Viagem GLS?

Voltei de uma viagem para a Patagônia com meu namorado! Retomo as atividades do “Minha Vida Gay” :)

Estive 12 dias de férias, após 10 anos sem, fora uma semana entre Natal e Reveillon todos os anos. Fomos para Patagônia e percorremos as cidades de Trelew, Puerto Madryn, Puerto Piramides, Gaiman, El Calafate, El Chaltén e Ushuaia.

O bacana dessas viagens, que não são vinculadas aos circuitos GLS, é que nos tiram da “caixinha” e podemos viver experências como qualquer pessoa.

Lanço então, como primeiro post recém chegado, a dica de viagem para Patagônia, lugar incrível para se conhecer com um grupo de amigos ou com o namorado.

Glaciar Perito Moreno - El Calafate - Patagônia

Nessa região não se encontra muito brasileiros. Dá argentinos e europeus, muito franceses e alemães, e uma outra turma de europeus cuja pronuncia confunde: não se sabe se é holandês, norueguês, sueco ou de algum país do leste europeu.

Não pensem que na Patagônia é possível exercer direitos e ficar com muita intimidade nas ruas! A Patagônia é um lugar para curtir, sem alardes, e viver experiências inéditas com a beleza natural e sua geografia.

Canal Beagle - Ushuaia - Patagônia

Sem delongas, é preciso saber viver bem com seu namorado e FUGIR dos circuitos GLS que nos encaixotam!

Em breve volto a postar novas reflexões! :)

1 comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta