho uma certa dificuldade de me “prender” a alguém. Mais como disse, sou tranquilo, acredito que tudo na vida há um momento certo para acontecer. Tudo em seu tempo.
    Confesso que às vezes caio em uma reflexão profunda por estar sempre sozinho e me entristeço. Mas não tristeza que perdure depois de uma otima noite de sono ;).
    Sempre fui mais preocupado em me aperfeiçoar profissionalmente. Tenho 26 anos e trabalho duro desde os 17 anos. Não me arrependo de me dedicar aos estudos, mas acabei me fechando e como resultado, não tenho construído nenhum relacionamento amoroso.
    Daí li seu post, a clareza com que você expõe as idéias. E reafirmei aquilo que já acredito: Será se hoje, eu preciso de um relacionamento?. Minha conclusão: tudo em seu devido tempo.
    É isso que costumo pensar quando estou triste. Então, logo amanhece e tudo está bem.
    O fato de não ter cultivado relacionamentos, não significa que eu não esteja aberto ou que nunca me apaixonei. Já entreguei meu coração uma vez e ele foi brutalmente atingido.
    No momento continuo priorizando meus momentos com os amigos, aperfeiçoando meus conhecimentos e cuidando da minha saúde física e mental. Amo minha vida e sei que Deus me reserva muitas coisas boas pela frente.

    Um abraço!

    Sidney

    1. minhavidagay disse:

      Oi Sidney!

      Obrigado pelos elogios ao blog. Agradeço pelas indicações aos amigos! :)

      Noto que existe uma serenidade na sua vida – embora a gente nem sempre esteja satisfeito com tudo, o que é bom e nos motiva a buscar por ideais – parece que você chegou aos 26 anos com uma vida bem resolvida. Bom exemplo para os leitores do blog que buscam por aqui referências diferentes.

      Agradeço pelo seu breve relato!

      Um abraço,
      MVG.

  15. naezi guimaro moreno disse:

    Olá
    Bom dia!!!
    Amigo, tenho 33 anos desses muito bem vividos, hoje costumo dizer que experimentei de tudo nessa vida sempre em busca de me realizar como pessoa, ser um ser humano melhor!, trabalho com gente e adoro cuidar do ser humano fui casado por sete anos, namorei muito fui noivo e tive uma vida hetero ate a idade de hoje, (aos olhos das pessoas eu era o homem bom partido para as mulheres e para os amigos o cara garanhão) nada a vê comigo pois sou gay e ate a pouco mais de 4 meses nem passava pela minha cabeça assumir, em uma de minhas aventuras conheci um cara que mexeu comigo a ponto de eu abrir o jogo com minha familia e amigos, sem pedir nada em troca ele tb deixou a esposa assumiu que é gay, hoje ele frequenta a minha casa e eu a dele todos nossos amigos sabem os amigos dele me aceitaram e os meus aceitaram ele, assim como nossas familias ele é mais jovem 26 anos e eu como disse 33, ambos profissionalmente resolvidos mas engatinhando ainda com relação a nossos sentimentos, eu amo ele e sei tb que ele me ama, fazemos tudo e enfrentamos tudo juntos, enfim estamos nos conhecendo e nos descobrindo, não somos frequentadores do meio GLS e tambem não pretendemos, adorei seu BLOG pois estou a procura de conselhos na verdade procurando conhecer melhor isso tudo que é muito novo pra mim um grande abraço!!! que DEUS abençoe vc sempre.

    N. Moreno

    1. minhavidagay disse:

      Oi Moreno!

      Obrigado pelo depoimento. Creio que por aqui você encontrará alguns temas e reflexões interessantes que podem servir de referências novas a você.
      Agradecido por compartilhar um pouco de sua experiência e ser exemplo de que da vida gay não se resume apenas nos enrustidos, fechados em si e assexuados, nem nos assumidos frequentadores do meio.

      Abs,
      MVG

  16. Rafael disse:

    Putz ótimo texto !

  17. brunno disse:

    me assumi a pouco tempo

  18. gabriel disse:

    meu nome é gabriel ñ so gay mas eu gosto da maneira que eli são ñ tenho precomseito aucomtrario eu defemdo elis e ñ adimito que pesoas rois mati os gay poriso em nome de todos os gay eu amaudisou esas pesoas descreminadoras sou um bruxo mas amo todos os gay como colega esa maudisão é para todos os matadores de gay do mondo aqueli que emcosta o dedo para bate em um gay vai ser morto com seu proprio veneno.

    pes:vc são fofos e ajo lindo o amor de vcs ta abrasos gabriel

    1. minhavidagay disse:

      Hey Gabriel, você não é brasileiro, não é?

  19. EmanuelLS disse:

    Boa noite! Eu novamente… rsrs
    Bom, em um post lá em cima vc disse que não podemos confiar muito em amores de baladas, já que a galera vai mais pra curtir. Mas cara, juro. Não sei onde procurar se não for em balada… Me sinto muito fora da bolha.. Fico Malz.. =|
    Pode me ajudar?

  20. IsLaN disse:

    BoaNoiite**

    Caramba!. Fascinante blog. Sempre procurei ter uns conselhos para um relacionamento mas nenhum parecia ao que eu queria. Bom, encontrei boas dicas para meu relacionamento continuar indo numa boa, pois essas dicas e orientações me ajudou muito. Eu também tinha certa intenção de procurar uma pessoa “gente fina” nas boates mas só via “perfeição” em corpo, mas na consciência dessa tal pessoas não existia. Sempre quiz ter um relacionamento sério mas sempre notei que nunca iria conseguir numa boate mesmo, como sempre, “curtir” não faz muito o meu tipo.
    Parabéns pelo seu trabalho. Muito admiravel.

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado Islan! :)

  21. Onmontebrown disse:

    Meu namorado mora em outro estado. estamos num clima onde todos os dias nos falamos ele já saiu de onde mora pra me conhecer. proporciono a ele algo que ele se sinta a vontade a minha maior duvida é: será que ele está disposto a viver comigo? Quem deve decidir quem ficar com quem e deixar a vida? ele não é assumido eu sim. sinto que ele quer um relacionamento mas tem medo da família. o que faço, dou tempo ao tempo e vou vivendo essa até onde der ?

  22. thiago disse:

    ola boa noite , curti mto o blog
    tenho um relacionamento serio a 2 anos e 6 meses , aprendi mto com ele,abri mao de varias coisas , baladas coisas desse tipo, mas com certeza tudo valeu a pena , tenho ao meu lado mais que um siumples homem , tnho um cara que me da motivo de querer estar o mais rapido possivel em casa apos o trabalho , curtimos tudo juntos mas sem um suficar o outro.
    NOs curtimos mto sempre saimos nos divertimos, ele é um parcerasso
    amo mto ele ……
    SEI que é com ele que quero vicar velhinho hehehehehehehehe
    MINHA VIDA SE TORNOU MTO MAIS FELIZ …….
    AMO-TE MTO MEU GRANDE AMOR LUIS.

  23. john maicon disse:

    goStei das dicas tava precisando dessas ideias encontrei um carínha esses dias interessante so que os amigos deles sao preconceituosOs ele eu soube q e gente legal como faco pra atrai lo

  24. danilo albertino disse:

    ola..eu não sou totalmente assumido (família) eles sabem mais ainda não saiu da minha boca.
    o caso é, eu tenho um problema pra me relacionar por que sempre entro na monotonia, não tem muitos lugares em que podemos nos sentir livres ou fazer coisas básicas como andar de mão dadas e etc…
    de motel pra balada ou as vezes barzinho isso me incomoda muito
    não sei se com os outros são assim, mais pra mim é o cumulo
    e devido a isso confesso que perdi muitas oportunidades
    de um relacionamento, pois sempre me fadigo das mesmas coisas
    não tenho muitos amigos do meio gls que eu acho que torna as coisas mais difícil pra mim oque você acha…poderia me dar um conselho?!…obrigado
    e adorei o a forma como elaborou o site!!!

    1. danilo albertino disse:

      esqueci de mencionar a minha idade. tenho 21 e me firmei mesmo com homens em um relacionamento poucas vezes. não sou muito de sair beijando curto muito uma conversa

      1. ngmoreno disse:

        vc não tem que sair de mãos dados e se beijando se acariciando em todos os locais cara, quando vc curte alguem se apaixona é tão mais importamte vc estar perto, dividindo coisas rindo com pessoas em comum tanto amigos seus ou dele, mas nao procure nada em balada, isso acontece naturalmente ate mesmo numa fila de supermercado rsrsrsrs, então não se desespere, deixe acontecer, deixe flagar e fluir naturalmente, vc não tem que se cobrar neste sentido, ha pessoas que sao reservadas e preferem nao demonstar a todo publico sua afetividade, e meu caro para falar a verdade a gente sabe quando estamos agradando, quando a nossa presença deixa a pessoa entusiasmada, não precisamos estar o tempo todo de mãos dadas nos abraçando ou nos beijando para que o relacionamento caminhe, então meu amigo simplismente vivaaaaa!!!! seja feliz, cultive seu jardim para que as borboletas venham te visitar….fica com Deus e um grande abraço, espero poder ter ajudado.

