Campus mvg – Quem usa sabem quem é – FAQ


Alguns potenciais clientes do Campus mvg levantaram dúvidas sobre a loja e seus produtos. Assim, rapidamente criamos um FAQ, no mais honesto “jeito mvg de ser” para que o público gay entenda o contexto.

O legal é que desde o primeiro dia já tivemos vendas e, melhor do que isso, 99% das pessoas entenderam o conceito de nosso produto inicial, a Pulseira mvg. Muito bom saber que estamos conseguindo (e “estamos” no plural porque na startup eu tenho sócio) traduzir demandas e necessidades dos gays, mesmo que ainda de maneira tímida! Muito obrigado aqueles que aprovaram e já compraram! =D

Pulseira mvg - Quem usa sabe quem é.
Pulseira mvg – Quem usa sabe quem é.

No mais, seguem as dúvidas inicias que colhemos no Facebook:

Dúvidas Frequentes

Essa página se destina ao público gay que tem dúvidas, receio ou vergonha de adquirir os produtos do Campus mvg por motivos óbvios da exposição.

Antes de mais nada, o objetivo da loja é oferecer alternativas de reconhecimento entre gays, com a promessa de criar produtos e serviços longe dos rótulos e estereótipos, colaborando para um maior sentido de pertencimento e reconhecimento, sem recorrer aos mesmos meios comuns que nos limitam tanto. Aqui a gente nunca vai vender cueca colorida ou fio dental. Não se preocupe! :P (nada contra quem faz, só não é o jeito mvg de ser).

1 – Os produtos do Campus mvg podem chamar a atenção dos homofóbicos?

O mvg entende que a discrição independe dos objetos, acessórios e roupas os quais um indivíduo (gay ou heterossexual) carrega. Discrição tem a ver com educação e não com a maneira de se apresentar para o mundo. A abordagem dos produtos encontrados aqui, estão na marca mvg e não nas formas criadas. Levamos a promessa de jamais oferecer produtos ou serviços que reforcem (demasiadamentre) os estereótipos e que dê “bandeira” para chamar a atenção do homofóbico. Queremos criar uma cultura de representação, dos “gays que parecem gays” e, também, dos gays que não aparentam.

Por isso, cabe também a cada gay interessado pelos nossos produtos, saber ter zelo pela marca. Existe esse certo compromisso, da parte do Campus mvg de trazer novas alternativas de expressão, sutis e inteligentes, que facilitem o reconhecimento do gay por outro gay. Por outro lado, fica claro para o mvg que – o que fazer com os produtos aqui oferecidos – é de responsabilidade de cada comprador.

Aquele que utilizar os produtos do Campus mvg como objeto de enfrentamento ou ativismo assume as consequências. Em contrapartida, quem entendeu os propósitos únicos do mvg, irá utilizá-los sob os seguintes valores: reconhecimento e pertencimento, de gay para gay. Ponto.

Em outras palavras, quem dá propriedades para os produtos do mvg são os próprios clientes. É assim com qualquer marca. Há aqueles que compram um tênis para ostentar e outros que compram pelo conforto ou para uma utilização específica, como na prática de um esporte. É a mesma coisa, queridos.

Fica assim um tipo de “pacto” de fidelidade entre todos. Façam jus à marca e saibam não se meter em roubadas, de maneira geral, com ou sem um produto do mvg! #ficaadica.

2 – Ainda assim, mesmo com uma exposição sutil, tenho medo. Gostei muito da ideia, gostaria muito de usar mas fico com receio. O que fazer?

Bem, se você tem receios, é melhor não adquirir nenhum produto da marca mvg até o momento que se sinta confortável e seguro. Nossa ideia não é de um capitalismo desenfreado, mas de um consumo consciente e de função social de representação. O mvg, desde a concepção do http://www.minhavidagay.com.br, do Facebook MVG e, agora do Campus mvg, sabe que existe violência e homofobia em nosso país.

Vira e mexe vemos notícias nos jornais sobre a agressão doméstica, crises entre pais e filhos, amigos, assaltos, tráfico e, sim, surtos homofóbicos. Tratamos tais assuntos como o “lado escuro da lua”.

