Contato

banner_half

Queridos leitores,

com o início do Life Coach MVG, serviço de mentoria e coaching para o público gay e relacionados, a parte de contato do Blog perdeu a função. Para falar com o MVG, a partir de agora, o leitor deve acessar este novo contato.

Obrigado! :)

78 comentários Adicione o seu

  1. Muito legal seu blog… tem um propósito parecido com o blog que criei… ainda não tenho nenhum seguidor… de qualquer forma, podemos trocando informações.
    Vai o meu e-mail: rafalourencos@gmail.com.

  2. Ivone disse:

    Muito bom seu blog, a maneira que expõem as situações, os fatos e as sugestões são ótimas. Parabéns!

    1. minhavidagay disse:

      Olá Ivone!
      Obrigado pelos elogios. Faço um esforço para trazer pensamentos com consistência! E fico muito feliz por ter um usuário da “turma das mulheres”. Afinal, muitas questões da vida independe do gênero! :)
      Abraços!

  3. William disse:

    Olá, estava pesquisando para meu TCC quando encontrei seu blog!!
    Sem dúvidas, muito esclarecedor para muitos jovens que ainda estão meio “perdidos”.
    Tenho 23 anos, moro com meus pais, e tenho um namorado há 4 anos e 8 meses… quase um casamento, passo praticamente um dia sim outro não na casa dele.(risos)
    O Fato é que de um tempo p/ cá tenho pensado em morar com ele de vez, p/ mim 5 anos é o limite (ou casa de uma vez ou separa logo, tenho noção que já aproveitei tudo o q podia, e tive a sorte que muitos não têm de encontrar a pessoa certa), claro ele também pensa a mesma coisa e vive me chamando para morar com ele!. Acontece que tenho uma mãe um tanto paranóica, e não sei ao certo como contar p/ ela que estou indo morar com meu namorado e não com meu amigo, ela descobriu que sou GAY mechendo em minhas coisas, acabou encontrando uma carta do meu namorado… foi aquele alvoroço… chororo etc… claro, sei que ela têm noção do que está acontecendo (apesar de fingir que não está vendo). Mas não sei como chegar e conversar? Preciso de uma luz!!hehehe
    Bom, fico aguardando uma opinião e espero ter contribuido com o seu blog!!

    1. minhavidagay disse:

      Oi William!
      As histórias dos leitores sempre contribuem para o blog! Principalmente a sua, que se mostra bem resolvida, apesar das questões com a sua mãe.
      Primeiro ponto é te parabenizar pelo namoro, por ser uma realidade diferente do que se vê por aí. Acaba sendo uma referência para muitos, que sempre no fundo querem, mas não conseguem.

      Mães paranóicas, pais paranóicos, na realidade, se traduzem na preocupação que tem pelos filhos! A carta do seu namorado, lembra a minha história, pois foi assim que a minha mãe acabou sabendo. (rs)

      Sobre a luz, se chama coragem! Não sei quanto tempo ela sabe de você, mas tudo indica que faz um tempo, e estão vivendo aquele esquema “eu sei mas não quero falar do assunto”. Isso acontece, é normal porque para a maioria dos pais, essa coisa de homossexualidade é um mundo estranho e desconhecido.

      Dê tempo ao tempo e, sim, na minha opinião você deve conversar com a sua mãe. Talvez morar com seu namorado em caráter de amizade a princípio e depois contar todos os fatos? Sair já sua mãe sabendo da realidade? Não sei… não há pessoa melhor que você mesmo para medir o tempo mais apropriado!

      Coragem, William, porque tudo indica que a sua história pode dar bem certo. A fase de chateação, culpa ou dúvidas para os pais tem um tempo. Dê esse tempo a eles e siga atrás dos seus sonhos e projetos. A princípio, para os pais, é muito difícil entender tudo isso. As preocupações se intensificam e normal ficarem inseguros. Mas a medida que eles vão enxergando tudo isso com naturalidade, as coisas mudam.

      Valeu! ;)

  4. yorhan rhamon disse:

    Primeiramente gostaria de te parabenizar pelo otimo blog que possui pois com uma linha editorial muito cotidiana de leitura rapida,intelegente e de alta qualidade de dados consegue fazer um trabalho editorial de alta qualidade tenho apenas 19 anos e sempre tive uma grand interrogação na minha vida sentimental mas com muita leitura estou realmente me descobrindo ou melhor apenas se auto afirmando essas leituras fazem muito bem para todas pessoas inclusive pra min que está me auxiliando ao meu desenvolvimento sentimental e por que não psicológico um blog com esta qualidade literaria e muito raro de se encontrar em nossos sites nacionais parabéns mais uma vez pelo belo trabalho e continue nesta mesma linha editorial pois seu blog já é um referncial na web site brasileira .
    abraços
    yorhan rhamon

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado! e seja feliz nas suas descobertas! ;)

  5. minhavidagay disse:

    Oi Mateus!
    Maturidade a gente conquista! E quatro anos morando junto não é para qualquer um, hein? Tem muito valor esse tempo.
    Boa sorte no seu relacionamento e estamos aí! ;)

  6. yorh rhamon disse:

    Ola amigos e amigas boa noite ,

    Sou leitor deste blog e já fiz outra série de comentários sobre o conteúdo editorial deste blog que por sinal é cada vez melhor tenho 19 anos moro em sp capital tenho uma vida corporativa profissional muito bem resolvida já trabalhando em uma multinacional etc tenho as coisas que quero mas qdo falamos em vida sentimental é uma uma duvida incrível olha nunca beijei e tive relações com homens e muito menos mulheres mas ai é que esta a duvida 1 não consigo me ver sendo um heteero ssexual mas sinto que meu gosto sexual é por homens certo mas não sei como encontrar amizades deste novo mundo muito menos realmente conseguir encontrar um parceiro namorado estou em plena duvida sobre este perfil pessoal meu tem pois sinto estar perto do meu rumo mas ho aquele biótipo cultural já diferenciado mas as vezes de tanta duvida não consigo me entender portanto gostaria de saber se alguns de vcs leitores odem me auxiliar nesta duvida que a cada dia que passa aumenta mais uma coisa eu sei quero ser apenas o q sinto q sou independente dos outros e seus pensamentos
    portanto estou em pleno conhecimento sexua com meus 19 anos quase completos nao sei oq fazer para relamente ser feliz com uma companhia ou sem mas ser qm eu sou isso e algo me deixa cada vez mais inquieto oq devo fazer gostaia de saber algum auxilio ou opiniao ,,,,

    mas uma vez garto pela compreensao

    bjooos

  7. Rafael disse:

    Olá! Parabéns pelo blog!