      2. danilo albertino disse:

        valeu nmoreno to tentanduh viver cada dia após o outro…
        mais to seguindo seu conselho…
        mais valeu pela dica…ajudou muito ^^ bjosss

  25. Diego disse:

    Olá ! Boa tarde, Meu nome é Diego, quero te parabenizar pelo o Blog, é super legal, palavras de influência (: Estou começando um relacionamento agora, eu tenho 16 anos e ele 18, já faz um tempo que eu conheci meu namorado, estou querendo me assumir, não pelo fato do namoro, mais por mim mesmo, minha mãe já deixou bem claro que não aceita ;s você poderia me dizer como ajudar em relação a isso? como eu chego pra ela e converso?

  26. Flavio disse:

    Eu sempre fui casado e militar, mas quando estou com meus colegas me divirto bastante ! Minha primeira vez com um homem, fiquei meio indeciso pois sempre achei que fosse hetero mas agora tenho minha duvidas!
    Abrac F.J.C
    Brasilia DF

  27. Flavio disse:

    Ola , sou casado, e militar,entao sofro muita pressao para contar a minha familia que sou homosexual.Sempre achei que fosse hetero, porem quando fui a um restaurante japones, conheci um garçom Cissão que tambem era homossxual.comecei a dair com ele e agora tenho casos com ele! SOCORRO sangue , o que eu faco? Quero seguir minha vida mas não da!
    Abrc F.J.C
    Brasilia DF

  28. luciano disse:

    olá, então queria pedir a opnião de vcs, to namorando quase 1 mês, formamos um belo casal, tenho 19 anos e ele 17, então uma pessoa começou a conversar com ele pelo site badoo e foram pro msn, e lá começaram umas conversas bem intimas a ponto de trocarem fotos nús, só que essa pessoa que fez isso fez um print das conversas e tudo mais e me enviou por e-mail, ai meio que discutimos, ele nao queria falar a verdade no outro dia pedi para que contasse a verdade e ele me pediu desculpas, acabou falando a verdade, disse que era algo antigo que vinha dele, que ele sempre foi usado, visto como um objeto etc.
    eu falei que não estava com raiva mais sim magoado e que precisava de um tempo. tipo não confio mais nele estou muito confuso já estivemos uma briga antes porque tbm me mandaram um print de uma conversa que tiveram com ele e tals e pergutou se ele estava namorando ele disse que talvez, ele disse que ta muito mals, toda hora posta videos no face, na ultima conversa que pedi um tempo ele disse que me amava, que sou diferente altas coisas.
    então se fossem com vcs, iriam perdoar? me deem opniões?
    obrigado galera

    1. Josué disse:

      Olá… olha ei li seu comentário, na minha opinião se fosse comigo eu não perdoaria, pois no meu relacionamento as duas coisas que ñ suporto e mentira e traição, eu ñ perdoaria… mas vc tem que pensar muito bem nisso antes de qualquer conversa.
      Espero que tenha te ajudado.
      Abraços

  29. Kati disse:

    Olá…acabei encontrando seu site em busca de alguns conselhos.Entretanto nao vi nenhum comentário feminino…Enfim, quem sabe pode me dar umas dicas…Namoro com uma menina já tem quase dois anos..sou completamente apaixonada por ela e tb tenho certeza dos sentimentos dela por mim. Na maioria das vezes que estamos juntas é incrível, o sexo tb é ótimo, assim como compartilhamos dos mesmos objetivos.Mas apesar de ser incrível, acabamos brigando muito. Não moramos na mesma cidade, distancia de 40km, não nos vemos todos os dias e as vezes nem todas as semanas e apesar de eu frequentar a casa dela (mora com os pais) e ela a minha, nossas familias nao sabem.O que mais me deixa chateada é que as amigas dela tb não sabem(diferente das minhas) e ela nao tem interesse nenhum em contar…assim acaba saindo muitas vezes com as amigas e me deixando de lado..inclusive desmarca encontros comigo em razao das amigas. Conheço as amigas dela, sei que não tem nada a ver, mas ainda assim sinto bastante ciúmes, ou talvez inveja de não poder estar tanto com ela.E quando ela sai nao atende celular e sempre chega muito tarde em casa, e sempre num nivel de embriaguez alto.Fico extremamente chateada e brigamos. Entao ela me chama de ciumenta e as discussoes sao carregadas por varios dias e eu acabo sempre me machucando muito pq ela consegue ser bem maldosa nas palavras. Tentei me controlar ja e nao reclamar mais, mas qdo eu saio ela acaba ficando um ou dois dias sem falar comigo pq esta chateada. E em todas as brigas ela da a entender q nao liga se me perder. Como eu faço para q ela sinta minha falta??Não quero fazer ela sofrer, ate pq vou sofrer tb..Mas queria q ela percebesse por conta propria q sente minha falta, que eu sou importante na vida dela.Como faço isso?Consegues me ajudar?
    Enfim, no mais parabéns pelo site..tenho certeza q tens ajudado muitas pessoas perdidas em seus relacionamentos, como eu1
    Abraços!

    1. ngmoreno disse:

      a mesma situação que esta vivendo eu ja vivi, quando estava longe eu sentia um medo esnorme de traição, ficava euforico, imaginava mil coisas brigavamos muito inclusive refere ao alcool e saidinhas com amigos para balada, nao queria se abrir, ate que um dia me deu um estalo, mesmo gostando e amando eu e tendo a certesa que a pessoa tb sentia a mesmo sentimento por mim, faltava amadurecimento pra ele, então decidi que mesmo sentindo tudo o que sentia por ele eu tambem, sentia tudo isso so que em dobro por mim, eu me amava e nao ia mais me permitir sofrer, quando resolvi desistir dele eu acabei ganhando ele, simplismente o ignorei mas nao o humilhei, nem machuquei nao falei besteiras como ele dizia a mim, eu simplismente disse que nao queria mais, e realmente deixei de procura-lo mas estava do lado dele aconselhei, nao distratei atendia o fone mas nao colocava mais ele em primeiro lugar e nem precisei sair de casa pra isso, a reviravolta aconteceu sem mesmo que tivesse a percepção. um grande abraço felicidades.

  30. Italo Farro disse:

    Oii Boa Noite,Adorei esse Blog, muito perfeito, encontrei aqui algumas coisas que não compreendia muito. Ótimas dicas. :DD

  31. Marco disse:

    Nossa super interessante seu blog. Estou passando por uma situação chata com meu companheiro, estamos juntos a 2 anos e e 6 meses tudo é bom, porém de um tempo para cá já não fazemos tanto amor como antes, confesso que tenho estado muito preocupado com assuntos como trabalho, família, estudo entre outras coisas. O amo muito e nesses momentos tento mostrar para ele que preciso de uma palavra, de carinho um abraço, e não só de uma boa cama. Mas ele no entanto insisti em dizer que estou frio o que não é verdade, só tenho olhos para ele, me preocupo em conquistar uma vida melhor, para proporcionar a ele um futuro tranquilo. Gostaria de um conselho.

  32. descobri o blog hoje, e simplesmente adorei…

    suas palavras são sempre contundentes, e acredito que você representa uma classe de gay que eu admiro muito e que me espelho…

    Quanto ao amor o que dizer? ele é inspirador, um sentimento nobre, capaz de provocar grandes mudanças…

    uma pena que hoje em dia não se valorize mais um relacionamento serio, com isso as pessoas vão perdendo a capacidade de descobrir o amor. no primeiro desentendimento já se encontra motivo sufiente para partir pra outra…

  33. wanderlei disse:

    Conheci um homem mais velho que eu b.nosso primeiro encontro e no mes de abril agora,eu sou ativo e ele diz ser ativo e passivo ele diz que me ama e eu estou louco para comer ele ja ate arrumei o motel e vamos trepar neste motel e iremos dormir juntos,eu estou ansioso em comer ele,ele tem um pau grande,mas notei que o pau dele e mole,acredito que ele esta mais para passivo e eu adoro fuder um passivinho agora se ele quizer me comer depois que eu comer ele eu deixo,isso se ele pedir,acha que estou correto,muito obrigado por ter abrido o espaco

  34. Felipe disse:

    Ola. Meu nome e filipe e eu gostei muito do seu blog,
    li e achei bem legal as dicas so q ainda nao tenho uma pessoa para ter um relacionamento.
    nao gosto de proucurar em baladas porque acho inutil. As pessoas querem paquerar e o q rolar fika lah.
    como ja disse proucuro alguem. C aparecer entrem em contato. Pf…

  35. Rafael silva disse:

    Bom, quero ser breve.
    Tenho 23 anos, tive apenas um namorado, o fim aconteceu por minha culpa.
    Sou uma pessoa muito ciumenta,
    gosto de atenção, sou um pouco exibicionista*, nunca tive problema em ser assumido, mais as vezes tenho a impressão que ele tinha vergonha de estar comigo ou se sentia incomodado.
    Enfim queria um conselho ou alguma dica para a minha melhoria, ja que ta tão difícil pra eu arrumar alguém pra minha vida, áh e queria ressaltar tbm que eu me apego muito fácil as pessoas e acabo me dando mal.
    Foi como vc mesmo disse.
    E tbm sou um pouco sincero demais, e isso atrapalha bastante.
    Bom, são tantas coisas, estou esperando o que vc tem a me dizer… Ficarei grato… No mais é só.
    *obrigado e parabéns pelo blog.

