Perfil do Leitor

Qual o perfil do leitor que passa pelo Blog MVG todos os dias?

Entre 2012 e 2013 abri nesse espaço uma enquete com três perguntas  para que, por intermédio da contribuição dos próprios leitores, pudesse “medir” o perfil do público que acessa o MVG. Foi uma média de 400 contribuições de usuários para cada uma das questões. Os dados estão devidamente armazenados e registrados e, a partir de agora, deixo a compilação dessas informações e a representatividade que elas oferecem ao Blog. Obrigado a todos os leitores participativos (e não tão participativos assim) que contribuíram com o registro entre os anos de 2012 e 2013!

idade_publico

dentro-fora-do-armario

publico-escolaridade

E para o Blog MVG o que representa esses números?

dados_views-visitantes-MVG

dados_origens-views-MVG

Daqui um tempo devo publicar novamente a enquete para que novos leitores possam participar. Por hora, muito obrigado! =]

27 comentários Adicione o seu

  1. Paulo Bianchini disse:

    Meu facebook é Paulo Bianchini gostaria que o dono do blog me add se possivel é bom fazer amizade com gays cultos pois hoje em dia um que tenha terminado a escola ja é raridade kkkk agradeço desde já
    att Paulo Henrique Braga

  2. estou completamente apa comigo xionado por um menino da minha sala disse a ele que gotava dele é tudo mais ele disse que naum tem como rindo talvez por5 que eu disse na frente de um acolega minha ele possa tá um puco envergonhado eu avho que isso que ele tira liberdades fantasticas ai eu naum sei né mim ajudei o mAIS Rapido possivel valuuuu

    1. talles disse:

      oi danilo, isso sempre acontece, mim apaixonei por um carinha da minha sala quando tinha 13 anos, não rolou na epoca, mas depois de alguns anos a coisa aconteceu e foi, veja se ela da brecha … ou parta pra outra. bjos. se quiser conversar: talles_edge@hotmail.com

  3. Anderson Carlos Madeira de Carvalho disse:

    Adorei o blog. Ficarei feliz se me adicionar tb. Gosto de trocar ideias.

  4. Thiago disse:

    Gostei deste blog,só quero saber como faço pra colocar minha história e ter a opinião do MVG… ^^

    1. minhavidagay disse:

      Oi Thiago! Mande sua história por email! queroumtoque@gmail.com

      Abs, MVG

  5. Wesley disse:

    Estou conhecendo o blog e estou curtindo a bessa.

  6. Jerfeson e Fabrício disse:

    Rapaz que trabalho maravilhoso que estão fazendo…Seria legal se vocês pudessem fazer um especial com uma família.
    Vamos casar e temos um lindo bebê de 4 anos.

  7. marcelo disse:

    achei muito bom o blogg os relatos sao bem ricos em detalhes numa linguagem leve e descontraida parabens!!!

  8. junior disse:

    gostei muito, dos relatos estou passando por um fase muito dificil de termino de relacionamento , mas parabéns …

  9. Marlon disse:

    Queria que você fizesse uma observação, sobre pessoas que
    tem um relacionamento heterossexual e não são é feliz, e alguma
    ajuda pra fazer ele si assumir e acabar decepcionando sua namorada
    e seus familiares.

  10. Maria Helena de Cstro Ferreira disse:

    Em primeiro lugar,quero informar que achei muito rico ler esses depoimentos,questões abordadas blogg ,por exemplo relacionamentos,paixões…Gostaria de uma informação.Qual a sensão de ser Gey,quando uma pessoa se dar conta,para si mesmo,para família,para os amigos,para sociedade?Não é curiosidade,o meu professor de Ética,solicitou que eu falasse mais das questões subjetivas,os outros colegas das leis,que a segura casamento,mudança de sexo,outros..
    Aguardo resposta
    Helena

    1. minhavidagay disse:

      Oi Maria Helena!

      A maioria dos gays vivem um tipo de conflito quando se deparam com a própria sexualidade, principalmente porque a “norma” não é essa e se você está fora da norma tende a viver rejeições, preconceitos, estranheza, etc.

      Depois que começamos a nos aceitar e a contar para amigos, pais, etc, a tendência é sentir um alívio e um sentimento de emancipação com o tempo. Na maioria das vezes, para a maioria dos gays, a primeira reação das pessoas não é algo natural e fluida. Pais começam a refletir, vivem crises, mães choram e assim por diante. Mas com o tempo, todos começam a aceitar a melhor a ideia. E esse tempo, dependendo da família pode ser coisa de semanas, meses ou anos.