    Sou homossexual, tenho 18 anos e “sei” que sinto atração por garotos desde os 13, 14, mas nunca tive uma relação. Sou de uma cidade interiorana (2000 habitantes) do interior do RS, um lugar muito religioso. Há pouco me mudei para uma cidade maior, para cursar faculdade, mas, ao contrário do que pensava, não consegui “me libertar”, um pouco porque há muitos conhecidos e familiares nessa cidade. Eu não tenho o tal “esteriótipo gay”, o que faz com os meus colegas da faculdade pensem que sou heterossexual, o que me deixa numa situação de conforto.

    As minhas duas perguntas são: É possível viver satisfatoriamente sem o convívio familiar, caso eu nunca queira me assumir perante à família?
    Como conhecer outros homossexuais, dentro desse contexto social em que vivo?

    1. minhavidagay disse:

      Oi Rafael!
      Muito interessante as suas questões.

      Vou lançar meus pontos de vista para suas duas questões:

      – Sobre viver satisfatoriamente sem a família saber.
      É possível sim, embora a família seja alicerce para a maioria das pessaos como relatei no penúltimo post publicado. Estar bem ou mal com a realidade dos seus familiares não saberem depende exclusivamente de você, de como lidará com isso, de como se sentirá por eles viverem a parte de sua realidade. De qualquer forma, tenho amigos que se encontraram bem assim, sem expor para pais e parentes, e vivem bem dessa maneira. Tudo é questão de saber administrar bem as suas realidades, dividir as coisas e tomar cuidado para que terceiros não ajam de má fé te “denunciando” de uma maneira ruim. Se é para seus familiares saberem que seja de você!

      – Como conhecer outros gays na sua cidade.
      Bem, provavelmente se você está numa região mais central devem existir mais opções de baladas e bares. Esse talvez seja um começo. Não sei se você tem smartphone com android ou um iphone, mas existe um programa chamado Grindr – amplamente difundido – que é um aplicativo de contatos exclusivamente para gays que consegue mapear outros celulares próximos apresentando cada usuário de acordo com a distância que está de você. O aplicativo tem versão gratuita.

      Esses são dois “caminhos”, duas dicas para você começar a se aproximar de gays que estão aí por perto. Espero que dê certo e que você encontre pessoas que você se identifica! :)

      Abraço!

    2. ¨miquel araujo martins disse:

      estou aki…meu face e miguel araujo martins

  8. Rick Gomes disse:

    Olá.
    Eu quero agradecer a você MVG, que me ajudou a me encontrar, não só como gay mas como uma pessoa melhor e com uma visão maior da vida.
    Eu sempre sofri bullying no ensino fundamental, mas quando cheguie no ensino médio eu me assumi e vesti a mascara de gay Diva, me tornei sarcastico e até mesmo centro das atenções nas rodinhas que eu frequentava na escola. Mas no fundo eu não sabia como lidar com a minha homossexualidade, nunca tinha namorado e sempre idealizei um cara incrivel que iria me cortejar. Agora eu percebi que esse não sou eu, eu não sou uma diva intolerante, eu sou um nerd que adora arte, seriados, cinema e vive e respira musica indie. Com a sua ajuda eu pude conhecer muito melhor o meio gay, como as coisas acontecem e que eu não preciso ser um gay esteriotipado para mostrar para o mundo que eu sou gay com orgulho! Obrigado por esse blog que é praticamente um manual da vida gay, saiba que voce conseguiu ajudar uma pessoa a ser ela mesma e desculpa por esse texto enorme ;D

    1. minhavidagay disse:

      Oi Rick!
      Fico feliz pelo seu relato.
      Agradeço por ter ajudado e espero que outras pessoas entendam o MVG como uma referência.

      Abraço! :D

  9. wanderson disse:

    BOM . EU NAO TENHO NEM UM TIPO DE DUVIDA QUANTO A MINHA CONDIÇAO SEXUAL . ENTAO SÓ ME RESTA PARABENIZAR VCS POR ESTE BLOG SHOW DE BOLA … ACREDITO QUE ESTE TIPO DE PAGINA AJUDA BASTANTE MUINTOS JOVENS INDECISOS , PAIS , EMFIM É MUINTO BOM SABER QUE TEM PESSOAS SERIAS TRATANDO ESSA QUESTAO DA ORIENTAÇAO SEXUAL COM MUINTO RESPEITO E COM BASTANTE CONTEÚDO INFORMATIVO . QUE É O QUE MUINTA BIBINHA PRESCISA … BEIJO A TODOS E XAU XAU … FALEI BEM ???? KKKKKK…

    1. minhavidagay disse:

      Kkkkk… 1, 2, 3, testando…rs
      Falou bem! Obrigado pelo comentário Wanderson!

      Abraço,
      MVG

  10. Luyz Carlos disse:

    Adorei o comentario. Gostaria de discuti-lo com pessoas inteligentes.Meu e-mail: lmarini@hotmail.com.br

  11. Jecicleide Ohanna disse:

    Ashey o seu blog todo trabalhado na escrita!
    Muito bom ver um viado q escreve bem, rs! Continua representando o time, gatha!

    1. minhavidagay disse:

      Oi treeshaa!
      Muito obrigado pelos elogios, amigue! rs
      Tou na lida, gatha!

      Bjo,
      MVG

      1. Pronto, criei coragem e comecei. Agora vou mimir.
        Meu blog é culpa sua! kkkkkkk

  12. Adorei muito seu blog, me ajudou a eu tentar me compreender, porem a muitas duvidas que tenho, enfim. Voce esta de parabens (=

  13. anmo disse:

    Oi MVG, tudo bem? Queria que vc fizesse um post sobre se é possível um gay transar com mulheres de boa. Obg desde já.