  36. Daniel disse:

    Engraçado encontrar este texto pois o título dele foi quase exatamente o que eu escrevi na busca do google rs. Esperava encontrar exatamente uma receita de bolo. Ainda que eu não tenha encontrado no texto algo que se encaixasse no meu caso, achei ele muito bem construído e simples. Simples sem ser simplista. Meu problema são expectativas! Não daquelas bobas como esperar que o namorado ligue pra dar um bom dia, ou passe a noite na sua casa pra te levar pra jantar…vai além disso, é coisa de vida mesmo…objetivos juntos! Descobri a página…achei ótima e acessarei sempre agora ^^

  37. Thyago Mendes disse:

    Bom em busca de uma explicação devido alguns comportamentos do meu namorado, achei seu blog com explicações coerentes e bem proveitosas, porém ainda não achei a total explicação para o comportamento do meu amado, enfim queria que me desse algumas dicas, conselhos, sei lá, me ajuda! Meu namorado começou a trabalhar e em decorrência disso eu estou achando ele mais desligado da nossa relação, tá esquecendo um pouco de nós. Por mais que os nossos sentimentos sejam recíprocos fico inseguro, e com uma certa desconfiança co, certeza desnecessária pois sei que ele não faria nada para afetar a nossa relação. Me ajuda!

  38. Renam disse:

    gostei muito do post….
    o problema que eu e meu namorado estamos tendo, é a questao da idade dele…ele ja é de maior….e por isso tenho medo q minha familia saiba…nao q saiba q eu sou gay, tenho medo de saberem a idade dele e dar algum problema pra ele…
    o que vxs me falam sobre isso?

  39. Muito bom esse post. Talvez esse seja o melhor blog com a temática gay que eu já visitei, pois é diversificado e trata tudo de uma maneira inteligente. Brother, seria muito pedir uma parceria? Gostaria de ter o link do meu blog ali na lateral? É possível?

    http://umuniversonoarmario.wordpress.com/

  40. jefferson disse:

    oi gente, eu gostei e mt da publicaçao. estou querendo um namorado e sou d belo horizonte, tenho 17 anos. sou calmo carinhoso e adoro carinho. telefone de contato 031 83597945, jefferson e meu nome. espero por alguem.

  41. carlos santos disse:

    Adorei seu blog me ajudando muito. estou passando por uma fase muito difícil esses posts antigo são muito bom.

  42. Stephanie Kutcher disse:

    Meus namoros tendem a começar rapido e terminar mais rapido ainda. Mergulho de cabeça, me apaixono, faço tudo com a pessoa e sou retribuida na mesma proporçao. Até que um dia, sem mais nem menos, esse “amor” acaba, geralmente para a outra pessoa. E ai vem tudo de novo, o choro, sofrimento, a falta de vontade de sair, conhecer outras pessoas. A cada relacionamento busco melhorar no que errei no primeiro, mas parece um ciclo vicioso. O primeiro, durou 1 ano, o segundo 9 meses, e o terceiro… 2 meses… E esse eu fiquei estupefata, porque nao estou acreditando até agora. Será que a dica é “não mergulhar”?

  43. João Matias disse:

    João Matias,

    Boa noite sou de Maceió AL, Gostei muito do blog! Os assuntos abordados serão de muita ajuda para mim de agora em diante. Estou vivendo um momento de conflito bem angustiante para mim. Há um ano e dois meses minha relação de 3 anos acabou. Foi um fim muito complicado. Houve agressão física. Tive de fazer tratamento com anti-inflamatório, fiz uma terapia, enfim o ano de 2012 foi completamento mergulhado em lágrimas, mágoas, decepção, angústia por não esquecer do antigo parceiro mesmo com tudo o que aconteceu. Conheci um grupo religioso no carnaval deste ano e fiquei muito bem; conheci pessoas maravilhosas. Mas, qual não foi minha surpresa o meu ex apareceu na igreja inclusiva e minha paz acabou. Não consigo mas participar como antes; a presença dele me incomoda e àqueles sentimentos de angústia e lembranças tem voltado. Isso é tão estranho porque eu não queria deixar de ir à igreja, mas não quero ter contato com ele de forma alguma. E preciso resolver isso para me envolver com outra pessoa; ou eu deveria me envolver? Será que ajudaria?!!

  44. ROGERIO disse:

    GOSTEI MUITO DO SEU BLOG , OLHA QUERIA UMA OPINIAO VOU TENTAR SER BREVE. NAMORO A 13 ANOS COM MEU COMPANHEIRO MORAMOS JUNTOS 9 ANOS FORA DO PAIS TUDO ANDAVA AS MIL MARAVOLHAS….. RESOLVEMOS VOLTAR PARA O RIO ALUGUEI UMA CASA NO MESMO BAIRRO DELE , POREM HA 2 MESES DESCOBRI ATRAVES DE UM AMIGO DELE QUE TINHA UMA PESSOA FREQUENTANDO A CASA DELE ( POIS ELE MORA COM A MAE) COMO NAO SOMOS ASSUMIDOS ( COM CERTEZA MUITA GENTE VAI RIR PORQUE NAO SOMOS ASSUMIDOS ) QUEBREI UM MAIOR PAU COM ELE MAS ELE DISSE QUE NAO O QUER E QUE A MAE DELE GOSTA DO CARA POIS EU FUI NA CASA E FALEI TUDO PRO TAL CARA QUE TAVA A 13 ANOS E TUDO MAS ….. AGORA ESTOU QUERENDO IR EMBORA DO BRASIL E ESQUECER ELE MAS ELE QUER VIR ATRAZ DE MIM E DIZ QUE A MAE DELE QUE GOSTA E FICA LIGANDO PRO CARA IR PARA CASA DELE . POR FAVOR ME AJUDEM TO MEIO PERDIDO NAO SEI O QUE FAZER …..rrogerio678@gmail.com

  45. Ângelo Gabriel lima e silva disse:

    para criar uma relação,3 passos uteis:
    1-comece com um abraço de amigo
    2-chame ele para jogar videogame na sua casa
    3-leve ele ate o seu quarto,sente-se na cama,e de surpresa
    de um beijo nele, e não recue.
    simples assim

  46. valnnei disse:

    Aii tbm tô a procura de um namorado se tiver afim de me conhecer tenho 18 anos sou de são paulo meu telefone eh 11 961861988 tenho whatsapp

  47. leonard disse:

    demais o blog adorei dicas raras

  48. rodrigo disse:

    E muito estranho vejo pessoas saindo d uma relaçao e entrando em outra e eu a 6 anos sem namorar serio.Sera q o erro esta comigo?

  49. Junior disse:

    Olá cheguei aqui no blog e gostei muitas experiências só que estou gostando de um garoto e ele é de Jundiaí tem 18 e eu tenho 16 e os namorados dele eram todos de baladas e todos só iam no motel para fazer sexo e ir embora o que devo fazer para conquistar ele e ter um relacionamento duradoro? E ele é muito díficil de pegar novinhos,ele me falou que é uma exceção me conhecer e tentarmos futuramente ficar.

  50. joao disse:

    bom dia.
    sou joao!

    estou passando por uma turbulencia.tenho quase 3 anos com meu parceiro e moro a 8 meses com o mesmo.ultimamente eu procuro ele, mando mensaguens de carinho e nao vjo nada disso nele.ele esta sempre indispposto para o sexxo.o que faco?mas sempre quando eu dou um gelo ele siuma e diz que mim ama mas nao muda

    1. Fenix disse:

      Olha sera que seu parceiro gosta de voce realmente?,sera que voce nao o sufoca ou nao lhe da liberdade?!,sao varias perguntas e questoes a serem pensadas e repensadas,so voce sabe o que se passa no seu relacionamento,
      no fundo voce sabe a resposta ou a real mudanca desse comportamento,caso nao mude,aconselho a colocar seus sentimentos na balanca e dar um novo rumo na sua vida.
      Espero ter te ajudado,nunca deixe de se valorizar em primeiro lugar.
      Um abraco.

