Namoro gay – Príncipe no cavalo branco


Procuro por um namorado gay que seja cavalheiro.

Que seja sensível as minhas necessidades.

Que seja inteligente e tenha objetivos de vida.

Que sinta-se resolvido e que não tenha vergonha de assumir a relação.

De preferência que tenha um bom emprego e uma boa formação.

Que valorize meus amigos, minha família e se mostre sempre disposto a fazer parte do meu grupo.

Se possível, que goste dos mesmos estilos de música, que toque um instrumento e tenha um carro.

Seria legal também que fosse assumido para os pais, irmãos e amigos.

Que levasse qualquer desentendimento na conversa, com muito diálogo.

Que me apresentasse sempre coisas novas, disposto a viagens e passeios.

Importante cuidar do corpo e ter uma alimentação legal.

Mas é claro que seria ideal que também gostasse de tomar um drink ou uma cervejinha no final de semana.

Importante também que fosse bonito, talvez parecido com o Orlando Bloom ou com aquele modelo que vi pela Internet.

Que fosse disposto a estar comigo nas baladas para se divertir e conhecer pessoas novas.

Que faça sexo na hora que eu quiser e saiba fazer uma boa massagem.

E quando acabasse o filme, os comentários e críticas fossem semelhantes aos meus.

Mais importante de tudo: que me desse total liberdade para estar com meus amigos quando quisesse, aonde quisesse.

Que cuidasse de mim e me apoiasse em todas as escolhas.

Porque meu nome é Barbie.

Porque príncipe, só nas histórias mesmo.
Porque príncipe, só nas histórias mesmo.

13 comentários Adicione o seu

  1. Sammy disse:

    Hahahahaha, boa! No final só faltou acrescentar: “E por isso sou solteiro”

  2. Will disse:

    Por causa dessas ilusões quebram-se muitos relacionamentos ao mesmo tempo que não se inicia um.

  3. Paulo disse:

    Eu costumo dizer que criar expectativas é sempre um problema, por que fatalmente você vai quebrar a cara e ficar frustrado, não criar expectativa e manter a humildade de aceitar o que a vida coloca na nossa frente me parece um caminho razoável, não digo somente como relação ao tema do post, digo com relação a tudo, trabalho, relacionamento com os pais, resultado do jogo de futebol, cotação do dólar e por aí vai.

  4. minhavidagay disse:

    Bem, eu diria que na vida pessoal depositar um pouco de expectativa é bom, como por exemplo num início de relacionamento, quando a chama está para pegar ou não e a gente fica naquela dúvida e na vontade de desvendar uma pessoa. O friozinho na barriga é importante. rs

    Como também num filme, embora a maioria deles hoje estão sempre abaixo das expectativas no meu ponto de vista.

    Agora, no trabalho, e no caso da relação com clientes, comentei hoje inclusive a um amigo: “a gente sempre precisa ter uma resposta para o cliente antes dele criar uma expectativa, seja boa ou ruim. Se eu disser que apresento uma parte do projeto na quinta é importante a gente se planejar para apresentar efetivamente na quarta. Esse tipo de situação evita qualquer efeito da expectativa”.

  5. Luis disse:

    MVG, muito bom o post! rs

    A realidade é que expectativas acontecem sempre, mesmo que não queiramos criá-las! É normal, faz parte do apaixonamento e como não dizer também de uma relação bem sucedida?! rs

    Nessa parte nunca fui de ficar idealizando ou exigindo muito do outro, o legal na minha opinião é justamente esse descobrir o outro, e pode ser que o “descobrir” o outro seja bem melhor do que as expectativas que criamos sobre ele. Expectativa é diferente de idealizar um príncipe, é esperar que a coisa flua, que amadureça com o tempo, que dê certo… E acho na minha opinião que a maioria, para não dizer todos, quando entram em estado de apaixonamento, acabam sim criando expectativas, afinal quem entra em uma relação, seja qual tipo for, esperando outra coisa a não ser o amadurecimento da relação?! Eu pelo menos não entro esperando outra coisa a não ser o desejo de que as coisas se encaixem, de que seja estabelecido uma relação bacana! Faz parte dos relacionamento! rs

  6. Moreira disse:

    hahhah mto bom esse final!
    mas pelo menos um desses tópicos tem que ter né gente :)

  7. joe disse:

    #rip com o final do post =D

  8. Comento sempre que o princípe encantado sempre existe, mas que o importante éque quando oencanto acabar, temos que nos apaixonar pelo sapo, no entanto, o bom é que como nos contos de fadas com um beijo com amor o princípe ressurge sempre.

  9. Daniel disse:

    Parabéns pelo post… Diria que é um relato muito fiel do “senso comum” dos relacionamentos gays e também, talvez, o grande motivo de maioria deles ser tão passageiro e, de alguma forma, dolorido. É inevitável as expectativas. O grande problema é quando elas tornam-se maiores que a realidade e as possibilidades disponiveis… Eu fui assim logo com o primeiro rapaz que eu “selecionei” para ficar… No final, naturalmente, deu tudo errado e as expectativas foram junto com um rio de descontrole. Hoje, apesar de procurar um principe encantado (não com todos os atributos acima, porque isso seria uma prisão não apenas para a outra pessoa, mas para mim também), me esforço para ser tudo aquilo que procuro em alguém… Sempre pensei que é um tanto injusto procurarmos a perfeição nos outros quando não estamos dispostos a melhor nossas próprias vidas! Reconhecendo meus limites, minhas falhas, aprendo a olhar para os outros com mais tolerância e a não cair em tantas ilusões movido apenas por desejos superficiais como os acima descritos… :P

    1. minhavidagay disse:

      Muito bacana seus comentários, Daniel!
      Obrigado pelo complemento da ideia.

      Abs,
      MVG

  10. Jeffrey Silva disse:

    haihaiuahaihaiauhaiuahaiuahaiuahaiuahiaua, Hilário isso! Adorei…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s