Sempre falei para meus pais, pessoas já de idade e esclarecidas, que saíssem da frente da tevê um pouco pois, com tantas barbaridades e sensacionalismo (que dão muita audiência!) eles deixariam de ter coragem de sair na rua! Sensacionalismo que, inclusive, está invadindo a internet agora!

Mas ao mesmo tempo, acreditamos que existe o “lado iluminado”, contexto no qual tive e tenho a oportunidade de viver. Eis uma face que oferece, sim, o direito de “ir e vir” sem grandes paranóias. Sei que não estou sozinho e acredito que milhares de outros gays também têm essa impressão.

A ideia então, por intermédio do Campus mvg, é de ampliar essa possibilidade e conferir um pouco dessas “luz” para quem busca e para quem está superando seus medos. Caso contrário, enquanto estiver na dúvida, sugiro ficar na sua pois cada um sabe no que acredita ou não.

3 – Apesar de ser assumido para meus grupos de amigos, ainda moro com meus pais e eles não sabem. Como chega a embalagem dos produtos? É discreta?

Um dia, todos os gays já foram enrustidos para os pais e familiares. Sei bem como é essa “parada” e se a gente não cuida, a tendência é a casa cair mesmo! Raros, ainda, são aqueles que assumem e os pais trazem facilmente para a normatividade.

Com atenção nesse fato, a embalagem é discreta, só com o logotipo do mvg. Sem endereço para site, sem telefone, nem e-mail, nem nada.

Asseguramos nossos clientes dessa forma.

4 – Mas o que vou falar para os meus pais quando a encomenda chegar?

Ué… me parece simples: “comprei uma pulseira na Internet”, ou “fiz uma compra pela internet”. O básico, oras! :)

Nunca e, repito, nunca a marca mvg dará a dica da homossexualidade nos produtos e serviços!

5 – As cores das pulseiras tem alguma função?

Não definimos nenhuma propriedade para as cores, a não ser a simples simpatia que uma pessoa pode ter por uma, por outra ou por todas. Originalmente, as Pulseiras mvg tem a função de reconhecimento, de gay para gay, assim como os demais produtos do mvg (exceto os itens voltados para os amigos de gays). O foco está na marca mvg que tem o objetivo de se consolidar como uma representação ao público gay, longe do apelo excessivo aos rótulos e estereótipos, tornando-se um facilitador que ultrapasse a mesmice do reconhecimento e encontros.

6 – Eu acho que essa ideia do Campus mvg não vai dar certo. É uma besteira, uma forma dos “caras” ganharem dinheiro! Todo gay se reconhece, todo gay sabe quem é gay!

Se você acha tudo isso de ruim é simples: não compre. Uma vez, os ingleses boicotaram o McDonald’s e deixaram de consumir porque estavam com bronca da empresa. Foi a melhor maneira de manifestar a contrariedade por uma marca. Assim, se você não acredita e acha uma besteira, por que vai querer comprar?

Quanto a ideia de que “todo gay sabe quem é gay”, eu chamo isso de generalização. E generalização é tomar por definição, é preconceito. Tenho oBlog mvg desde 2011. Tive a oportunidade de criar diálogo com gays do Brasil inteiro, quando não fora do país.

Dizer que todo gay reconhece outro gay é uma baita presunção. Abra a sua mente: somos muito mais do que os dois milhões na Parada de São Paulo e não temos um “jeitão” apenas para nos caracterizar pois a diversidade tem dessas coisas. Sugiro sair da sua bolha social para conhecer melhor a sua própria realidade, que sim, vai além! ;)

E por fim mas não menos importante, se todo gay reconhece outro gay, a gente não vai ganhar dinheiro nenhum! Não faria sentido o próprio Campus mvg. Afinal, um e-commerce serve para gerar algum rendimento.

De graça, sempre serão os conteúdos do mvg.

Valeu?

Beijo para quem é do beijo e abraço para quem é do abraço, MVG.

2 comentários Adicione o seu

  1. Eu gosto de preto, mas eu quero é uma rosa para causar, porque eu sou é revolucionário 8P (além de descobrir que rosa cai bem em mim).

    Apenas um exercício contra os rótulos e caixinhas que rondam nas cores, na verdade.

    Abraços do CR!!

    1. minhavidagay disse:

      Vai sair logo logo algo “rosa” na loja. Daí você vai poder usar a pulseira preta e, quando quiser, essa coisa “rosa” ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s