Aquário com lebistes


Até uma determinada idade, talvez 26 anos, eu tinha a cultura de aquarismo. Para quem não sabe, aquarismo é a prática de criação de peixes em aquários. Comprava livros, revistas e estudava tudo sobre o assunto: bombas de oxigênio, tipos de planta, ph da água, turbidez, temperatura, tipos de alimento, doenças e etc.

Como a maioria das crianças que se encanta com esses bichos subaquáticos, comecei com o tradicional peixe japonês (kinguio) e com o Beta, aquele peixinho solitário que fica num quadrado pequenino e não precisa de bomba de oxigênio.

Na fase dois dessas minhas experiências, passei a criar – com muita empolgação – um tipo de peixe ornamental que procria com alta facilidade, os lebistes. O macho, com as suas caldas largas, corpos esguios e coloridos, sempre chamaram mais atenção do que as fêmeas, normalmente maiores, “gordas” e com caldas estreitas com pouca pigmentação.

lebiste

Ficava fissurado em frente do meu aquário, normalmente depois do jantar, verificando se a temperatura da água estava legal, se o PH correspondia e se o aquário estava devidamente limpo.

A cada quinzena ou mês, eram novos filhotes que começavam a povoar o quadrado de vidro. De tanta atenção que eu dava, reparava que, vez ou outra, nascia um peixinho filhote fora do padrão: não era macho porque não tinha o corpo estreito e a longa calda vistosa. Nem fêmea, porque não chegava a ficar gorda com a caldinha curta. Era algo intermediário, que não era nem totalmente o pai, nem totalmente a mãe.

Mesmo assim, sendo a minoria, os demais habitantes daquele quadrado tratavam esses peixinhos diferentes da mesma maneira. Lebistes são pacíficos e, mesmo num aquário populoso, não presenciava brigas, nem caldas mordidas, nem algum sinal de rejeição.

Seria ideal que nós vivêssemos essa mesma situação, quando a diferença da forma e da expressão, não gerassem nenhum tipo de rejeição, repúdio ou preconceito.

Não me refiro ao contexto hétero-gay. Falo sobre as diferenças e o preconceito entre gays mesmo. Esse, as vezes, me parece mais hediondo.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s