  51. tiago silva disse:

    Eu descobri uma pessoa em minha vida agora ela esta mechendo muito comigo nao gosto di queal que pessoa pra mim ela tem que cer bonita educado i confiante pispalmente na hora de conhecer.essa pessoa que estou conhecendo parasi muito legal nois estamos comversando bastante mas tudo e em sirgelo.eli tem 29 anos i eu 23 anos quero alguem que realmente tenha carate.meu cel.91543506.96794016

  52. Rafael disse:

    oi, eu queria saber se meu melhor amigo “hétero” têm meio que uma curiosidade com o homossexualismo …
    –>Ele não têm certeza que sou gay,mas desconfia … (uma vez ele me “arranjou” uma garota(minha melhor amiga) ai eu fiquei com ela,depois de eu ter beijado ela ele começou com uma assunto: Ele:sei pai sabe que você é gay?((ele falou meio que zuando)) Eu: Eu não sou gay. Eu:Você me acha gay? Ele: Eu acho que você finge ser Hétero…((e ele falou isso com uma grande naturalidade mesmo ele sendo meio “preconceituoso”))
    –>Ele fica zuando os gays afeminados do colégio. (e isso pode ser uma forma de ele rejeitar os sentimentos que ele sente ou porque ele tenta disfarçar seu “desejo” mesmo se for pequeno..)
    –>Ele já me viu olhando para ele enquanto ele saia do banheiro só de toalha,sabe que tenho ciumes dele,olho diferente para ele , sorrio diferente e ele deve perceber isso , ai ele não têm o mesmo tipo de brincadeiras que com outros homens( Tipo:Bater na bunda,abraçar,colocar foto no face/instagram de nós dois,andar com os braços no ombro …/mas ele quase não faz isso com os outros amigos…) parecendo que tem meio que um receio…
    –>No dia que ele falou que achava que eu fingia ser hétero , ficou de noite e fomos pra frente do condomínio dele para esperar meu pai me buscar, ai ficamos conversando sobre eu não querer nenhum relacionamento com a garota(minha melhor amiga)que tinha ficado… ai eu fiquei olhando pra ele meio que admirando o rosto dele e ele olhava para minha boca e olhos quando eu falava…
    ****Eu tô em uma situação muito delicada porque eu não consigo beijar bem ela,ela vai querer um relacionamento mais sério pq já ficamos várias vezes… e isso e algo que eu não conseguiria manter. E por eu ficar me fingindo de inocente quando ela ou outra mulher quer ficar cmg meus amigos ficam desconfiando cada vez mais … tanto que no mesmo dia que meu melhor amigo falou que parecia que eu fingia os meus outros amigos perguntaram se eu era gay… (mas perguntaram sem pressão nenhuma tipo que pra eles é normal..)
    Ai eu quero saber se ele meio que curti mesmo que um pouquinhooo,se eu devo contar para meus amigos ou não (pq tenho medo de como eles ou ele pode reajir…)

  53. Rafael disse:

    B dia,
    gostaria de alguma dica, eu e meu parceiro que tbm somos melhores amigos , tamos juntos a um bom tempo, mais de um ano( ele tem a namorada dele, eu terminei com a minha) estamos passando por uma fase ruim só de brigas, esta ruim para ambos, qualquer coisa eh discusão e oq antes parecia ser impossivel de dse dizer, foi falado ontem por parte dele, q se continuarmos assim brigando quase todo dia n duramos nem 3 meses mais, tendo em vista q ele ja “acabou” por umas horas cmg a uns meses atras e pediu perdão e disse q nunk mais faria isso e q nao viveria sem mim, enfim. Faço oq? pq eu disse: existe essa possibilidade de continuarmos brigando ou piorar ou melhorar.
    n posso ficar vivendo com medo de que ele vah acabar dinovo, faço oq?

  54. César Henrique disse:

    Olá me chamo César tenho 25 anos e atualmente moro com minha família no interior de Minas Gerais.Começei a tomar gosto por querer conhecer alguém desde meus 16 anos quando comecei a sentir algo diferente em mim,mas fui me assumir aos 20 anos um pouco mais tarde.Sou natural de Jundiaí interior de S.P vivi um bom tempo por lá e agora estou aqui em Minas Gerais,conheci já muitas pessoas mas sempre me deparo com homens e rapazes que buscam sexo.Sim eu já tive 2 relacionamentos de 5 meses cada mas apenas o primeiro para mim me valeu de algo,pois o segundo foi com um homem casado.De um tempo para cá ficou mais complicado conhecer alguém pois quando uma conversa se inicia não há mais diálogo hoje é como se o amor tivesse sido trocado por algo mais fácil de se achar,sendo que a internet hoje em dia abre outros meios que aproximam para outros envolvimentos.Acredito que possa haver alguém que busque uma amizade,conhecer alguém,compromisso,namoro etapa por etapa que assim como eu esteje buscando pela sua metade mas não encontrando.E devido ao blog em sí as pessoas aqui demonstram um interesse em realmente algo verdadeiro,por isso deixo aqui estás minhas palavras,espero que neste blog alguém se interesse por minha mensagem e que possamos nos conhecer e conversar.Abraços…

    1. César Henrique disse:

      Espero que publiquem meu texto…

    2. Guilherme disse:

      Oi César, identifiquei-me muito com o que você disse aqui. Poderíamos nos conhecer? Acho que no mínimo uma grande amizade nasceria entre nós, :).

      1. César Henrique disse:

        Olá Guilherme tudo bem quanto tempo,esse texto que deixei aqui escrito na época estava eu com meus 25 anos.Agora no momento me encontro com 26 anos partindo para meus 27 sei que é um tempo bom que não entro aqui mas mesmo assim agradeço sua atenção.Deixarei meu contato caso algum dia entre aqui novamente,meu celular e whats app é este (035)9908-2974 operadora vivo abraços.

  55. Fagner disse:

    Bom é meu nome é fagner , e tipo encomtrei meu primeiro namorado, e tipo é ele nn é fechado é engraçado, maduro romantico, e tal, mas sendo que por ums motivo na vida dele, ele teve que arrumar uma namorada por pressão do pai, pq nois não samos assumidos, e minha inseguramça é que ele continue assim sendo uma pessoa que nn é, pra agradar a familia e esquecer a propria felicidade e talvez a min, mas ele nunca min disse isso ou se referiu, ele eu vejo a felicidade transborda nos olhos dele, quando esta comigo, mas eu tenho medo, que ele continue assim pra sempre, sabe, e eu min sinto mal, pq ele ta com ela, mesmo sem gostar, mas tipo ela é ser humana tem sentimentos, e ela vai sofre obviamente quando ele terminar, mas eu nn toco no assunto pq ele fica com raiva, o que eu faço? como agir nessa situação o que fazer? o que falar…

  56. negão3018 disse:

    Post maravilhoso!!!
    As palavras são incentivadoras para mudanças necessárias e melhorar cada vez mais.

  57. Leonardo disse:

    Olá!
    Gostei muito das dicas.
    Quero indicar um livro muito bom: CASAMENTO BLINDADO.
    Trata-se de um casal que, através de sus experiências, desenvolveram um estudo e o aplicaram no próprio relacionamento, surtindo resultados maravilhosos. Todos, solteiros e casados, deveriam ler este livro. É muito bom!
    Parabéns pelo blog!!!

    1. minhavidagay disse:

      Olá Leonardo!

      Agradecido pela apreciação e pela indicação do livro.

      Um abraço,
      MVG

  58. Caio Ferreto Borges disse:

    Olá bom dia!
    Eu queria alguns conselhos ou que me ajudem.
    Estou em um relacionamento com um rapaz há 1 ano e 1 mês, antes de mim ele namorou uma menina por 13 anos e foi até noivo dela. Durante o relacionamento anterior ele teve outras experiências com homens. Desde então ele ficou somente comigo. A gente se complementa em muita coisa, só vejo ele aos finais de semana. Então ele me acusa de não ter dado força pra ele quando a menina terminou com ele, me acusa da gente ter brigado bastante e por eu ter cobrado demais dele, apesar de eu achar que foi tudo dentro da normalidade. Eu sempre pedi que ele fosse sincero comigo e conversasse acima de qualquer coisa. Então ele parecia meio em crise, dizendo que estava cheio de dúvidas e que precisava resolver a vida por ter mais de 30 anos de idade. Ele fala que gosta de mim mas senti ele se distanciar de mim há 1 mês atras em diante. Descobri que desde então ele me traia com outro cara que ele conheceu pela internet, no começo ele me negava, dizia que gostava muito de mim, agora há 1 semana ele me confessou e até chegou a terminar comigo pois dizia estar feliz com essa pessoa que ele está conhecendo. No entanto ele vem me desprezando de uma forma muito ruim, mas no último final de semana fui atrás dele e ele veio até minha casa, ficamos juntos novamente e ele viajou a trabalho novamente. Durante a semana só conversamos por telefone, mas ele tem si mostrado frio e que não dá a mínima para o nosso relacionamento, inclusive brinca comigo falando que eu já não sou mais prioridade dele. Eu gosto bastante dele e já nao sei mais o que fazer. Tento esquecer mas não consigo, ele já veio atrás de mim, me liga sempre e eu gosto dele de verdade. preciso de ajuda.