  14. Douglas disse:

    Excelente blog.

  15. Jorge disse:

    Oi! Cara, achei muito legal a ideia do teu blog, preciso da tua ajuda! Sabe, mano, estou numa sinuca de bico. Fala comigo no e-mail! jorge.filipe.96@hotmail.com!

  16. ¨miquel araujo martins disse:

    eu procuro um cara pra namorar serio…quero que eli me ensine tudo…..kkkkk…sou virgem ate de boca ainda tenho 17 aninhos vou faser o primeiro ano no colegial e moro em tocantinopolis quem estiver afim de mim eu sou um cara de persanolidade forte..curto rock sou do tipo gay que nao eh afeminado….me manda um comvite meu face e migueel.rock@hotmail.com…..bjs..

  17. Joseph disse:

    Ola é a primeira vez que participo do blog. Estou uma situação acho que delicada! rs sou assumido já algum tempo e a pouco mais de três meses fui transferido de posto de trabalho. Aqui conheci uma galera bacana que soube me aceitar. Em meio que a esses contato fiz amizade com um colega hétero. (mulherengo por sinal e bem carente). Amigos ele tem aos montes tb e nem sei como é carente tanto assim. Ele é gente boua , conhece minha família e eu a dele. Ele brinca demais, conta sua intimidade com as mulheres, e eu compartilho tb com ele. Parecemos irmãos. Mas de us tempos pra cá ele vem se mostrando diferente comigo.Hoje, o dia do natal estamos trabalhando, levei um bombom pra ele de uma cesta que ganhei. E ele quis me agradecer com um abraço. Até aí normal. Mas comentando com ele sobre a ceia do natal ele disse que sou “prendado” e tipo falou com um olhar de vou te engolir. Para eu aranjar um amigo pra fazer a três. tipo ele também o meio. eu fiquei sem graça e sai levando na brincadeira e disse que pensaria o caso dele. Mas tipo agora estou confuso. Será que ele tah afim de “ficar” tipo a lata…”sexo comigo”

    1. minhavidagay disse:

      Oi Joseph!

      Muito provavelmente ele tem fantasias homoeróticas sim. O que não define que ele seja gay. Mas pelo visto existe alguma curiosidade aí!

      Abs,
      MVG

      1. Joseph disse:

        Legal. Ele vive passando a mão em mim sabe. É muito carinhoso comigo e tal. Suas brincadeiras sempre me envolvem em seus braços. Ele fica me agarrando, e tenta me beijar as brincadeiras. Esses dias até sonhei que estava tendo relações com ele. =S Falei do sonho e ele riu. Que acha devo “avançar” o sinal ou esperar…

      2. Joseph disse:

        e Muito obrigado pela ajuda! Tenho muitas dificuldades em conhecer pessoas do meio para algo sério. Aqui a minha cidade, só querem sae o q!. Sou Jornalista, adorei seu blog! Sucesso! Sempre que puder enviarei minhas dúvidas e participarei tb!
        Abração

  18. Carlos Rodrigues disse:

    Este será meu primeiro comentário no MVG.

    Bom, antes de tudo eu quero parabenizar ao blog. Esse foi um blog que me ajudou bastante, e ainda está me ajudando a me aceitar homossexual.
    Admito que sou seu fã, e não vou mentir que: Faria de tudo por um seu autógrafo! xD!
    Mas queria que me ajudasse… Eu moro em fortaleza, mas acredito que talvez eu não venha a encontrar a pessoa certa para um relacionamento. Apesar de eu ter apenas 16 anos, eu me preocupo bastante em achar alguém. Admito que isso foi um pouquinho intensificado pelo seu estilo de vida, você tem um namorado e já está bem estabilizado. Um futuro que quero conquistar.
    Então, quem melhor a me “guiar” a não ser você? Já que o tenho como uma fonte inspiradora para mim. Acredito que seja esse o motivo para gostar tanto do seu blog, você é uma imagem para mim. Como todo adolescente homossexual da minha idade, considero isso normal, pois precisamos seguir exemplos né?
    Penso em me mudar para São Paulo, conhecer o famoso Bar da Dida (xD)!! Ou quem sabe pra Rio de Janeiro. Como disse, não tenho tantas esperanças de encontrar uma pessoa para se relacionar comigo de onde eu moro.
    Então, o que você acha? Considero apenas sonhos que eu gostaria de realizar durante o meu tempo de vida…
    Teria alguns conselhos para mim?

    E, putz! Se possível, teria como me adicionar no facebook? Adoraria demais ter algum contato com você!
    Qualquer coisa, deixo o meu email: Katharius696@yahoo.com.br. Se você pudesse manter contato comigo pelo facebook, se possível, mandasse o seu face para esse email.
    Confesso que ficaria muuuito feliz! Em fim, se não for possível, não tem problema!

    Vlws pela atenção!!

    1. minhavidagay disse:

      Oi Carlos,
      tudo bem?

      Agradeço imensamente pela apreciação do Blog MVG! Obrigado por deixar seu relato e por ver algum sentido nas palavras que expresso por aqui. Espero realmente estar ajudando para que você encontre seu caminho!

      Sobre sair de Fortaleze e vir para uma cidade cosmopolita como São Paulo ou Rio de Janeiro, acho uma boa ideia sim se isso faz parte de seus planos e desejos. Ainda você é um pouco novo, mas quem sabe daqui 3 ou 4 anos? Aconselho que você experimente se até lá esse desejo continuar. Se Rio ou São Paulo, você mesmo tem que sentir…

      Não troco meu Facebook pessoal com os usuários para preservar minha vida pessoal! Desculpe!

      Abs e obrigado novamente pela consideração! :D
      MVG

      1. Carlos Rodrigues disse:

        Blz MVG!
        Nenhum problema quanto a isso (até eu gosto de preservar minha pessoalidade pela internet, e uso o nome “Carlos Rodrigues” justamente por isso!).
        Agradeço pelo apoio!
        Quanto a encontrar uma pessoa certa por esse lugares, não sei, admito que encontrei esse “alguém”, basta ver se vai dar certo!
        Mas continuo com o sonho de ir a SP conhecer vários lugares que você cita.

