Setembro Amarelo

Antes do Setembro Amarelo Antes de entrar em reflexões sobre o Setembro Amarelo, sigo apenas com um adendo ao post “Gay, brasileiro e descendente de japoneses”: costumo frequentar o Pão de Açúcar, mercado bastante conhecido em São Paulo. Faz alguns anos que o supermercado faz uma promoção de coleção de selos para troca de produtos…

Aprendizado aos 42 anos

Gay japonês – tempos de resgate daquilo que nunca fui atrás Aprendizado aos 42 anos e quem fala é um gay japonês: ando com certa “compulsividade” por trazer conteúdos e reflexões sobre a cultura japonesa e, me antecipando (acho essa próxima autoafirmação importante para quem lê), a ideia não é ficar enchendo de vanglórias uma…

Pai

Relato da relação de pais e filho gay Cheguei aos 42 anos e com uma conquista consciente e, digo conquista, porque não é algo ordinário: ter me emancipado da relação “pais e filho”, de quando a relação é infantilizada mesmo depois do filho adulto. Emancipado – nesse sentido de que apesar da família ser nosso…

Como encontrar o amor

O mundo anda bastante complicado e parece que, nunca antes, as pessoas estiveram tão tristes. Como encontrar o amor? Como encontrar o amor? E já trago a resposta de imediato: é no caminho que ele reside. Eu não sei se falta à cultura ocidental a percepção do valor do caminho e, talvez, indiretamente – desde…

A vida gay aos 42 anos

O que acontece quando – há décadas – pais e familiares mais importantes (no sentido afetivo da palavra) já te aceitam gay? Quando todos seus amigos, também há décadas, já convivem desapercebidos com a sua homossexualidade e, quando pintam novas amizades, rapidamente o assunto é introduzido e ninguém ou quase ninguém reage de uma maneira…

O gay da direita

Agustin Fernandez talvez tenha sido o gay mais atuante a favor da direita, este que representou milhares de outros homossexuais de um novo grupo emergente que, até então, era improvável: o gay da direita. Partindo da realidade de que o Minha Vida Gay aponta para o estranho, termo muito utilizado na Psicologia para caracterizar o…

Perpetuação das espécies

O olhar da Biologia é interessante pois, quando realmente aplicado, tira o antropocentrismo da frente. A natureza não julga, já que o ato do julgamento é ação ou reação de alguma consciência humana de si. Mas se ela o fizesse, julgasse ou enxergasse, ou algo do tipo, não veria distinção entre um homem, uma pedra…

Tanto faz se você é gay ou hétero

Quando para os pais tanto faz ter um filho gay O último post termina com este relato pessoal: meu irmão, pai de uma menina de 3 anos e de dois meninos gêmeos de 5 meses disse a mim, espontaneamente, que tanto fazia se seus filhos fossem gays ou não. Na realidade, ele comentou para sua…

As novas gerações gays

Mensagem as novas gerações gays e nem tão gays assim Como costumo dizer e reforçar: namorar com gays mais jovens do que eu – fora a natural atração determinada há anos – me permite ter acesso a um olhar sobre o mundo diferente, embora as emoções, a natureza de carne e osso e a nossa…

Oferta relâmpago

O que anda acontecendo com os gays de 35 a 45 anos? Já é a segunda pessoa com quem eu inicio um relacionamento que me traz um referencial bastante interessante e um tanto surpreendente a mim para falar a verdade: homens gays de 30 e poucos anos a 40 e poucos que, em um primeiro…

Dream Boat

Quero dar certo na vida A medida que vou desbravando os anos da minha vida, as dúvidas e demandas relacionados aos temas gay, homossexual, sair do armário, relacionamentos homoafetivos, desejo sexual, encarar ou não os próprios desejos íntimos, entre outros que envolvem nossas vivências, vão saindo de meu radar, embora dimensões como retratadas no filme/documentário…

Feliz sozinho: o prazer de se namorar

Você que é gay, ou heterossexual, já teve a experiência de poder sentir o prazer de se namorar? Este texto é o terceiro, sequencial aos dois anteriores neste caso. Creio que a felicidade no status solteiro e saber se namorar, sejam consequências diretas aos anos de relacionamentos em sequência, do jeito que contei – em…