      Com amigos, normalmente é mais fluido.

      Em linhas gerais é isso.

      Abs,
      MVG

  11. Raphael Camacho disse:

    Olá, tudo bom?

    O conteúdo e a qualidade de seu site nos chamaram a atenção. Assim, o selecionamos para ganhar o livro “Whitney Houston! – A espetacular ascensão e o trágico declínio da mulher cuja voz inspirou uma geração”, do biógrafo Mark Bego. O livro será enviado para realização de sorteio ou resenha. Em contrapartida, gostaríamos que houvesse a divulgação da fan page e da LikeStore oficial da cantora.

    A página https://www.facebook.com/whitneyhoustonbiografia é destinada aos fãs de Whitney que podem conferir trechos do livro, reportagens e fotos. Na fan page também é possível adquirir produtos oficiais diretamente na LikeStore, com preços promocionais e abaixo do mercado.

    O livro “Whitney Houston!” relata a história de uma das cantoras mais marcantes da década de 80 e 90. Falecida em 2012, a diva da música pop teve sua biografia lançada este ano pela Sonora Editora. O autor Mark Bego narra a vida da artista desde a infância em Nova Jersey, a família inserida no cenário musical, a fama, o estrelato, o casamento conturbado e a crise na sua carreira.

    Caso seja de seu interesse aceitar nossa proposta, por favor, entre em contato por este e-mail. Qualquer dúvida pode ser resolvida pelo telefone (21) 3970-1262.

    Nossa fan page: https://www.facebook.com/whitneyhoustonbiografia

    Raphael Camacho e Mariana Oreiro

    Coordenação de mídia social

    Whitney Houston – A Biografia

  12. luciano oliveira disse:

    amigo preciso de conselhos ja venho acompanhando boa parte de suas postagens mais so agora me bateu uma imensa necessidade de pedir ajuda pra vc
    Nao sei mais o fazer vou descrever minha atual situação e queria um conselho de vcs
    no momento eu tenho um amigo ue e etero mais com o convívio e a proximidade acabei me apaixonando por ele
    somos amigos a bastante tempo mais atualmente a proximidade da gente aumentou muito e eu ja sentia algo mais forte por ele
    hj nao consigo viver sem estar perto dele sem ouvir a sua voz sem saber como ele esta
    por isso vou lhes apresentar alguns fatos para poder pedir ajuda de como conquistar esse cara pra mim
    ah e so pra facilitar a analise de vcs ele ja desconfiou q eu sou gay mais eu nao tive coragem e falei que nao era
    entao vamos aos fatos
    1. A primeira vez que eu suspeitei que poderia ser mais que uma amizade e um amor nao corespondido foi em uma viagem que fizemos juntos pra passar um fim de semana em um congresso, eu estava sozinho no dormitorio onde dormiria todo mundo junto como a gente tinha passado a noite antes acordado eu fui tentar descansar um pouco no inteervalo de atividades entao ele entrou no quarto chegou perto dde mim sem eu perceber ele deitou por cima de mim como se fosse uma brincadeira por simples criancice. isso jamais vou esquecer nao sei se poderia ter acontecido mais um outro amigo chegou na hora e ficou falando umas coisas e ele falou q tava so brincando coisa e tal pra me fazer um susto

    2. com o convivio passei frequentar a casa dele e depois de um tempo ficamos cada vez mais amigos entao ate hj nao consigo entender se eh força do destino ou ele q quer alguma coisa q quase todas as vezes que vou la eu vejo ele se trocando sem roupa intima sem nada ou ele tira a camisa falando q esta com calor
    3 ele passou ultimamente a fazer brincadeiras tipo mais contato fisico tipo encostar o ombro em mim dar tapinhas alisar a minha perna como pe quando eu estou sentado perto dele puxar os pelos das pernas pra chamar atençao dar tapa na minha bunda ele faz isso direto.

    3. Ele ontem fez algo q me surpreendeu de certa forma foi em minha casa e eu tinha terminado de tomar banho e fui pro meu quarto trocar de roupa e ele ficou na sala como a porta do meu quarto e na frente da sala eu deixei quase q fechada dando pra percerber que estava aberta entao ele entrou no quarto ficou vendo uns dvds que estavam em cima da minha mesa e so siu depois que eu me troquei e chamei ele pra irmos pro local que ia-mos sair.