        De qualquer forma, só tenho a agradecer!

  19. 100ton disse:

    Olá, Boa Noite me chamo 100ton.
    Mais enfim, primeira vez que visito o blog e só tenho uma coisa a dizer, me senti em casa, hahahaha Muito bom, tenho apenas 15 anos e não sou assumido por motivos de medo dos meu familiares, dos meus amigos e até mesmo da sociedade, sei que não deveria ter medo, mais tenho! Achei os depoimentos incríveis e me identifiquei com a de um menino( se não me engano é o Jorge, que é apaixonado pelo amigo ), sou apaixonado por um menino que conheci na internet e que venho conversando com ele a mais ou menos 9 meses, e ele é super fofo(ele é gay assumido), todo lindo e etc, só que ele tem 23 anos e como eu já disse tenho apenas 15, rs e ele mora longe de mim, por esses motivos não tem como rolar nada, e eu já dei várias pistas pra ele que eu estou gostando dele, mais eu acho que ele deve me achar um “pirralho” ou coisas do tipo. Mando sms de boa noite, digo que estou com saudades de conversar com ele e coisitas mais… Então é isso galera, desculpa não revelar meu nome, tenho medo de alguém ver sl… Me deem dicas por favor.
    Obrigado e boa noite!

  20. Marcio disse:

    Oi, boa madruga me chamo Marcio…
    Primeiro vez que visito esse blog olha adorei, estou com 1 ano e 7 meses como meu namorado, de uns dias pra cá as coisas n estão indo muito boas, meu namorado gosta muito de sair já eu sou muito caseiro… e outra ele quer sair com outras pessoas tipo amigos e eu n deixo, hj mesmo eu ligo pra ele tava em uma praia perguntei com quem, me falou q tava com a família nisso eu tinha ligado pra casa dele antes e com quem fale com o pai dele ou seja mentiras tava na praia com uma amiga e a desculpa se eu te ligase vc n ia deixar!!!!
    Gente preciso de dicas ….
    Obrigadooo

  21. Carlos Rodrigues disse:

    MVG, uma dúvida:

    – Como funciona o namoro?
    Digo, como realmente é o namoro? O que se faz para ter certeza de que você está pronto pra assumir essa responsabilidade? Como começar e como terminar um namoro?

    Em fim… Eu, apesar de ter vários “exemplos” ao meu redor, não tenho tanta certeza do que é um namoro…

    Então você que está junto ha mais de 3 anos, pode me tirar essa dúvida?

  22. Fabiano Bernarde disse:

    Minha primeira visita no Blog e gostei muito. Bom, eu sou casado vai fazer 5 anos no dia 28 de março de 2013. E gostaria de compartilhar um pouco do que eu vivo, do que ainda tenho dúvidas. Não sou assumido pra minha família apenas alguns amigos.

    Mas é isso, vou visitar mais vezes

  23. Nanda disse:

    Socorro…..me ajudem,fui casada 25 anos de minha primeira relação tivemos duas filhas…hoje já moças…Mas na minha caminhada de divorciada conheci uma pessoa que no inicio nos identificamos muito…Pois ambos estavam carentes ele havia terminado com sua namorada….e iniciamos um namoro, com o tempo fui notando que ele não tinha vontades como outros namorados em ter uma relação mais intima como todo o casal…Tentei conversar o que estava ocorrendo me questionava muito,e me culpava D+++,chorava muito e pensava que era por isto ou por aquilo…..e até cheguei perguntar se ele gostava de homens…E ele chegava chorar falando que bem capaz…que eu estava pensando..ai sim eu me sentia pior….culpava-me muito…Ai marcamos a data do meu segundo casamento,passagens compradas, pq não iriamos fazer festa e sim viajar para recife.. faltando uma semana para isto se consolidar ele me fala que muito teve relação sexual com outros homens…que procurava,saia de carro e saia a procura…Meu mundo desabou,eu o amava muito…veio tudo em minha mente,quando sempre deixei claro o que pensava de um relacionamento entre homem x mulher….sempre muito verdadeira em meus sentimentos.Hoje estou aqui pedindo socorro me ajudem não sei nem como,vou viver,ele é muito importante para mim….Era o meu AMOR..e hoje me vejo sem o chão….não sei o que fazer…ele me fala que é homem que não é Gay….que ele só procurava para eles fazerem sexo horal nele…e que nunca mais procurou, enquanto estava comigo…ai que vi que estava mentindo e muito…como n procurava se não conseguia ter nada comigo,sempre que tentava falhava, alegando isto ou aquilo…acha que conseguiu ficar sem sexo com outro homem dois anos e meio??? ai eu disse: estranho o pq vc se depilar se não tem nada comigo..para que se preocupou tando…SOCORRO…por favor me ajudem….Devo realmente pensar que esta pessoa não tem como viver novamente ser hétero..

    1. Thiago disse:

      Moça, em primeiro lugar: sua felicidade não pode depender de terceiros, somente de vc, ok? segundo lugar: Como vc conseguiu se envolver tanto com uma pessoa que não te proporciona vida sexual saudável? Terceiro: O que te leva a continuar numa história em que você não está confortável?
      Pense!

  24. marcelo disse:

    ola me chamo,marcelo, e aprimeira vez que leio sobre o blog,eu vivo em boston,u.s.a.,tenho 38 anos,esto aprocura de um namorado guey,se alguem estiver afim,me procure no facebook,no momento esto sem msn,minha foto la no face,e velha.mas vo colocar fotos novas,

    1. landim disse:

      Qual q é seu nome lá no facebook?

  25. Alguém disse:

    Primeiramente o parabenizo pelo blog, o que irei descrever talvez seja um pedido de ajuda, ou meramente um desabafo, tenho 17 anos, não sou de me relacionar no meio/na comunidade gay, mais também não vejo interesse de minha parte, sempre busquei algo mais serio nas pessoas em que tive um relacionamento, ou pelo menos tentei, e esperei o melhor momento – hoje vejo que não foi – tanto para ter meu primeiro beijo gay, quanto a ter a primeira relação sexual, no mínimo F-R-U-N-S-T-A-N-T-E, por um fato que não vem ao caso, sei que isso não seja uma coisa que se programe assim, mais sempre estive à procura de um relacionamento serio, não só por carência, mais pois acredito eu ser mais fácil para que posteriormente eu venha a conversar com meus pais sobre a minha opção sexual, acho que será mais fácil para mim tendo o apoio amoroso de alguém. Estou certo neste ponto?
    Desde já agradeço, tanto pelos post em seu blog, quanto a resposta que esperarei ansiosamente, e novamente, parabéns pelo blog.

