A representação do macho alfa para os gays

Segundo a Wikipedia:

“Em biologia, quando se estuda a ordem social dos animais superiores e sociais (como os leões, lobos, primatas, etc) o macho alfa / é o líder. O macho alfa tem força, habilidade para caça, facilidade para tomar decisões, personalidade marcante e bravura“.

Na grande maioria das vezes, para o público gay, o macho alfa está representado na forma, que nos trás uma identificação espontânea. Quando digo forma, falo da estética, da imagem. Alguns se identificam com a imagem do Super-Homem de Smallville (Tom Welling), cara limpa, meio bebezão. Outros já associam o ideal de macho alfa com algo mais “rústico e bruto” como Jason Statham (citado em comentários no post anterior).

E a mídia, principalmente o cinema e os seriados vão produzindo constantemente esses “novos modelos” dos machos, para delírio das fãs e da maioria dos gays que, de imediato cobiçam e desejam esses homens pela maneira que se apresentam e, sim, pelos papéis que assumem nas telas e que o público, invariavelmente, fará associações com o ideal.

Paul Walker (Velozes e Furiosos) e Josh Hutcherson (Jogos Vorazes), por intermédio de seus papéis mais marcantes, também deixam esse rastro do “macho” no ar, assumindo personagens cujas posturas nos levam a crer no tal ideal.

Tom Welling
Tom Welling
Jason Statham
Jason Statham
Paul Walker
Paul Walker
Josh Hutcherson
Josh Hutcherson

Assim, o princípio é pela forma atrelada a postura de um personagem.

Mas sabemos que na vida real, a forma muito nos engana e, para alguns, engana por muito, muito tempo! A mim, as representações do mundo real de macho alfa estão mais distantes dos modelos ideais de beleza, o que não quer dizer que muitos dos belos não cumpram seu papel de macho. Na vida real, os “machos alfas” são muito mais atitudinais, quando a postura perante o mundo, as pessoas e a sociedade deixa um rastro, seja de maneira popular ou apenas para os pequenos grupos sociais. Mas, acima de tudo e como qualquer ser humano, são também falíveis.

Como o objetivo desse texto é tornar claro minha visão sobre o “macho alfa”, citaria então alguns dos grandes figurões que elevaram as condições sociais, ideológicas ou intelectuais e pulverizaram no mundo. Citaria então: Gandhi, Nelson Mandela, John Lennon e Steve Jobs. Grandes caras que em suas respectivas áreas foram personalidades marcantes, enfrentaram firmemente seus desafetos e tiveram a bravura para difundir seus ideais de maneira bastante ampla.

Gandhi
Gandhi
Mandela
Mandela
John Lennon
John Lennon
Steve Jobs
Steve Jobs

Mais longe do que perto dos ideais estéticos, na vida real, esses caras foram símbolos representativos e palpáveis do “macho alfa” em atitudes, posturas e ideologias. Mas para ser macho alfa, precisa chegar nessa visibilidade popular?

Claro que não.

O macho alfa pode ser magro, gordo, peludo, sarado, careca, tatuado, franzino, baixo, alto e assumir qualquer fisionomia, perto ou longe dos ideais midiáticos. E para o gay, especificamente, que é visual como a maioria dos homens, é importante ter alguma clareza desses conceitos para não se confundir.

Nós seguimos (ou negamos) alguns padrões estéticos: somos os “normais”, sarados, ursos/peludos, hipsters, fashionistas e boys. Não foge muito desses modelos e – apesar de eu não curtir a rotulagem – é importante citar para facilitar meu raciocínio. No geral são esses os modelos que estão nas ruas e, dentre eles, têm o masculinizado e afeminado. Tem “normal” masculinizado e afeminado, sarado masculinizado e afeminado, urso/peludo masculinizado e afeminado, hipster, fashionista e boy – também – masculinizados e afeminados.

E assim, colocando em conteste mais um pouco os ideais midiáticos, quero afirmar aqui que a postura de um macho alfa (no momento que defino que é a postura perante as coisas e o mundo que define o “ser alfa” e não a forma) pode vir tanto de um gay másculo ou feminino. Porque no mundo real, a atitude, o espírito de liderança, o carisma, o comportamento perante o outro não são características exclusivas de homens ou gays masculinizados!