  59. Guilherme disse:

    Olá,gostaria de agradecer pelo site. Todo o conteúdo é maravilhoso e muito bom esse post aqui. Me ajudou a refletir, ainda mais, minhas atitudes, ajudou a querer despertar e ser melhor nos próximos relacionamentos.
    Tive um namorado que acreditava ser minha alma gêmea, me completava em tudo, seu jeito, pensamentos, atitudes, eu acreditava que tínhamos uma só sintonia, gostos idênticos, companheirismo, cuidados um com o outro, etc. Ele nunca teve outro relacionamento com ninguém antes, fui seu primeiro namorado, primeiro ficante de beijo e sexo gay. Eu já tive outros relacionamentos, porém não me satisfizeram como esse, posso dizer que ele eu realmente amei de verdade. Namoramos por quase dois anos (morando em casas separadas cada um com sua família) e fazíamos planos de morar juntos, esse era nosso objetivo, conquistar independência financeira e empregos estáveis que nos permitissem seguir adiante com esse plano.
    Não entendo por qual razão, mas depois de um tempo nossa relação se desgastou e ele quis terminar e propôs que ficássemos amigos e por amá-lo eu aceitei.
    Hoje enxergo que por algum motivo, não devo ter proporcionado razões para ele ficar confortável com nosso relacionamento ou talvez ele tivesse dúvidas quanto a mim e quisesse conhecer outras pessoas e se certificar do que é o amor, mas enfim desejo que ele seja feliz.
    Somos vizinhos de bairro e hoje somos somente amigos, digo até bons amigos, já não rola sexo, nem beijos, mas a afinidade que tínhamos continua, mas com cada um buscando seu caminho.
    Os comentários aqui também mostram que há pessoas que passaram por situações semelhantes às que eu vivi e acredito que troca de experiência pode nos fazer bem e nos fortalecer. Quem quiser conversar me email é bomber.guilherme@gmail.com.

  60. Bom Dia!
    Me cham Fernando e namoro a seis meses, e por conta de ciumes e algumas atitudes de desrespeito entre as duas partes, meu namoro esta frio. Prometemos um ao outro que vamos nos respeitar, mesmo assim continua frio.
    Gostaria de um conselho sobre como evoltar a esquentar meu namoro. Pode me ajudar?

  61. ronaldo disse:

    sou ronaldo , estou em relacionamento serio a dois meses .eu encontro com ele a cada 15 dias pois ele mora em santo Amaro e eu em jundiai . mas eu principalmente
    estou sofrendo com a falta de carinho tanto na cama e tanto quanto estamos distante . ele diz q me ama e eu também amo ele , penso nele a dia todo . Será q é porque ele tem 39 e eu 19 anos ? Já to ficando cansado de mandar presente , msg de amor , eu falo q amo ele todos os dias . Mas não sou aquela pessoa melosa .

  62. Miguel Lugão disse:

    Bom, toda relação é complicada. Tenho uma relação de 6 anos, eu tenho 37 e ele 55 anos. Acho que todo início de relação é muito importante para perceber o que o outro pode mudar e o que definitivamente não vai mudar, e como nós, no início estamos “anestesiados”, pensamos que um dia ele vai mudar. Na verdade é uma demonstração que muita coisa pode mudar e outras não. Hoje depois de seis anos, ainda meu namorado, não assumiu para a sua família que temos uma relação, ou a família dele faz de conta que não sabe. Isso se deve ao fato que ainda durmo na casa dele em um colchonete no chão, e ele dorme na cama de solteiro, isso durante o dia. A noite, depois de muito brigar para dormir junto e ter uma noite de sono confortável, ele comprou um colchão de casal que fica atrás do seu guarda roupa. Aí arrasta a cama e cola-se o tal colchão de casal. Ui, já estou farto disso, pensando que um dia isso iria mudar…. que teríamos uma cama de casal no quarto. Pois é, o tempo passou e não mudou. Percebeu que no início da relação as flores abririam?? Nada, algumas pétalas abriram outras não vingaram… A culpa é só dele?? Acho que não, é minha também. Aceitei isso no início, achando que um dia o sapo viraria o príncipe!! Mas hoje, já farto, sem excitação, sem ter mais cartas para jogar, vejo que o meu amor morreu. Não quero mais essa relação, e tenho a certeza que fiz de tudo para que desse certo… Talvez para ele ainda é confortável, por me ter e ter a família dele por perto. Sou aberto, já falei para alguns de seus familiares, mas ele não toca em nada…. Depois de quanto tempo ele vai assumir?? Parece que estou fazendo uma coisa errada, muito suja, pois ele vive querendo esconder o sol com a peneira. Chegou mesmo o fim.

  63. Thiago Henrique disse:

    Olá pessoal do MVG!
    Vou tentar resumir a minha situação…
    Sou novo visitante deste blog e me interessei porque há além das postagens,comentários enriquecedores que me faz refletir sobre determinadas ações.Devido estar passando por uma pequena crise de desentendimento com o meu namorado,visitei em especial,visitei o post sobre “O que fazer para um namoro gay dar certo?”.
    Minha vida homossexual,começou a pouco tempo,tenho 26 anos e há quase 1 ano me assumi brevemente aos meus amigos mais próximos,minha mãe e alguns familiares.
    Por ser filho único,1º sobrinho,1º neto,sou meio que “paparicado”,até mesmo nos namoros héteros fui muito paparicado,entretanto, nunca me senti feliz e resolvido como me sinto agora.
    Não sei se a minha situação é semelhante ao dos leitores deste site,pois,caso seja,acredito que a opinião de vocês me ajudaria muito.
    Se isso ajuda,sou ariano e ele um capricorniano de 38 anos,nós trabalhamos no mesmo Shopping,eu na Administração e ele gerente de uma loja.
    Nos vemos e nos falamos todos os dias,saímos as vezes para tomar café, conversar, jantar e nos finais de semana para algum programa diferente e cerca de 2x por mês para dormir fora e é nestas 2x que fazemos amor,me pergunto,sexo é primordial na relação?Sinto falta de ter mais,porém,tenho receio de comentar sobre o assunto para ele.
    Sou muito apaixonado,quando amo,eu amo com toda minha força,gosto de carinho,de beijos,abraços,de expressar o amor no sexo,afinal,quem não gosta?
    Alguém já passou por esta situação?Onde você tinha um namoro que atendia todos seus requisitos (carinho,atenção,fidelidades) mais sexualmente não era aquilo que você queria e quando você encontra algo que quer não consegue o mesmo que tinha nas relações anteriores?
    Enfim,não gostaria de ser paparicado,mas como ele tem um jeito muito seco e voltado pro trabalho sinto uma falta de carinho da parte dele,além deu não estar me sentindo 100% confiante comigo mesmo,mesmo ele dizendo que me ama e que gosta de mim do jeito que sou.Será que isso tem a ver com a felicidade?Será que eu não sou feliz e to achando que sou?
    Ele diz que tudo tem que ser do meu jeito,será que é isso mesmo?
    Um abraço a todos e obrigado!

