Caso gay: até que ponto incluir a famosa suruba em um namoro é saudável?


Hoje recebi um e-mail de um usuário perguntando a minha opinião sobre incluir a suruba, ou melhor, outras pessoas no sexo entre um casal. O leitor namora faz alguns meses e tanto ele quanto o namorado tem desejos e vontades de sexo grupal. Até que ponto é válido ou saudável esse tipo de situação em um relacionamento gay? Vejam a minha resposta ao leitor!

Olá “R”,
tudo bem?

Realmente a ideia de relacionamento aberto existe. Tenho um ex-namorado que virou “praticante” com o atual companheiro. O ponto que pega tem a ver com a naturalidade que ambos enxergam esse tipo de relacionamento. Dividir muito bem valores afetivos e companheirismo do simples prazer sexual é o desafio.

Esse meu ex-namorado não afirma mas, notando seus relatos, percebi que o prazer de dividir a relação na cama com terceiros ou quartos virou um vício. Parecia que para ter a satisfação sexual precisavam compartilhar com outros. Tanto é que virou rotina. Caçavam pessoas na internet, frequentavam saunas, pagavam garotos de programa…

Eu não teria essa capacidade. E quando um já não se sente capaz, ou se sente menos, a probabilidade de vir algum tipo de transtorno, no meu ponto de vista, é alto.

Uma vez cheguei a ir com um outro ex-namorado no Autorama, que é um lugar aberto onde rola pegação, voyerismo, entre outras fantasias quentes. Foi realmente e extremamente excitante. Mas aquela situação ficou marcada negativamente tanto para mim, quanto para meu ex-namorado. E, bem ou mal, acabou influenciando a nossa relação, mesmo que inconscientemente. Te digo isso porque sinto, mas não saberia explicar bem.

É muito difícil, muito mesmo – no meu ponto de vista – dividir valores afetivos com um relacionamento aberto. Pra ser sincero é algo quase utópico. Pode aparentemente dar certo uma, duas ou três vezes, mas, por exemplo, no caso do meu ex-namorado que curte sexo grupal, embora ele não assuma, acredito que esse modelo acabou desgastando a própria relação.

R, são duas coisas que penso. Primeiro: em que lugar você coloca o sexo numa relação? Ou seja, qual a prioridade que o sexo tem, entre as demais necessidades de um casal? É fundamental esse tipo de diversão a ponto de ser incontrolável? A segunda é que sexo entre duas pessoas passam por fases. Tem momentos que está quente, tem momento que esfria. E quando o sexo estiver frio entre você e seu namorado e resolverem participar de uma suruba? Quais as consequências que podem vir?

Nesse sentido, eu diria que sou um “cagão” pois não gostaria, de jeito nenhum, de me perder no meu relacionamento por conta de aventuras sexuais. Acho que melhor que “cagão” posso dizer que é um senso de preservação. As relações se perdem ou se desgastam por diversos motivos. Mas seria muito frustrante para mim correr o risco de terminar um relacionamento porque nem eu nem meu namorado soubemos dosar bem a ideia de incluir outras pessoas na cama.

Você lançou um tema bastante interessante e polêmico. Estou realmente para ver casais que assumiram esse modelo e que não sofreram alguma influência. Penso eu que alguns casais passam a assumir histórias abertas já na fase em que o namoro não vai bem e as fantasias com outros começam a aflorar. Mas aí, acaba sendo uma desculpa para conseguir uma nova abertura às possibilidades, sem se desligar da segurança e do conforto que foram construídos em casal.

Bem, se o desejos de vocês estão gritando, vejam o que farão com isso. Mas, por mais racional que somos tem coisas que não se controlam. E verdade seja dita: a maioria das coisas da vida a gente não controla. Vale o risco? Para mim não… a não ser que o próprio risco cause um tipo de excitação…

6 comentários Adicione o seu

  1. Peter disse:

    Eu lembro de ter visto em um blog – já faz um bom tempo – uma discussão sobre como fazer um relacionamento entre dois homens durar bastante. As respostas variavam muito, e no geral a conclusão que se chegou era que uma terceira pessoa deveria existir, justamente para equilibrar esse lado sexual que “falha” de vez enquando…

    Eu não concordo com isso, pois pra mim se as coisas chegaram a esse ponto, é porque o encanto do casal acabou… existem outras formas mais saudáveis de deixar o sexo interessante, sem envolver desconhecidos…

    1. minhavidagay disse:

      Ainda complemento: afinal de contas o quanto o sexo é realmente importante? Não seria também um hábito social brasileiro colocar o sexo numa maior relevância? Se o sexo esfria, a gente deixa de amar uma pessoa? Deixa de querer estar com ela e continuar a relação?

  2. Peter disse:

    Pois é… infelizmente, o que vejo muito em relacionamentos gays é a supervalorização do sexo, e não só entre os brasileiros… existe também no mundo hetero, mas insisto que no nosso caso é bem pior…

  3. Fabio Lorusso disse:

    O relacionamento sério tem uma definição própria: o envolvimento emocioal e sexual entre 2 pessoas, com fidelidade, sinceridade e amor.
    Acrescentar uma 3ª , 4ª ou 5ª pessoa transforma a denominação de ” sério” para “aberto”. Aí temos o julgamento de cara casal para o que querem construir para suas vidas.. Ao meu ver, dando chance ao acaso, um dos dois pode vir a se apaixonar por outro.

  4. edgar disse:

    Ola. Sou edgar tenho 17 anos e ainda não decidi a minha opsão sexual… Gosto de mulheres, mas tambem gosto de homens.
    Eu não me assumo como gay mas vontade de praticar sexo com um garoto não me falta. Ultimamente tenho um prazer de fazer uma suruba entre garotos que me excite muito. Sera que sou Gay ou isso é uma fase? Alguem me ajuda?.

    1. minhavidagay disse:

      Oi Edgar!
      Heterossexual você não é! No mínimo bissexual, que ainda está descobrindo as coisas da sua sexualidade. Acho legal você tentar se preocupar menos em buscar por definições e se preocupar mais em ir vivendo suas vontades. Opção sexual não existe. Opção subentende escolha e, no caso, seus desejos são espotâneos e não escolhidos. Assim, vá vivendo sem pensar se isso é fase ou se é algo definido. Uma hora você mesmo terá essa resposta!

      Abs,
      MVG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s