  26. barriga de aluguel disse:

    bom dia sou casada ja tenho 3 filhos sou branca .estou com dificuldades financeiras quero alugar minha barriga e ao mesmo tempo ajudar a casais que por qualquer motivos nao podem ter filhos sou honesta e pessoa de familia sera tudo em contrato quem quizer pode entrar em contato 21 88567525 grato

  27. Caio Airold disse:

    Sou Bissexual e gostaria de alguém gay para uma aventura casual.

    1. Guilherme disse:

      Olá Caio, td bem ?

      Fiquei interessado em você, poderia trocar contatos ?

  28. daniel disse:

    ola,como estão?
    eu sou gay a já sei disso muito bem,já fiquei com umas pessoas na minha antiga escola,mas agora depois de eu mudar de escola não consegui encontrar outras pessoas gays também,só na internet e sempre são de locais distantes.eu quero encontrar alguém para algo mais sério,moro em Pacajus,Ceara,e estou em um dilema infernal.tem um menino da minha sala q gosto muito dele,mas eu sei que ele não é gay,já que ele namora,não consigo esquecer ele,queria poder saber como esquece-lo.agradeço a ajuda,boa noite a todos.

  29. Willian disse:

    Ola, primeiramente quero parabenizar o autor, pelo excelentíssimo blog, que é o MVG, estou em um relacionamento de 2 meses e estou adorando dividir minha vida a 2, tenho 17 anos e meu namorado 20, eu o amo muito por sinal, apesar de 2 meses de namoro o conheço a mais tempo, e ja temos planos de casar e constituir nossa família, sou aceito por meus pais, e creio que isso é fundamental na vida de um gay, pois a aceitação vinda dos pais é de grande importância para nós! Bom nem sei como parei aqui só sei que adorei e a partir de hoje serei um visitante diário, parabéns pela iniciativa! se puder gostaria de dicas por e-mail de como melhorar e aproveitar o namoro! um forte abraço!

  30. MaelGto disse:

    Oi, Sou gay ..Sem duvidas pass tenho 17anos , moro em juazeiro do norte queria oportunidade de conhecer novos caras pois estou a procura de algo sério e nao apenas diversão como era antes, sou discreto.Mas não consigo encontrar os caras 100% ativo pra namorar, favor peço pela sua ajuda e desde ja Obg. tel;92581910

  31. Gustavo disse:

    Ola Wiliam muito show seu blog, eu vivo situação difícil vim morar no FIM DO MUNDO LITERALMENTE saí da capital porque lá ganhava pouco e no fim nem vivia as coisas que queria, aqui meu pai montou um salão de eventos pra mim e exerço outra profissão também, a vida é estranha… os dois lados da moeda né, te confesso que tenho muita vontade de fugir de volta pra capital (e viver minha sexualidade ou até namorar coisas que não faço faz tempinho) mas é muito complicado quando pensamos na questão financeira, bom.. ganha-se dinheiro mas não se vive… mas lá se vive e não se ganha dinheiro… vivo no Mato Grosso e aqui a vida livre e moderna se concentra tão somente na capital que concentra tudo, mas apesar disso mercado de trabalho na minha área fraquíssimo (alguns conhecidos resolveram se mudar pra lá mesmo ganhando pouco) aceitaria um conselho, desde já obrigado pela oportunidade e parabéns pelo site…

  32. Guilherme disse:

    http://www.buzzfeed.com/louispeitzman/it-gets-better-unless-youre-fat
    Gostei muito desse artigo e tema, dê uma olhada quando puder!

  33. Davi d disse:

    Tenho 13 anos e me aceitei ser gay há seis meses, queria saber se agora é o momento certo para contar para minha mãe o que sou. Meus pais são separados desde quando minha mãe estava gravida, ela se casou com meu padrasto há uns 5 anos e recentemente ele faleceu, ela ainda não superou , eu e minha mãe somos muito apegados, eu acho que se eu contar agora iria evitar brigas no futuro, eu só iria contar para minha mãe, será que estou certo, por favor me ajude.

  34. Rodrigo Moda disse:

    Amigo, seu blog é sensacional. Está de parabéns. Otimos textos, assuntos cotidianos e muita informação. Gosto muito de ler e me informar sobre a vida gay. Internet não é só vídeos porno e caça. Seria perfeito se nossa comunidade fosse atenta a questões intelectuais. O debate seria diferente e as conquistas seriam maiores. Um abraço.

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado pelos elogios, Rodrigo!

      Um abraço,
      MVG

  35. berg disse:

    ACHO O BLOG MUITO LEGAL ……… FALA DE SENTIMENTOS………. É ISSO QUE MUITAS PESSOAS BUSCAM E AS VEZES NÃO ACHAM ……….. ESTOU COM 1 SENTIMENTO CONFUSO MAIS EM BREVE ACHO QUE VOU ME ACERTAR

  36. Fabrício disse:

    A frase mais inteligente que ouvi do psicólogo foi: “Existem tantas formas de ser homem! A prova disso é a quantidade de homens que há sobre a terra!”. Confesso que depois do que ouvi me senti mais aliviado, pois sei que cada um expressa a sexualidade da mesma forma que veio ao mundo: com singularidade.

  37. Bruno disse:

    Oi meu nome e bruno, já sei que eu gosto de garotos desde que eu soube o que era ser gay,apesar de que eu nunca fiquei com um cara, mais eu também gosto de garotas, mais eu só assumi isso pra mim a um ano e ainda não consigo dizer pra ninguém que eu gosto de garotos também, e agora que eu encontrei esse blog eu achei que eu deveria contar pra vocês. Eu acho que os meu pais me aceitariam mais eu não consigo contar pra eles e nem para os meu amigos.