    1. Almir disse:

      Oi, Thiago, tudo bem? Eu li seu comentário e pelas minhas próprias experiencias vou tentar responder algumas de suas perguntas, espero ser de grande ajuda. A julgar pela personalidade de vocês dois segundo o signo de vocês, sexo no caso do capricorniano não é algo realmente primordial, já que ele age mais no campo das ideias do que das ações, talvez não seja por falta de interesse e sim por uma questão de personalidade mesmo! Ele pode estar mais preocupado com a vida profissional e ter você com ele pode ser um escape, um alivio, por isso ele gosta de você e estão juntos, minha dica é que se isso faz falta para você, então é algo que deve ser conversado. Não precisa ir direto ao ponto, seja sutil, toque no assunto com naturalidade, procure saber o que ele mais gosta na cama, e faça sempre que se encontrarem, depois diga a ele algumas de suas fantasias, proponha viagens juntos se possível para relaxar, e antes de mais nada não demonstre ansiedade, nem impaciência, seja compreensivo e uma hora ele vai perceber, por isso diga sem medo. Eu acho que você está muito preocupado em receber e acredita que está dando o suficiente, claro que você o ama intensamente, mas por ser de Aries e por estar acostumado a ser paparicado, você acabou não se perguntando o que falta para ele agir da mesma forma. Em todo namora vai existir diferenças se você não pode se adequar a elas entre em um dialogo com seu parceiro e veja onde vocês podem mudar para resolver isso. Caso realmente não esteja se sentindo feliz e depois de tudo nada mudar, então é hora seguir enfrente, o importante é saber que relacionamentos sérios exigem respeito, cumplicidade,sinceridade e tudo isso se resume em uma palavra, amor. Boa sorte, e felicidade!

  64. Almir disse:

    Então acabei de conhecer um cara, desde o inicio nos damos muito bem, em menos de uma semana descobrimos muitos pontos em comum e poucas diferenças, brincamos e rimos juntos, dividimos alguns dramas e até aí tem sido agradável e saudável. Mas ainda não iniciamos um namoro, embora essa seja a intensão porque nos conhecemos em um site de relacionamento, não nos encontramos ainda, mas já dividimos muito um com outro e um encontro será o próximo passo. Infelizmente devido alguns fatores, decepções amorosas, estamos agindo com cautela, sem apressar as coisas, pois existe o medo de se machucar. Mesmo assim eu sou o tipo de pessoa que toma iniciativa, não gosto de ver uma oportunidade passar sem tentar antes, mas sinto que ele está sendo mais paciente do que eu em relação a isso, e, portanto, tenho receio de enfiar os pés pelas mãos ao propor um relacionamento sério no primeiro encontro. O que eu faço? Adorei o post e foi de grande ajuda, o blog está de parabéns, mas fiquei com essa duvida, se puder me ajudar desde já meus agradecimentos!

  65. Ives Neves disse:

    Olá, boa noite. Antes de tudo gostaria de parabenizar pelo texto, o que pessoalmente me apereceu bem elaborado, conciso e coerente. Em relação aos namoros gays, de fato não é fácil, já que hoje a procura por “curtição”, ou “relacionamento” passageiro tem crescido cada vez mais. Logo de início foi exposto a seguinte indagação “O que se espera em um relacionamento?”, e sem dúvida essa pergunta expõe a primeira problemática, tendo em vista que um namoro deve ser sinônimo de “construção”, de “soma”, de “compartilhamento”. Particularmente eu não tive muito êxito na minha vida amorosa, namorei duas vezes e lamentavelmente não seguimos em frente Tenho 19 anos e espero poder encontrar alguém cúmplice, podendo assim haver reciprocidade em personalidade, pensamento, e claro, em sentimentos. Gostei do blog e mais uma parabenizo o autor do texto.

  66. Edu Gay disse:

    Adorei o seu texto e sempre visito seu site, parabens!!!

  67. Faguinho MOrais disse:

    Olha meu nome é fagner é procurando sites para lidar mais com o meu relacionamento que ta no inicio e tipo é meu primeiro relacionamento serio porque todos os caras que eu curti nunca na verdade quiseram nada serio, ou mim enganavam dessa vez é verdadeiro é diferente é algo que eu sinto tão forte que não consigo explicar…
    e ele também senti o mesmo porque ele já mim deu provas, eu já tava cansado em acreditar em palavras o pessoal que é enganado sabe muito bem disso, e ele chegou e fez diferente… o que eu posso dizer sobre meu relacionamento que ta caminhando diferente, e seus conselhos so fizeram eu abrir mais os olhos que já começaram a mim ajudar muito… Muito OBG!!!!

  68. minhavidagay disse:

    Queridos leitores do Blog MVG,
    já está em pré-venda/reserva o ebook “MVG – Histórias para Além do Selfie”, primeiro livro da coleção, lá no site da Amazon. Quem quiser se antecipar, já é possível.

    No ebook, conto detalhes da minha vida, dos 20 e poucos anos até os 33. Histórias reais, algumas encantadoras, outras nem tanto (rs). Mas certamente uma referência verídica e mais completa para quem quiser se inspirar. Revelo também meu nome! Não tentem me stalkear (rs).

    Para saber mais, segue o link: http://minhavidagay.wordpress.com/colecao-de-ebooks-mvg/

  69. claudio disse:

    Boa tarde. Tudo bom? Deixem eu cintar minha situacao. Seguinte: namoro há quase um ano, e amo demais meu namorado, acho que nunca tinha sentido algo parecido. Ele é mais velho, e teve um relacionamento passado muito conturbado, ate ai tudo bem, quem nunca teve uma relacao intensa passada? Porem, de uns temois ora ca a gente tem discutido muito e elecoloca que ta vendo muito as nossas diferencas, de gostos, etc. E que o relacionamento é muito frio, nao tem emocao e tal. Ele disse que nunca namorou alguem assim como eu, que nao fosse tao “feminino”. É um momento de crise que nao sabemos como administrar! Se eu nao amasse tanto acho que ja teria desistido!
    Ajuda, gente!!!

    1. minhavidagay disse:

      Oi, tudo bem!

      Olha Claudio, antes de mais nada, essa coisa de você ser muito feminino é desculpa. Não se fica com alguém por quase um ano para “jogar na cara” agora que feminilidade é um problema.

      Não vá traumatizar por conta disso, nem se juntar com gays que se sentem inferiorizados por serem femininos! Isso é uma bobagem! :)

      Acontece o seguinte também: a química da paixão, que é basicamente um punhado de hormônios liberados pelo nosso organismo, dura de um a dois anos em média. Isso é científico, estudado.

      O que pode estar acabando é isso, a paixão e, no caso dele, talvez antes de você.

      Relacionamento as vezes assim… quando a paixão acaba e o senso de amor não vem (que exige muito mais resiliência e esforço do que se conta nas histórias românticas por aí), traz esse discurso de frieza e falta de emoção.

      O que ele está fazendo para trazer calor e emoção na relação sem ficar te cobrando? Acho um pouco injusto.

      Por isso, avalie bem. O problema talvez seja outro e, nessas horas, é fácil tentar projetar uma “culpa” em cima de você.

      Eu chegaria direto perguntando: você cansou? Esfriou porque acabou o tesão? Não rolou o amor?

      É melhor assim do que ficar te colocando numa situação de complexos.

      Ok? Não deixe isso acontecer!

      Um abraço,
      MVG

  70. Aleff Hibner disse:

    Adorei muito as dicas, estou dando um tempo no meu relacionamento de três anos, infelizmente estou nessa situação por conta do meu namorado que não ta nem ai só pensa somente no seu bem estar , sou fiel amo ele respeito ,etc.tenho 20 anos já amadureci muito muito com essa relação sou outra pessoa só que não quero ficar nessa cituaçao, ele aproveitando como se não tivesse uma historia comigo, traição boatos ,etc …. Não aguento mais só queria uma pessoa que me amasse e valorizasse a pessoa carinhosa, atenciosa,verdadeira, eu sou fiel adoro fazer surpresas mais nada ta bom , o pior disso tudo e que ele fica olhando pra outros do meu lado e se eu chamar atenção e pior, acho que eu não mereço tudo isso e muito mais que eu passei nessa vida, quero um amor de verdade e que sim de valor a vida a dois, hoje em dia e difícil de achar alguem como eu espero encontra alguem que me complete.
    Muito obrigado!
    Adorei todas as dicas

  71. Thiago CS disse:

    Partilhar experiências é ponderar sobre regra
    regras e conselhos a se seguir.
    Amei apenas uma pessoa, com a qual estive por nove anos. Nunca havia estado com alguém, até os 23 anos, para quem eu sentisse entregue.
    Foi maravilhoso viver aquela fantasia que RORNOU realidade. Dois corações esperançosos e sedentos.Um,inexperiente em todos os sentido,mas decidido e sem medos;o outro, muito experiente, porém excitante e com medo.
    Esses dois extremos culminaram com a separação de um dos relacionamentos mais bonitos que cheguei a conhecer: o nosso, o meu.
    Ele, desde a adolescência, se entregara a pessoas que o feriram. Eu, NUBCA havia me permitido amar, daí então optei pela solitude.
    Nós, em nossas conversas, fomos progredindo (imaginávamos isso…).
    Eis que as pressões familiares, mesmo ajudando em sua terapia, não foram suficiente para liberta-lo.
    Ele me abandonou com tal fúria que me humilhou. Há 15 meses vivo o luto de um relacionamento sepultado vivo. E com dói… Dói saber que convive com uma pessoa que é outra.Dói saber que,aquilo que ele me pediu ajuda, HJ é o refúgio dele:prostituição e vícios.
    A história se tornou livro,sendo que, o primeiro,já está terminado.
    FIQUEM BEM.