    4. ele agora concluiu o ensino medio e esta tentando ir embora morar no Rio e me convidou pr tentar viver como em uma republica mais sendo so a gente dividindo uma casa no momento me supreendeu esta chegando perto da data dele ir embora nao sei o q fazer se largo tudo pra tentar essa vid nova com ele e tentar uma faculdade tbm pois queremos fazer o mesmo curso. Estou com muita vontade de ir pois morando com ele vou poder fazer mais coisas pra agradar ele e tentar o aproximar o maximo de mim

    nisso peço a ajuda de vcs pois queria tentar de alguma forma discreta mostrar pra ele que eu quero ele pra mim mais sem magoa-lo de alguma forma pois prefiro ficar sofrendo por mor perto dele do q me declarar ele falar NAO e eu nao ter mais contato com ele. Nao sei como ele pode regir em saber q eu sou gay imagina q estou apaixonado por ele.

    Por favor me ajudem
    atenciosamente,
    Luciano

  13. Carlos disse:

    FICOU SHOW VALEU !

    1. Roberto disse:

      ah boy só vc que não percebeu que ele tá doido pra ter um momento, mais intimo com vc…
      acho que esse mesmo sentimento que vc tem ele tambem alimenta, mais os dois estão com medo de magoar o outro.
      se joga cara… o que vc tem a perder com isso? a vida só acontece de verdade para quem tem coragem de arriscar.

      estou torcendo por vcs, para que dê tudo certo.embora não esta viagem não te realize amorosamente, vcs tem outros planos, estudar , obter maiores conhecimento e formação, se os dois tem condições financeiras para se virar, não devem pensar pelo lado negativo.

      Boa sorte , se quiser conversar meu facebook é: robertosouza54@hotmail.com.

      Abraço

  14. Daniel disse:

    Olá ! Td bem ?
    Já sigo o blog há algum tempo, mas tenho lido com mais frequência nas últimas semanas e confesso q gosto muito dos textos ! Não é pq eu já tenha quase 34 anos, já tenha um namorado há 6 e seja assumido para amigos, pais e colegas de trabalho q a minha vida seja ótima. Mas garanto q ter me assumido completamente aos 20 e poucos anos me ajudou muito! Foram anos de terapia, depressão, autoanálise, diários e outras coisas q me fizeram mais forte e mais feliz comigo mesmo. Claro q ainda tenho dúvidas e receios e ler as experiências por aqui me fazem pensar no quanto mudei e no quanto ainda posso mudar.
    O blog é muito bem escrito, com textos nem muito curtos nem muito longos e está de parabéns. Só não entendi direito quem é “o dono” do blog, mas enfim, parabéns pelo trabalho e continue assim! Abraços (ou beijos ? rs)! Até !

    1. minhavidagay disse:

      Oi Daniel!
      Tudo bem?

      O “dono do Blog” sou eu – rs.
      Sou apenas um, o “MVG”, que obviamente é um pseudônimo.

      Não é um blog formado por dezenas de escritores e jornalistas. Mas gosto muito de escrever, tenho algumas (ou muitas vivências) e compartilho delas com um olhar opinativo, meio que tentando traduzir as realidades e vivências comuns a todos nós, gays (ou além disso).

      Espero que você tenha entendido agora (rs).

      Um abraço,
      MVG

  15. junior disse:

    Tenho um filho de 20 anos e gostaria de ter algo mais íntimo com ele isso é errado? Será q pode acontecer

    1. minhavidagay disse:

      Oi Junior. Essa intimidade que você sugere com seu filho se chama incesto e creio que você saiba disso!

      A sociedade entende tal postura de maneira negativa, tanto pelas questões morais, éticas e religiosas.

      Tal prática está envolta de corrupção pois, embora seu filho tenha 20 anos, você é pai e tem certa autonomia sobre ele, no que cabe como um pai. O quanto seu desejo não coloca seu filho numa condição de pressão?

      Não há como o Blog MVG aprovar tal postura, sem entender o real contexto a qual você vive, entender você e entender seu filho.

      Socialmente falando é sim, antiético, errado e sujeito à punições.

      Minha sugestão é que você procure um terapeuta antes de tomar qualquer atitude.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s