  38. gusttawrs disse:

    oi. tenho 17 anos, hoje estou meio sem rumo. A minha família fez umas fofocas especulando minha opção sexual. e hoje minha mãe me perguntou se eu era ou não. eu afirmei que sim. ela não aceitou, dissi que é uma doença e sei que não é doença estou tentando lutar com tudo isso.
    só queria desabafar. obrigado.

  39. Iren disse:

    Olá MVG, pode me chamar de Iren, tenho 20 anos de idade e a 5 decidi começar a namorar (ter contatos como beijar, conhecer, ficar…) unicamente meninos, mas até hoje nunca cruzei o caminho de um gay apto a namorar como eu. Acredite, eu saberia se visse um. Algo que me perturba é fato de até hoje tudo que conseguido nas minhas inúmeras investidas, aqui na minha cidadezinha do interior e na cidade mais desenvolvida vizinha, foi um beijo com um total desconhecido, sexo como um casado e conhecer um bissexual sem inciativa e preferências, sendo que a única coisa que eu quero é um homem sem idade, formas, tamanhos e cores definidas, minhas únicas exigências são: deve compactuar que temos uma relação (que nem precisa ser público) e me dar um pouco de carinho. E há centenas, GARANTO, de outros motivos listados num documento pessoal que me fazem necessitar de um namorado.

    Agora, que me conhece eu proponho um desafio que acredito que você tenha capacidade de cumprir, POIS NENHUM OUTRO GAY OU HÉTERO FOI CAPAZ, responda-me:

    1. O que você sente, pensa, acredita, defende etc., quando percebe que as crianças heterossexuais começam sua vida amorosa aos 12 anos de idade enquanto os adultos gays devem esperar os 26 anos de idade? Isso é justo? Isso é aceitável? Pode ser chamado de normal? Até quando essas médias de idade (que são locais) duraram? Qual a semelhança entre a vida amorosa de héteros e gays?

    2. Se um homem gay começa a namorar com outros homens aos 26 anos de idade com que idade ele provavelmente irá ter um filho biológico ou adotivo (a média de espera atual para casais hétero adotarem uma criança é 7 anos)?

    3. O que você sabe ou acredita que se passa na cabeça de casais gays que vivem em países como os Estados Unidos, por exemplo, ao saberem que no Brasil o casamento gay é livre em todo o território? Se pudesse escolher entre ter nascido o ano em que nasceu só que nos Estados Unidos ou casar-se hoje no Brasil, o que escolheria?

    4. Quantos casais gays, de maridos ou namorados, você conhece pessoalmente? E somando com os casais gays famosos? A quantidade que você encontrou corresponde ao menos ¼ dos gays que existem? E quantos casais héteros, de apenas casados, você conhece pessoalmente?

    Quero um post pra cada resposta!

    1. minhavidagay disse:

      Oi Iren,
      tudo bem?

      Desculpe pela demora de resposta mas ando na correria com outros afazeres e volto a dar atenção a Blog MVG hoje. Bem, vamos as respostas com as minhas opiniões sobre as suas questões:

      1. O que você sente, pensa, acredita, defende etc., quando percebe que as crianças heterossexuais começam sua vida amorosa aos 12 anos de idade enquanto os adultos gays devem esperar os 26 anos de idade? Isso é justo? Isso é aceitável? Pode ser chamado de normal? Até quando essas médias de idade (que são locais) duraram? Qual a semelhança entre a vida amorosa de héteros e gays?

      A vida afetiva de cada indivíduo começa em fases muito diferentes. Numa média, meninos heterossexuais começam com o despertar do interesse por meninas na pré-adolescência e na adolescência por questões óbvias e sociais. Com o menino gay, a situação tende a “atrasar” pela barreira do preconceito social e do autopreconceito. A princípio parece um pouco injusto mesmo, na questão do tempo, quando héteros começam antes, mais jovens, e gays mais velhos.

      Mas te afirmo que a tendência – com o passar do tempo – é essa diferença de idade para começar ter muito menos importância. Digamos que com o tempo, aqueles gays que correm atrás conseguem alcançar o “tempo perdido” e, depois disso, essas questões (e muitas outras) não terão mais o peso que se tem quando jovem.

      O relacionamento amoroso entre heterossexuais e gays são totalmente semelhantes. Quando um casal topa levar um relacionamento a sério, vive-se o descobrir um ao outro, a química no sexo. Descobrimos o sentido de companheirismo, de quando é amizade, quando é romance, ou quando é paixão. Passamos por dezenas de DR’s, descobrimos um ao outro e aprendemos a lidar com as diferenças (que surgem como defeitos).

      Celebramos juntos as boas situações e choramos juntos pelas ruins. Aprendemos a fazer concessões. Aprendemos sobre ciúme, possessividade, competitividade em um relacionamento afetivo. Aprendemos sobre afetividade também, que é diferente de sexo.

      2. Se um homem gay começa a namorar com outros homens aos 26 anos de idade com que idade ele provavelmente irá ter um filho biológico ou adotivo (a média de espera atual para casais hétero adotarem uma criança é 7 anos)?

      A idade não deve ser a referência relevante para se ter filhos. A mim, o mais importante para isso é se ter maturidade e condições materiais para se bancar a formação e estudos de um filho. Não adianta assumir a “função pai”, seja um gay ou um heterossexual se não estivermos maduros suficientes para educá-los, para exercer a função e entrar no sacerdócio que é ser pai/mãe. De filhos mal educados, largados ou perdidos o Brasil já tem demais. A “caixinha social” pede para que as famílias tenham filhos com idade “X”, mas quase nunca esses pais estão amadurecidos o suficiente para transmitir educação e valores para seus filhos.

      3. O que você sabe ou acredita que se passa na cabeça de casais gays que vivem em países como os Estados Unidos, por exemplo, ao saberem que no Brasil o casamento gay é livre em todo o território? Se pudesse escolher entre ter nascido o ano em que nasceu só que nos Estados Unidos ou casar-se hoje no Brasil, o que escolheria?

