Dica de seriado gay – Looking


Começou agora na HBO e pelo NOW (para quem tem Net) é possível assistir os dois primeiros capítulos de “Looking”, seriado de temátiga gay.

A história se passa em São Francisco, onde três amigos vivem suas realidades, cada qual a sua maneira: o protagonista vive o fim de um relacionamento relativamente recente e a surpresa que seu ex está casando. O segundo assume relacionamentos mais livres e abertos e o terceiro convive com a realidade de ser um gay mais velho. É assim que se configura os primeiros minutos de tal série.

Dei uma espiada no primeiro capítulo e, ao que tudo indica, Looking será um retrato honesto, menos esteriotipado da vida gay, assim como foi o seriado “Queer as Folk” versão inglesa (mais uma vez considero a versão americana de Queer as Folk muito “colorida” e exagerada – rs).

A HBO, aclamada pela maioria de suas produções, está aí apostando na temática gay o que representa – de novo – mais uma instituição de reputação validando a homossexualidade no contexto social global.

No ano passado dezenas de personalidades de visibilidade de mídia assumiram a homossexualidade em diversos cantos do mundo. Foram artistas, atletas e outros figurões. Imagino que para esse ano teremos boas e novas revelações. Ritmo extremamente natural no tempo em que vivemos hoje.

Nesse fluxo e na tal novela da Globo, com altas investidas na imagem de gays transitando suas histórias em núcleos familiares comuns, fica cada vez mais evidente o desejo da emancipação que viria com o “beijo gay” (entre homens) nas telas que – ao meu ver – mais cedo ou mais tarde vai acontecer. O beijo entre dois homens têm a simbologia e a representatividade que sacramenta a aceitação e a confirmação do homossexual na sociedade brasileira por intermédio da “benção” de uma instituição televisiva. Acontecer é questão de tempo e bom que se viesse pela Globo, emissora de maior alcance do Brasil.

Todas essas programações televisivas só evidenciam que a homossexualidade finalmente tem alcançado um lugar ao Sol no contexto social. Já é comum ter temas assim com alta recorrência. Tudo bem que num país subdsenvolvido e classista como o nosso, esses avanços sociais chegam em ondas de baixa frequência. Imagino que no extremo norte e nordeste a vida seja regada do que é arcaico em muitos sentidos ainda. Mesmo assim, é inegável as mudanças que notamos nas ruas de capitais brasileiras, como São Paulo.

Manifestações que tratam a homossexualidade como algo natural é resultado de muito discurso e até conflitos nas últimas décadas. O gay que pode aproveitar hoje dos ambientes confortáveis e inclusivos, aqueles que não vivem mais uma autorepressão, conflitos e angústias, aproveitam bastante desse novo cenário.

Mas, como a vida tem muitas outras importâncias que não a sexualidade individual e a sexualidade na vida não se resume em si, está aí o seriado Looking que visa pincelar um pouco do que é “ser gay” sob três olhares, num ambiente bastante tolerante como São Francisco.

Fica a dica do seriado gay Looking aqui no MVG:

5 comentários Adicione o seu

  1. Gabriel disse:

    Baixa amplitude, você quer dizer. A frequência até que a alta, como mostra a intensidade da cena gay paulista. Mas agora a penetração (sem trocadilhos) dessas influências não vai muito longe das grandes cidades, como você mesmo falou. E infelizmente, a maioria dos gays, assim como a maioria dos brasileiros, e’ pobre e não tem acesso a nenhuma opinião que não venha da globo ou de igrejas evangélicas.

    Tive uma boa discussão com um professor de literatura hoje, na qual eu argumentava que a globo reflete a sociedade, e ele que ela reflete apenas o que quer, e influência o comportamento do povao com sua programação. Ou seja, basta a globo colocar um beijo gay entre dois personagens queridos pelo público (aka felix e niko) que a opinião pública tenderá a tornar-se a favor dos direitos gays. Eu acho as coisas mais complexas do que isso. Primeiro muda a cultura machista, lenta e gradualmente, e depois a televisão. Gostaria que mais celebridades brasileiras, incluindo aquelas já claramente vistas como gays, como o zeca Camargo, saíssem totalmente do armário. Assim temos exemplos para todos, gays e heteros afins, como americanos e ingleses já possuem. Estamos um passo atrás do primeiro mundo, onde apesar de ainda haverem muitos conservadores, a maioria já está do nosso lado. Sempre haverá homofobia, mas ela pode ser reprovada pela sociedade, e não apoiada.

    Qnt a série parece interessante, mas como moro com a família, não acho uma boa ideia assistir no NOW. Vamos ver se no netflix ela aparece….

  2. Caio disse:

    Nossa já está disponível no Youtube?! E eu achando que ia ter que baixar depois de procurar muito em algum site rs. Estava mesmo com vontade de assistir, espero que postem todos os episódios para não ficar quebrado. Bom, de certa forma concordo com você MVG, QAF dos EUA é um pouco colorida sim, mas achei melhor que a versão britânica (mas gosto das duas), aborda de tudo um pouco e foi muito bacana. Não tem nada a ver com o talento para atuar, mas sinceramente tirando o Charlie Hunnan (Nathan) que é fofo, os demais da última citada não são muito agradáveis aos olhos, afinal eles são ingleses né rs

    Até.

    1. minhavidagay disse:

      Só o primeiro capítulo!

  3. Laython F disse:

    Caro MVG, sou de Manaus, norte do Brasil, e lhe digo, ak a homossexualidade eh algo muito comum, tem meninos e meninas gay em todo lugar, sempre em quantidade, eh tudo muito espontâneo, as pessoas normalmente tem uma aceitação maior. Um amigo nordestino até diz que ak ser gay eh muito normal, diferente do que acontece no estado dele. .

  4. Thales disse:

    Gente a série é boa…acompanhei “simultaneamente” pela internet !http://megafilmeshd.net/series/looking.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s