Vida gay nas escolas e nas faculdades


É evidente que o contato com a sexualidade, no caso a homossexualidade, acontece depois que deixamos de viver somente das referências do “mundo dentro da casa dos pais”. Até a vida escolar, quando os desejos sexuais começam a despertar hoje com 11 ou 12 anos e perpassam para a vida universitária, nosso olhar está mais atento a um tipo de mundo fantasioso atrás da tela, principalmente da Internet. É certo que hoje a esmagadora maioria dos jovens gays, dos 12 anos e para além dos 18, começam a ter contato com a sexualidade pela web, sejam em seus smartphones, tablets, notebooks ou desktops. Mas entre o próprio conhecimento de si, de entender o sentimento de atração por outro do mesmo sexo, até a realização que pode começar com uma simples amizade, existe uma lacuna preenchida de sonhos, expectativas e fantasias porque o gay hoje não se define somente no estereótipo conhecido, da “bichinha” ou da “barbie”. Mesmo quando um jovem tem a consciência de ser afeminado, muitas vezes passa longe de um personagem da novela ou de um seriado.

Assim, como saber se o meu amigo é gay? Ou melhor, como me aproximar de outros gays tendo mais certeza que não vou cometer uma gafe?

Posso dizer que, mesmo com as barreiras atuais, as possibilidades são incontáveis vezes mais vastas do que na época em que eu era adolescente. Imaginem um cenário sem a Internet, num contexto que seria impossível desvendar os próprios desejos e as vontades em salas de bate papo e sites? Tirar a dúvida quanto a própria homossexualidade era algo muito mais difícil. Imaginem então se aproximar de outro gay?! Era algo quase que assustador! Hoje, por intermédio da web, reconhecemos o que gostamos e buscamos os assuntos que nos interessam em praticamente um click.

Ao mesmo tempo temos um certo desconforto de ter que frequentar sempre alguns lugares definidos, óbvios como bares, baladas e alguns espaços centrais nas capitais para isso. Mas será que pra gente se relacionar frente a frente com nossos semelhantes teremos que sempre estar nesses lugares? E aqueles gays que não se identificam em nada com tais estabelecimentos? Quando poderemos nos reconhecer nas escolas, nas faculdades, no mercado, no shopping center sem cair em situações constrangedoras?

Pelo Blog Minha Vida Gay, o conhecido MVG, tenho visto que existem muitos jovens preferem ter contato com outros gays fora do universo das baladas. Talvez porque ainda não tenham chegado na idade para poder sair a noite, talvez porque não se goste mesmo e ponto! Se todo gay fosse azul, por exemplo, seria muito mais fácil (rs). Mas digo também que não seria bem assim, porque se todo gay fosse azul, talvez a gente preferisse o branquinho, o mulatinho, o oriental e assim por diante (rs).

Sei muito bem como é difícil nos reconhecer por aí, quando somos gays, felizes assim, mas não sabemos se aquele amigo ali ou o conhecido da escola é gay também. Depois que se torna mais adulto, quando se tem autonomia para frequentar determinados lugares, tudo fica mais fácil. Mas enquanto a idade de ir para a rua com mais autonomia não vem, temos que ficar sonhando deitados na cama ouvindo música? Na frente da tela do celular? Temos que ser obrigados a ir para as baladas e bares?

Acreditem: gostaria de ter essa luz!

1 comentário Adicione o seu

  1. Caio disse:

    Partindo do seu ponto de vista eu consigo visualizar que um dos motivos de não haver tantos casais homossexuais nas décadas passadas foi porque os pontos de encontro, numa era sem internet, eram basicamente de pegação. Poucos tinham o “luxo” de se encontrarem em ambientes que propiciassem a relação afetiva. Além disso, muitos tinham receio de frequentar os points e amargavam na vontade. Graças a rede hoje as fronteiras diminuíram consideravelmente e é bem mais fácil conseguir apoio, amizades, sexo ou namoro. Que bom….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s