      Bem, como você citou os EUA, acredito que a grande maioria do americano não quer nem saber o que se passa com os modelos brasileiros. São em sua maioria nacionalistas e não costumam querem enxergar dos valores além de suas fronteiras.

      4. Quantos casais gays, de maridos ou namorados, você conhece pessoalmente? E somando com os casais gays famosos? A quantidade que você encontrou corresponde ao menos ¼ dos gays que existem? E quantos casais héteros, de apenas casados, você conhece pessoalmente?

      Posso dizer que do meu grupo mais próximo atual, que são os amigos formados pelo MVG, dos seus amigos, quatro estão namorando (ou em algum tipo de rolo mais sério). Ou seja, mais de 50%. Os solteiros estão correndo atrás desse mesmo objetivo: algo mais duradouro. Das famosidades, tenho a referência do Elton John e David Furnish (o primeiro meu ídolo e o segundo o seu marido) que estão juntos há mais de 10 anos. As demais famosidades eu não tenho muita referência agora, de cabeça. O que sei é que realmente a minoria dos gays que estão por aí, aparecendo nas ruas ou na mídia têm relacionamentos afetivos duradouros. Lembrei que o Sheldon do “The Big Bang Theory” também vive um longo namoro e deve casar em breve. Mas essa falta de compromisso é algo social, da nova juventude, ok? Heterossexuais também estão tendo bastante dificuldades para formarem par!

      Espero ter atendido a sua exigência de um “post” para cada resposta (rs).

      Abraço,
      MVG

  40. KUKI disse:

    Primeiramente Amei o blog.
    Então venho desabafar aqui, pois já não estou conseguindo mais suportar sozinha.
    Conheci uma mulher a aproximadamente um ano e meio, nós começamos a nos conhecer e a nos aproximar de uma forma incontrolável. Tudo muito novo para ambas. Situação dela, Casada e agora com uma filha recém nascida. Ela sempre me provou que me ama, fez surpresas, declarações. Sempre jogou aberto e limpo comigo. Sempre falou da situação do casamento dela. O casamento dela está cada vez mais de fachada, casou pois engravidou e a mãe dela obrigou a casar. Faz tempo que ele não toca mais nela, nunca demonstrou carinho entre outras coisas um verdadeiro Ogro sentimental. Ela semanas atrás me confessou que nunca falou para ele que o ama. Ela sempre falou que gostava, mas amar não. E pelo medo dessa distância que agora temos, devido ao nascimento da pequena. Não a vejo com tanta frequência e nossas conversas por telefone e SMS diminuíram. Criou-se um medo e uma insegurança devido a isso, e ela me perguntou se eu esperava ela, que ela me ama e quer ficar é comigo.
    Eu a amo como jamais pensei que pudesse amar alguém, ainda mais do mesmo sexo. Fiquei muito emocionada com as fotos da pequenina que ela me mandou. Me deu choque de realidade e com isso, vieram o medo, insegurança. Medo de perder ela, de que o tal marido possa reconquista-la. Vocês sabem que os pensamentos quando nos tomam, nos martirizam. Eu falei para ela que ela não vai me perder nesse tempo, e que vou estar esperando por ela.
    Minha situação estou tentando ocupar a cabeça ao máximo possível para não pensar na falta que ela está me fazendo, sei e entendo completamente que é por um motivo de necessidade, atenção redobrada ao neném. Mas está difícil, não sei o que posso fazer. Estou com medo de perder ela. De depois do nascimento ela não queira mais nada e se sacrifique por um casamento que não tem mais volta. Estou lutando também contra meus pensamentos, pois tem alguns momentos que o ciúmes me cega. Ciúmes em relação ao que o esposo possa fazer para ela, do tipo, tentar reconquista-la. E não sei o que se passa na cabeça dela. Me ajudem!

  41. KUKI disse:

    lembrando que fui até convidada para o casamento dela e fui..

  42. Amiga disse:

    Boa Noite! Amiga lute,pela sua felicidade….e não se preocupe se tiver que ser…vai ser e nada vai separar vcs….

  43. Roberto disse:

    Parabéns pelo site, algumas coisas não condivido, mas tudo bem, crescemos na pluralidade.Demorei para aceitar minha homosexualidade, porem isso me fez bem pois entendi que sou feliz por ser homem, a unica coisa que muda e acho isso legal é a capacidade de amar alguem do mesmo sexo.
    Tenho 53 anos, so tive 3 relações, a primeira foi aos 33 anos, foi algo imenso, achei que iria casar e pronto, mas ele tinha a mesma idade que eu e era muito cobrado pela familia, entao arrumou uma desesperada, colega de trabalho e começou namoro, ela tinha uma amiga e ele queria que eu casasse com a amiga assim viveriamos nossa relação, claro que nao aceitei. Ate no dia do casamento dele transei com ele, mas ja nao tinha mais sentimentos.
    Terminamos, sofri demais, depois conheci um cara bem novo, ele insistiu tanto que aceitei tentar uma relação, eu tinha 38 e ele 22, so foi um ano e nao deu certo.
    O ultimo esta me dando trabalho ate hoje, eu o conheci com 24 e eu tinha 49, ele curtia muito caras mais velhos, pois bem, nao quis ser preconceituoso e deixei ir a frente, depois de um ano chamei ele para morar comigo, ao conhecer ele melhor vi que era galinha demais, traiu sempre, mentia sempre, hoje, depois de mudarmos de cidade e estado, ele vive na minha casa porem nao temos mais uma relação, ja rolou ate agressao fisica, na epoca chamei policia e foi embora, passado 6 meses veio e aceitei de volta e as coisas agora ficaram pior, quero que va embora e nao vai, diz que so sai se eu bancar ele num aluguel. Pois bem, estou desempregado, infeliz, nao tenho boa saude e vivo com essa coisa em casa, tenho medo.
    Munda imaginei que iria passar por isso. Eu o amei demais mas hoje so tenho odio por ele, pelas mentiras e traiçao, nem exame de aids tenho coragem de fazer, se voce o conhecer nao ira acreditar, mas…

  44. Deco Santos disse:

    Olá. Se você recebe muitos e-mails de gente desabafando. isso é sinal que nós gays ainda sofremos muito. E infelizmente isso é fato.

