Perfil do gay brasileiro no MVG


Completando um ano de existência, o Blog Minha Vida Gay conseguiu traçar um diálogo aberto e objetivo com três perfis principais de gays: o gay enrustido que ainda está se descobrindo, as vezes dialoga com a bissexualidade ou tem o desejo de viver sua homossexualidade mas ainda não se libertou de suas próprias amarras. O gay que está casado ou namorando longos anos e vive conflitos e crises no relacionamento e não sabe bem “se vai ou se fica”. Por fim, e não menos importante, o gay assumido, solteiro e que brinda o universo gay praticamente todos os finais de semana.

Três perfis de gays em tempos tão diferentes mas que têm uma “base” em comum: o fato de se atrair e se sentir envolvido por outra pessoa do mesmo sexo.

Nesses 12 meses de existência tem sido um prazer lançar artigos e posts para parte da comunidade LGBTXYZ, dos gays que estão vivendo suas descobertas, ou que já se descobriram e vivem situações entre casal, ou do gay que não está nem lá, nem cá e preza sua solteirice e a rua. Tive o prazer também da interatividade e comentários de duas ou três meninas, representantes do sexo feminino e que de maneira singela contribuíram com críticas e dúvidas. Meninas, apesar do enfoque ser do gay masculino, ser humano é tudo igual! Só muda de endereço! (rs)

Um pouco mais de centenas de e-mails em um ano trouxe ao MVG casos de heterossexual que é confundido como gay, gay religioso e estudioso da religião, gay casado que leva um relacionamento com uma esposa e um namorado homem, gays que sofreram algum tipo de bullying na escola, gay que se sente atraído por meninas com jeitinho de meninos, gay que se assumiu e está se dando muito bem e gay que se assumiu mas está penando um pouco com isso.

Existe uma verdade sobre tudo do MVG: a diversidade humana, que vem antes da nossa sexualidade, é rica e que se materializa em relatos gays dos usuários, oferecendo conteúdo ao MVG. Estou certo que as minhas experiências de vida, namorando, casado e solteiro puderam ilustrar bem a dinâmica que podemos dar as nossas vidas, as tristezas, as decepções, a força interior, o humor e a prática da superação. Mas não fosse a interatividade por meio de comentários e e-mails, o MVG não teria todo esse sentido de blog gay, com um ponto de vista crítico, as vezes pessimista mas na maioria das vezes otimista, firme, objetivo e esforçadamente didático.

Esforçadamente didático porque o MVG sempre foi para mim um meio de explorar a escrita, da capacidade de traduzir reflexões em linhas de texto. E de maio de 2011 para hoje me sinto bastante feliz por ver uma evolução! Mas isso é pessoal.

O que é coletivo é o próprio conceito do Minha Vida Gay que abre espaço para falar sobre gay enrustido, gay afeminado, gay masculinizado, gay assumido, bissexual, transgênero, transexual, pais de filhos gays, garotos de programa, namoros gays, casamento, preconceito, relatos pessoais e de usuários, gay ativo ou passivo, gay versátil, gay da cidadezinha do interior, gay das capitais, gays brasileiros, gays brasileiros residentes fora do país, o meio GLS e muitos outros conceitos ou temas relacionados a nossa abrangente “família”, diversa como esse país. O objetivo é alimentar o usuário do MVG de referências, que não são verdades absolutas, mas passam a ser verdades a medida que o usuário se identifica.

É isso: o MVG funciona para quem se identifica ou até mesmo para quem está de passagem, somente espiando, que pode ser mãe, pai, avô, bissexual ou heterossexual curioso! Cuidado que curiosidade transforma, hein? :P

Fico feliz pela diversidade sexual, de gêneros, de gostos e de responsabilidades. Fico feliz por ter chegado aos 35 anos capaz de contar algumas histórias e criar um blog que me motiva todos os dias, num sentido de abertura de informações e referências para quem é gay, para quem está em dúvida e para quem não é.

Acima de tudo, agradeço vocês usuários por serem combustível para muito mais histórias, relatos ou casos. Doze novos meses passam rapidamente! O blog nasceu sob o signo de touro (rs). Assim tem tudo a ver com persistência (ou teimosia)!

Beijo para quem é do beijo, abraço para quem é do abraço,

MVG

:D

4 comentários Adicione o seu

  1. Ekial disse:

    Parabéns!

    Ps.: eu sou o rapaz do email sobre as tomboys, rs.

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado Ekialssawa! Muito bom ter você por aqui :)

  2. Daniel disse:

    Parabéns pelo primeiro ano do Blog! Sua escrita e suas histórias são muito boas; me ajudaram muito, tanto na decisão de me “manter fora do armário” quando para deixar os meus próprios preconceitos de lado e encarar a realidade de uma “vida gay” e seus mais diversos e coloridos tipos! :D

    1. minhavidagay disse:

      Que bom Daniel!
      A ideia é poder contribuir com isso mesmo. Sermos gays mais tolerantes, mas desapegados a modelos e mais felizes!
      Obrigado pelo contato.

      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s