Minha Vida Gay – As claras é sempre melhor


Não sei se sob a influência de “Blue Mondays”, como disseram por aí essa semana, eu esmoreci um pouco.

Sentimentos do rompimento que outrora pareciam resolvidos brotaram sem pedir licença e me lançaram para aquele estado submerso em algo que não se sabe bem.

O post anterior veio assim, sem jeito, mas ficou pois tem até algum sentido para quem quiser. Mas, confesso, não fui tão lúcido com as minhas certezas.

Mais de dois meses, depois de quatro anos de namoro, e tenho que aceitar: os baixos, dos altos e baixos, ainda falam por mim sem o meu controle.

Quem veio me consolar foi meu próprio ex-namorado que em outros momentos eu também consolei e que em outro ele também me consolou e depois em outro eu também consolei. Foi assim.

E foi bom. Foi bom ouvir dele, com sua certeza, que ele precisa ter novas referências de namoro. Essa era parte do meu discurso, do companheiro mais vivido que sabia que ele precisaria voar. Hoje esse discurso é certeiro porque finalmente vem dele.

Ele me ajudou a lembrar dos sentidos, dos sentimentos que fizeram a gente definir pelo fim. Fim pacífico, fim de amor.

Assim como fiz há pouco tempo atrás, uma parte dele em mim precisava ouvir algo: “valeu tanto a pena. Fizemos o melhor um para o outro, mas agora precisamos evoluir com outras histórias”. Me lembrou tanto quando eu disse dessas coisas a ele outro dia. E foi outro dia, mas não parecia que nessa semana eu poderia ter falado.

Ele está certo que assim é o melhor. Foi bom, hoje, vê-lo reafirmar isso pois em mim pairava uma certa dúvida. Dúvida que não sei bem de onde brotou.

Ele deixou as claras que prefere não se ver por um tempo. A afirmação precisa foi tão melhor do que os comentários fugidios (que não diziam nem sim, nem não) quando teceu há alguns dias atrás.

As claras a mim é sempre melhor, embora muitos prefiram deixar nas entrelinhas.

Eu precisava voltar a esse eixo de novo porque a minha Blue Monday, sabe-se lá o por quê, me visitou essa semana.

Me sinto um pouco mais livre hoje.

PS: Não considerem tanto assim o post anterior, embora a opções citadas não deixem de ser modelos comportamentais.

5 comentários Adicione o seu

  1. Gabriel disse:

    Nossa, que situação delicada. Eu ia recomendar alguma musica antiga de dor de cotovelo, mas nesse caso, acho melhor não. Maysa e Billie Holiday podem esperar.

    Quem sou eu para dar conselhos nessa hora? Nem namorar namorei ainda rs. Tenho a vida toda pela frente, embora insista no oposto frequentemente. Mas pelo que acabei de ler, você esta tomando o caminho certo. Alem de terminar tudo de forma pacifica, n cortou relações com o ex. E’ raro, mas valioso, achar términos onde as pessoas continuam sendo amigas, e as vezes ate mesmo voltam a namorar. De jeito maneira, boa sorte :-) Tudo vai dar certo. Voce ja superou muita coisa em poucos meses, e ja estar lidando melhor com isso do que nas outras vezes. Te desejo muito êxito nesse desafio, e, quem sabe, um novo amor em 2014.

    Beijo,
    Gabriel.

    1. minhavidagay disse:

      Billie Holiday… Acho que prefiro Ella Fitzgerald. :)
      Agora, no Maysa! O “poço” está longe de estar fundo assim, eheheh

      1. Gabriel disse:

        Haha a ella e’ bem melhor sim. A Billie tinha uma voz feia, parecia uma taquara. Ela só ficou conhecida por ser uma boa intérprete rs Mas a Ella em geral tem músicas mais “pra cima”, aí não recomendei. Sarah vaughan também é’ uma boa pedida pro jazz, depois da Ella é’ a melhor entre as mulheres.

        Maysa e’ uma chata kkkk bom mesmo é’ a edith piaf, que aqui na frança é’ vista como uma divindade. Tem até programa de Tv semanal em que vários cantores cantam as canções de fossa dela. Hoje visitei o túmulo, simples e bem bonito, mas não achei o do jim morrison rs

        Precisamos falar mais sobre música!!

      2. minhavidagay disse:

        Eu tenho umas coletâneas da Edith. Milord e Padam, pra mim, são pontos altos dessa mulher que, sem dúvidas, é poderosa! ;)

        Mas tu é um conhecedor de “música de velho”, hein? Rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s