    1. minhavidagay disse:

      Gays sofrem muito não somente por serem gays, Deco. A grande maioria dos e-mails não “reclamam” sobre a sexualidade, mas sobre casos amorosos, relacionamentos que não vingam e situações desse tipo! Mas sim, o preconceito é uma realidade ainda e talvez seja por um bom tempoi pois ter preconceito é uma das características humanas.

      Abraço,
      MVG

  45. Jonh disse:

    Olá, por favor me ajudem.
    A minha história é: Tenho 19 anos, já faz dois meses que conheci um rapaz que trabalha no mesmo prédio que eu, a empatia foi instantânea e recíproca, logo me encantei, o observei e percebi sensibilidade e delicadeza, logo fui me aproximando, cheguei a ir na sala dele em vários momentos, nos tornamos bons colegas, todas as vezes em que nos víamos no elevador ou nos corredores era muito especial pra mim, fiz questão de demonstrar, ainda que com muita descrição que estava gostando dele, o meu olhar sempre era fixo em seus olhos, mas na última sexta-feira escrevi uma mensagem para ele, dizendo sobre as minhas intenções, que queria ficar com ele, passou o final de semana e não tive nenhuma resposta, quando nos encontramos na segunda-feira dentro do elevador ele me tratou da mesma forma, gentil, me olhou nos olhos, e eu estava muito nervoso mal conseguia falar, mas aconteceu tudo naturalmente, estou me questionando o porque de ele não ter dito nada, de não ter tentado se comunicar para explicar ou até mesmo dá uma resposta, é complicado, pois com exatidão só ele poderá responder, e ele responde se quiser, ou melhor se achar necessário, nesta questão entra o meu respeito as questões interiores dele, quando nos vimos ele fez uma pergunta de um conteúdo em comum sobre minha aula da faculdade, mas não teve nenhum posicionamento sobre. O que imagino com muita sinceridade é que ele está evitando este desconforto e quer me fazer afastar deste sentimento em relação a ele, agindo indiferente, mas da mesma forma, talvez por me respeitar ou gostar da minha pessoa, o que deve está acontecendo? Alguém já passou por uma situação parecida? Porque ele não se posiciona? Ele não reagiu! Continuou o mesmo, não disse sim, também não disse não, não foi objetivo, e eu estou pensando em me afastar, tenho vergonha.

  46. Paulo Silv disse:

    Faz um tempo que comecei a me aceitar. Por isso procurei blogs que poderiam me ajudar. E este blog é espetacular! Sempre que estiver com um problema vou vir aqui.

  47. MrA. disse:

    Finalmente assumi ao menos para mim mesmo que sou gay ao menos bissexual.Alguém tem alguma dica de baladas gls aqui em são paulo pra começar a sair?Eu não tenho nenhum amigo do meio e eu teria que sair sozinho.Nunca peguei um homem e nunca me senti tão sozinho como agora.

  48. Eduardo H disse:

    Parabéns pela iniciativa!!! Estava em busca de uma Blog como esse a tempos… Me identifiquei muito com seus raciocínios são extremamente coerentes.

    Irei acompanhar e tentarei contribuir da melhor forma possível.

    Abraço.

    1. minhavidagay disse:

      Obrigado, Eduardo H!

      Contribua sim! Será bastante benvindo com suas opiniões e reflexões.

      Abraço,
      MVG

  49. isaiaspdg disse:

    Muito bom esse blog,textos com um conteúdo muito incrível,precisa-se de mais pessoas que façam esse tipo de trabalho.

  50. isaiaspdf disse:

    Não me canso de ver os textos desse blog e tudo mais,estou acompanhado e estou gostando muito.

  51. landim disse:

    Olá pessoal sou um jovem de 18 anos sou gay sofro muito com isso porq vivo dentro do armário tenho medo de ser discriminado e perder as pessoas q eu gosto. Mas eu gosto de ser gay já assumir isso para mim… É gostaria de conhecer novas pessoas.

    1. Lucas disse:

      Oi Landim Não fique com medo. Quando eu tinha sua idade eu me assumi para minha mãe no inicio foi um pouco difícil para ele aceitar mais depois de 1 semana ela já estava bem. Me respeitava e me apoia ate hoje. Recebe meu namorado gosta muito dele, e para meus amigos eu já era assumido e recentemente me assumir para todo família e todos me respeitam. Também deixo bem claro pra todos eles ninguém e obrigado a gosta de mim um pouco de respeito já basta. Minha preocupação maior era minha mãe ela já sabe me ama, me respeita. Gosta meu namorado meus amigos que são gays. Saímos todos juntos pra vários lugares viagens.Muitas vezes acabamos sofrendo pensando no que os outros vão achar e muitas vezes eles ate já sabem. Como foi comigo que nunca apresentei uma namorada pra família. E não e para me achar mais era o que eu mais ouvia Lucas porque você não tem namorada e tão bonito, e fora vizinhas, amigas de primos que ficavam querendo ficar comigo e eu dando desculpas. Então tudo isso no final ajuda eles mesmo tirar suas pro-pias conclusões e já sabem, só não tem coragem de perguntar com medo da resposta, ou de uma mal resposta. Apenas pense a melhor forma conte e vá ser feliz. Mais claro fica seu critério tenho amigos que não são assumidos para família, e estão muito bem. Mais eles mesmo me falam eles já sabem só não tem coragem de perguntar e nem eles de contar. bjoos

      1. landim disse:

        Brigadao Lucas.
        muito obrigado pela força.

  52. Bar da Dida disse:

    Sem duvida o melhor texto que li sobre meu bar, Bar da Dida. Sensato, inteligente, perpicaz.
    Após 15 anos de vida (o bar fechou neste ano de 2017) fico muito feliz em ler gente que entendeu direitinho a proposta !
    Muito obrigada, Dida .

    1. minhavidagay disse:

      Ei Diducha! Deu uma tristezinha em saber dessa notícia… quantas situações vivi por lá, quantas pessoas conheci e quantos bons momentos presenciei. Se alguém precisa agradecer sou eu, assim como milhares de clientes que passaram por lá em situações das mais diversas. De qualquer forma o carinho continua.

      Grande beijo!
      Flaviuco :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s