    1. Cesar Augusto disse:

      Thiago CS, minha história é parecida com a sua em todo o sentido. se quiser trocar idéia a respeito. Att; Cesar

  72. Cesar Augusto disse:

    Thiago cs minha história parece ser muito parecida com a sua. se quiser trocar idéia a respeito. Att; Cesar

  73. André disse:

    Thiago CS você disse livro?! Nos mantenha informados, pois seria ótimo poder ler!! :)

  74. edvan disse:

    Eae, preciso de ajuda. Sou casado ja fazem 5 anos e nosso relacionamento era ótimo no inicio. O problema eh que ele sempre arrumava um jeito de me trai e eu sofri muito com isso, mas por amar ele, acabava perdoando. Mas ja tem um bom tempo que eu não aceito mais essas traições e o fato dele agir como adolescente, que não pode perder uma oportunidade de ficar com alguem, ja me cansou e depois de eu ter descoberto a ultima traição, meu amor por ele morreu. E nesse meio tempo, eu conheci um cara que me da tudo aquilo que eu não tenho e não tive com ele. Mas, ainda moramos juntos e eu já disse que quero me separar, mas ele esta fazendo todas as chantagens emocionais possíveis, dizendo que vai mudar e tudo mais, mas não acredito nele. Eu sofri muito e não quero nunca mais ter que passar por isso novamente. Não o amo mais e não vou reatar, mas ele insiste. Será que devo contar pra ele que eu estou apaixonado por outro,pra ver se ele entende que não quero mais? Mesmo dividindo o mesmo teto?

  75. VItor disse:

    Uma pena que a maioria das pessoas, não segue nem metade disso. Já tive relacionamentos e nenhum deu certo. Cansei, as pessoas só procuram sexo e dizem, dizem e dizem que querem relacionamento serio mas na hora de assumir esse feito simplesmente desistem ou não estão disposto a conviver com as diferenças da pessoa que está gostando.

  76. hailton disse:

    ola, eu estou aberto para uma relação seria, e estável, mas tenho uma tendência a ficar dependente da pessoa, entro com tudo, tenho feito analise a alguns anos, e tenho repensado minhas escolhas, estou passando uma fase difícil, perda de minha mãe, a qual eu era muito apegado, estou só ultimamente, tenho conheci uma pessoa mas ele se mostra distante, a principio esta com medo de se envolver. gostei dele, mas preciso aprender a ficar tranquilo, e seguro. pois não devo cometer erros do passado, esta coisa de mergulhar de cabeça, e complicado agente comete enganos.se auto engana.

  77. Leandro disse:

    No momento, eu tô completamente fechado pra namoro! Estava tendo uma amizade colorida maravilhosa com um rapaz, tanto que eu até queria pedi-lo em namoro, mas ele recusou, dizendo que “só queria curtição mesmo”. Além disso, ele agiu de uma forma tão fria e leviana comigo depois disso que eu acabei encerrando a amizade tbm! Não tá sendo nada fácil, pois eu sou obrigado a ver a criatura quase todos os dias. Se dependesse de mim, eu nunca mais veria a cara do indivíduo!

  78. leo disse:

    olá,gostei muito do que li no seu blog mas tenho um probleminha.namoro com um rapaz bem mais velho do que eu,eu tenho 19 anos e ele esta na faixa dos 50,só que isso me deixa muitas duvidas sobre nosso relacionamento,não sei oque faço pois algumas pessoas me dizem que ele só esta comigo para desfilar mas ele demonstra que gosta de mim e faz muitas coisas para mim tambem como a gente viaja juntos,saímos a noite para jantar,vamos ao cinema,essas coisas e já até me convidou para morar com ele mas nao sei oque faço.sera que ele gosta de mim mesmo??

    1. minhavidagay disse:

      Oi Leo!
      Tudo bem?

      “Gostar de mim mesmo” é uma frase tão relativa. Existem tantas formas diferentes de gostar e que mudam também a medida que vivemos experiências, mudam com o passar do tempo.

      Não acho que você deva entrar nessa onda de querer descobrir se ele gosta mesmo de você. Mais importante é saber se você se sente bem, acolhido e querido com o jeito que ele gosta de você.

      Importante que ele também se sinta bem com o jeito de você gostar dele.

      Porque o que eu acredito hoje é que não existe um jeito certo de gostar. O que existe é duas pessoas viverem em sintonia e ter complementariedade. Um se satisfaz com o outro. Se isso acontece entre vocês dois, no final, a opinião dos outros é que menos importa.

      Agora, se a relação de vocês dois vai ser pra sempre feliz? Impossível de responder. O pra sempre é muito longe, para bem e para o mal.

      Um abraço,
      Flavio

      1. leo disse:

        adorei a tua resposta,mas falando tudo aquilo que eu disse para vc referente a ele.Ele faz tudo para mim sabe,como posso te falar ele fala que quer cuidar de mim,me chama de BB,esta mobiliando um apartamento para nos ficarmos juntos,se preocupa comigo né e isso eu queria um conselho seu em oque eu posso fazer ou oque eu devo pensar sobre ele.

      2. minhavidagay disse:

        Então Leo… A diferença de idade entre vocês é gritante. São praticamente 30 anos.

        Existem muitos casos assim, quando um dos parceiros é bem mais velho que o outro.

        O que eu sinceramente acho é que vocês dois podem crescer juntos. A realidade é que você é de maior idade e tem autonomia para fazer suas escolhas. Índoles das pessoas independem de idade.

        No meio gay, pessoas mais velhas assim que se relacionam com gente bem mais nova é chamado de “Daddy Boy”. São homens que pegam meninos para “criar”.

        Há toda uma explicação psicológica para isso, tanto para aqueles que se atraem por bem mais velhos, como aqueles que se atraem para bem mais novos.

        Mas casos assim não ocorrem apenas no meio gay. Basta ver a atriz Suzana Vieira que tem se relacionado com homens bem mais novos, ou até mesmo a Gabi, quando namorou o Giane.

        O que você pode fazer? Não entendi bem sua pergunta… O que você deve pensar sobre ele? Também não entendi…

  79. queria ouvir a opinião de alguém sobre namoro entre bissexuais. pois eu não tenho ninguém para conversar sobre isso. as pessoas que encontro são tão vazias para falar sobre esse assunto. abraços.

  80. Fredy disse:

    Muito legal adorei tem como objetivos os princípios os valores basícos de nossas vidas parabéns

  81. Edson Santtos disse:

    Boa madruga, eu amo meu “namorado”, estamos juntos há 1 ano e 9 meses, brigamos muito , já terminamos várias vezes, enfim o que está acontecendo e que assim eu chamo ele pra sair , tento fazer planos pra nós dois, só que ele sempre diz que temos que pagar as contas e etc. Só que exatamente hoje ele estava em um bar bebendo e quando eu cheguei do trabalho ele não estava em casa e fui atrás dele e o encontrei lá. Fiz errado em ir atrás ? Na rua discutimos e ele falou que era pra eu deixar ele em paz, gritou comigo e tudo. E disse que eu sou infantil e imaturo. O que fazer ? Me ajude a salvar meu namoro por favor eu amo demais!!

    1. minhavidagay disse:

      Oi Edson, tudo bem? Essa sua atitude de chegar em casa e ir atrás dele no bar, não lhe parece heteronormativo demais? Dois homens, duas individualidades, vocês já moram juntos. Precisam viver grudados a todo tempo?

      Sobre a parte da grana, de por dinheiro em casa, eu não entendi direito…

  82. Sérgio disse:

    Ola, Bom dia!
    Achei muito interessante seu blog. Procurava algo que me desse conselhos para uma relação mais saudável e acabei encontrando.
    Meu nome é Sérgio, eu tenho 23 anos e meu namorado Tancredo fez 26 anos ontem, 23/08.. Fomos comemorar no Beto Carrero e enfim.. Voltando pra casa o telefone dele toca, e ele não atende, toca mais uma vez e nada. O número do telefone apareceu no display do som do carro e eu decorei o número, chegando em casa eu mandei mensagem perguntando quem era e por fim era ex dele.. Tinha ligado para desejar feliz aniversário, contei pra ele q fiz isso, e ele me disse q não atendeu pq desconfiava que seria o ex, e como me conhece não atendeu pra não gerar conflitos.. Eu fiquei muito bravo.. Mas ele me disse q não sente mais nada, q esqueceu, q me ama e enfim.. Disse q vai trocar de número por isso.. Nos estamos há 3 meses e nos damos muito bem, quando o assunto não é ex.. Eu queria poder confiar mais nele sabe..
    Realmente, eu amo ele, mas não sei o q eu faço mais pra poder tirar essa Neura da cabeça..
    Abraço…

    1. minhavidagay disse:

      Realmente é neura, Sérgio! Será que ex-namorado precisa sempre ser uma sombra? Ou isso é puramente cultural? Quantas pessoas, de fato, hétero ou gays que você conhece, retomaram alguma relação com o ex? Tenho certeza que é a minoria…

      Abraço!