Tudo isso tem um pouco a ver com mais de consciência, em saber separar as coisas. Primeiro, existe um esforço para separar a estética da postura, atitudinal. Não existe uma correlação direta na vida real. Nem todos os gays que se assemelham a “Tom Welling”, “Jason Statham”, “Paul Walker”, “Josh Hutcherson” na vida real exercem a função de alfa perante o outro homem, perante os grupos.

Depois, existe um outro esforço maior: de achar que o “ser alfa” é invariavelmente masculinizado. Outra correlação que não é direta. Existem tantos gays afeminados por aí que são líderes natos, os mais atenciosos a seus pais, provedores, vozes de seus grupos e estruturados materialmente na vida. Têm tanta bravura, senão mais, para assumir responsabilidades, assumir posições de decisão e etc.

E quando digo tudo isso, não é para que a gente perca o encanto de nossos “machos lindos e idealizados”. Nossa mente precisa se alimentar dessas fantasias. Mas quando digo tudo isso, estou reafirmando aqui um exercício de humanidade. De que a gente não espere que o outro seja 100% de tudo que a gente sonha ou deseja. A princípio somos todos machos, embora gays. Na vida real, todo “grande herói” tem seus pontos fracos. Machos alfas fracassam, cometem erros, recuam, adoecem e dificilmente cumprirão todos os requisitos esperados.

Macho alfa falha e nunca será exatamente do jeito que a gente quer. O ideal está nas telas. Porque é muito fácil ser “Super Homem” durante duas horas de projeção.

Vai ser macho alfa na vida pra ver qualé que é…

Alguns gays que entendo que foram/são machos alfas perante a vida (ou pelo menos perante a mídia):

Andy Warhol
Andy Warhol
Cazuza
Cazuza
Harvey Milk
Harvey Milk
Laerte Coutinho
Laerte Coutinho

4 comentários Adicione o seu

  1. Josh como macho alfa?
    Por favor né?

    A personagem Katniss dá e 10 a zero nesse garoto, e se for pra escolher alguém que tenha atitudes e derivados, prefiro a Katniss mesmo.
    (Sim, mimam tanto esse garoto que eu passei a não gostar dele).

    E eu acho que todo mundo aqui pode ser um macho alfa (baseando-se em seu texto), afinal, é só criar coragem/vontade de realizar atitudes respeitáveis nos momentos necessários.

    Acho mais produtivo para nós mesmos sermos um pouco desse “macho” alfa, do que apenas desejarmos.

    Abraços do CR!!

  2. Caio disse:

    Entendi muito bem sua explanação e a partir dela pude concluir que não existe ou é quase impossível existir o macho alfa completo, por assim dizer. Aquele que além das características intrínsecas: senso de liderança, personalidade marcante, bravura (intelectual e ousadia para mudar o mundo), também tem as características físicas sobressalentes como força, habilidade para caçar e aparência “galante” rs. Afinal, os líderes citados, que também considero grandes homens, apresentam mais as primeiras características apresentadas e os atores os últimas. Por isso, na vida real creio que buscamos por um meio-termo entre eles, visto que a beleza, a força e as habilidades físicas são grandes atrativos para quem é muito visual (homens) e também fazem parte do nossa natureza ser assim. No entanto, inteligência, noção de liderança e qualidades na personalidade também são muito importantes, as vezes até mais do que as outras anteriores. (pena que é raro encontrar tudo isso junto :( )

    E apesar de, por exemplo, os gays afeminados terem alguns desses aspectos do macho alfa, na sociedade atual sabemos que isso não é suficiente para chamá-los assim (gostemos ou não isso é uma constatação). Então, mesmo que os viris e até os fisicamente atraentes (é, nem todos os alfa são bonitões rs) não apresentem tanto os aspectos intrínsecos de um macho alfa, compreendemos quase que generalizadamente que são somente eles que “merecem” esse posto.

    E de pensar que o principal motivo que me fazia assistir Smallville na adolescência era ver o Tom Welling rs. Até achava bacaninha a história da série, mas era ele que mais me chamava a atenção. Mas depois acabei gostando também do senhor Kent XD.

    bjo.

    1. Roberto disse:

      CAIO, ACHO VC TÃO INTELIGENTE, A FORMA DE ESCREVER, AS PALAVRAS SÃO TÃO CLARAS.
      ME ADD NO FACEBOOK.
      robertosouza54@hotmail.com

  3. dian disse:

    eu sou macho alfa

Deixe uma resposta