  83. lucas disse:

    Boa madrugada a todos . Achei seu blog muito interessante(MVG) queria o
    Lhe pedir uma ajuda. To em um relacionamento sou gay. Meu parceiro e hetero a gente ja esta com dois anos e 7 messes juntos a gente comecou co. Uma certa amizade a gente so andava juntos porem ele tomava banho na minha casa e toda vez ficava deixando a toalha cair. pra mim ver ele pelado mais eu sempre dando um de duro nao sou assumido mais depois de três messes ele sempre mim testando perguntando se eu gostava de homem e eu negando com 4 messes a gente ficou a primeira vez.. Ai eu amo muito ele mais tenho medo dele mim trocar por uma mulher qualquer hora pergunto ele sobre isso ele so diz que nunca vai mim larga hoje minha família ja sabe o pai dele ficou sabendo que ele tinha um caso de 2 anos e um bocado com um gay. Todas as vezes que eu saio ele esta comigo a gente esta sempre juntos. Sou muito ciumento as vezes a gente luta eu bato nele ele quer ir embora comigo em janeiro a to com medo de viajar com ele e la ele mim trocar por uma mulher.. Antes dele mim conhece ele era casado com uma mulher morou junto ele so tem 19 anos eu tenho 20.. Meu medo e esse porque ele gosta de mulher tambem preciso de suas palavras ou ate mesmo conselhos! (MVG)

  84. Felipe disse:

    Gostei muito do blog realmente foi muito difícil encontrar algo sobre este assunto sendo abordado com seriedade. Nunca tive um relacionamento gay , mas de um tempo para cá me apaixonei por um amigo meu e estamos quase engatando em um relacionamento mais sou completamente inexperiente no assunto as dicas deste post com certeza me servirão de grande auxílio. Obrigado ! =)

    1. minhavidagay disse:

      De nada, Felipe! :)

  85. Guto carvalho disse:

    Encontrei um cara que despertou em mim a vontade de um relacionamento sólido e saudável ..estamos nos conhecendo, rolou super Química, nos identificamos muito, as vezes fico apreensivo, por falar muito ou tomar muito a frente, quero que agente der mais certo, mas tenho medo de agir de forma errada…e acabar perdendo essa grande pessoa…acredito q sinto um grande carinho e afeto por ele. Temos uma diferença de idade onde eu tenho 22 e ele 31. Demonstro que realmente quero namorar com ele???

  86. Geovanny Diniz disse:

    Amei a publicação. Parabéns! Espero que eu encontre alguém, e que eu possa ama-lo e respeita-lo assim como desejo comigo.

  87. Hermon disse:

    Oi bom dia!!! gostei muito da postagem e me ajudou bastante, atualmente estou em um relacionamento serio cerca de 6 meses, o primeiro com o qual me comprometi inteiramente com meu parceiro, estamos passando por uma fase ruim(minha exposição a família, acabou por limitar, e complicar nosso namoro), o que me levou a procurar na internet sobre como fazer dar certo o namoro, tem sido algo incrível o que estamos vivendo, eu e meu namorado, a cada dia uma nova descoberta, claro que temos desentendimentos, mas acima de tudo acreditamos um no outro, e queremos construir algo solido pra vida toda, as postagens ajudaram bastante.

  88. Tiago Oliveira disse:

    Gente, passei por essa pagina e ja gostei tanto do conteúdo quanto do estilo do site…parabéns!! Nao sei se ja tem posts sobre o assunto mas gostaria de tirar uma dúvida…namoro um cara ha mais de 1 ano mas ele me irrita com uma coisa…Na falta de assunto ou na falta do que fazer, ele começa a falar que pegou geral, a cidade inteira na época da adolescencia colorida e glamurosa dele. Eu passei minha adolescência na seca, por medo de me assumir e de nao ter conseguido um par ideal na época. Estou furioso pois meu ouvido nao é penico, nao investigo sobre o passado dele ate porque nao gosto disso…é ele quem vem contar sobre os “amores” do passado dele, e isso me irrita muito. Gostaria de saber como eu posso fazer pra ele parar com isso, pois tive só alguns “amores”, porém com nenhuma experiência boa…um desastre sempre acontecia, e ele ja conta sobre o passado dele contando vantagem, tipo querendo reviver os velhos tempos…detesto isso, é sentimento de ciúmes+raiva+vontade de vingança..Detalhe: Tenho 23 anos e ele 36. Abraços!! Seria muito interessante responder em forma de um post, uma materia sobre o assunto.

    1. minhavidagay disse:

      Oi Tiago!
      Faça apenas duas perguntas a ele e aguarde responder:

      1 – por quais motivos você gosta de ficar falando que pegou geral?

      2 – você consegue perceber que isso me deixa chateado?

      Simples assim! :)

      Um abraço,
      Flávio

  89. Taison Araújo disse:

    Menino to passando por uma fase tão dificil no meu relacionamento, a gente não para de brigar, tudo vira motivo pra uma discussão. eu to chegando no meu limite, sabe!

  90. Herman Carlos disse:

    Adorei as dicas do Blog…Me chamo Herman, tenho 32a (ñ aparento rsrs) e moro em Vitória ES. Bom, a pouco mais de 1 mês (quase 2 agr dia 23/08) eu estava num relacionamento que caminhava p um relacionamento mto sério, afinal, era isso que buscávamos. Essa pessoa tem 21a, nesse tempo, vivemos td intensamente, nos apaixonamos e td parecia maravilhoso, talvez pela pouca maturidade e ñ saber lidar com a relação, ele sempre me passava ser uma pessoa bastante insegura, vivia me dizendo “Amor, tenho tanto medo de te perder” eu, claro, dizia que da minha parte isso jamais iria acontecer, pois eu estava mto feliz… Nesse tempo, nunca houve brigas ou grandes discussões que pudesse abalar a relação, td final de semana estavamos juntos, inclusive esporadicamente num dia da semana tb. Na quarta feira dia 10/08 fomos juntos a casa de uma prima/irmã mto proxima dele, pois queria ve-la, fomos até lá, e em seguida viemos pra minha casa, aqui, mais uma vez, deitado na minha cama ele novamente vira e fala “Amor, tenho tanto medo de te perder”, e eu dei a msm resp q sempre dava… na quinta ele vai embora, e qd chega na sexta que eu penso que iriamos ter mais um bom FDS juntos, ele chega pra mim e diz que não dava mais, tava terminando comigo…. Fiquei desnorteado sem entender nada, pois estavamos bem até então: questionei se era sexo, se tinha outra pessoa, se queria era ficar solteiro… (não era nd disso), apenas disse que era dentro dele, mas ñ soube me explicar que sentimentos estavam “morrendo” se é que foi esse o real motivo. Ele então juntou as coisas dele q estavam aqui na minha casa e me disse – “Tchau”, e eu estou por esses dias sem entender oq houve, já sofri mto c isso pq realmente gosto dele e sei que ele tb gosta de mim, mas ñ sei oq houve pra ele decidir terminar dessa forma tão estranha. Estou deixando ele na dele, ñ mando msgs, ñ mando whats, ñ falo, “sumi”, mas ele apesar de ja ter removido o status de “namorando” de suas redes sociais, ainda continua curtindo algumas postagens minha no instagram e no facebook, e tb ñ deletou nossas ftos dos varios momentos maravilhosos que vivemos juntos. Não sei de fato o que fazer, a mto tempo ñ vivia algo assim, ele é mto traumatizado com relações anteriores (traição) e isso acho que contribuiu de alguma maneira mesmo eu nunca ter dado motivos pra isso. Não sei se o medo de se envolver demais; o excesso de “estar”; e suas incertezas tenha contribuido pra isso. Fato é que to sofrendo mto com essa situação, já ouvi mta coisa por esses dias, mas ñ consigo ouvir meu coração qt a que atitude tomar, ele pelo visto, por mais que esteja sentindo minha falta, ñ vai me procurar por orgulho, ele é libriano e eu canceriano. Quero ficar com ele, pq acredito em nós. ME DEEM UM HELP rsrs!
    Bjs e Obrigado.

  91. edu disse:

    parabéns pelos comentários,estou vivendo um relacionamento a 2 e está fluindo muito bem,estou seguindo os conselhos

Deixe uma resposta