Como encontrar o amor

O mundo anda bastante complicado e parece que, nunca antes, as pessoas estiveram tão tristes. Como encontrar o amor? Como encontrar o amor? E já trago a resposta de imediato: é no caminho que ele reside. Eu não sei se falta à cultura ocidental a percepção do valor do caminho e, talvez, indiretamente – desde…

A vida gay aos 42 anos

O que acontece quando – há décadas – pais e familiares mais importantes (no sentido afetivo da palavra) já te aceitam gay? Quando todos seus amigos, também há décadas, já convivem desapercebidos com a sua homossexualidade e, quando pintam novas amizades, rapidamente o assunto é introduzido e ninguém ou quase ninguém reage de uma maneira…

Cri-cri

Das sutilezas e variações em relacionamentos, você conhece a pessoa cri-cri? Gay ou heterossexual, será que você é assim? Como identificar ou lidar? Mais um destaque comportamental no Blog Minha Vida Gay.

Gays e os novos prazeres aos 40 anos

Relato: novos prazeres aos 40 anos Vire-e-mexe transcrevo alguns relatos pessoais (antigamente fazia muito mais) para funcionar como referencial ao público gay que busca por isso. Hoje vale a pena trazer algo assim. (Este post não tem romantismo nenhum e falará de alguns tabus de maneira bastante direta. Se você procura por romantismo, este texto…

Anjos e demônios

Devaneios sobre o nosso comportamento Em 1998 eu não estava pronto para me entender como gay. Tinha 21 anos e vivia o penúltimo ano da faculdade. Qualquer afirmação a minha homossexualidade era motivo de contenção. Não era bem resolvido, não aceitava ainda a ideia de que eu era gay e preferia deixar esse assunto e…

Relações passageiras

O vai e vem de relacionamentos Zygmunt Bauman foi um dos principais críticos da maneira que a sociedade se configura atualmente, tempos que ele conceituou como “modernidade líquida”. Em linhas gerais, a modernidade líquida está estruturada na ideia de que as pessoas, hoje, estabelecem relações extremamente temporárias e voláteis; fala da ausência da criação de…

A solidão como recompensa

Solidão: monstro ou bálsamo? De tempos em tempos florescem algumas reflexões que servem para gays e heterossexuais, para todos e todas as idades. Segue um deles. Embora sejamos seres sociais, muitas vezes relacionando felicidade com convívio social, vivemos reféns da necessidade de pertencimento (em família, amigos e grupos), as vezes impulsionados por um sentimento compulsivo…

Abrimos as comportas

O que vem depois da aceitação do gay Voltemos um pouco no tempo com o olhar histórico e científico: antes da instauração do Cristianismo atrelada a cultura, as sociedades louvavam diversos deuses, no plural e com características muito próximas – em virtudes e defeitos – dos seres humanos. Era assim e pensar que durou muito…

Sobre os nossos ídolos

Vou começar o post de hoje com a moral da história: a idealização é fundamental quando nos inspira, quando é objeto de admiração para nos levar a algum lugar. Quando inclusive nos emancipa e liberta. Mas, quando o símbolo de adoração, da “entidade” potente que faz por mim e pelos outros que o adoram, é…

Amizade com ex-namorado

Eu, ele e o mundo Solteiros estamos, eu e o Rafa, quando outrora – há quase dois meses – éramos namorados. Ele veio puxar conversa comigo anteontem para falar de trivialidades. Mas desconfiava que ele estaria curioso para saber sobre minhas “andanças”, principalmente depois que nos cruzamos pelos aplicativos. Relação de apenas sete meses e…

Giramundo

Quem acompanha o MVG sabe que o segundo semestre de 2015 foi de “trevas” para mim. Frustração com a crise nacional vindo por cima e, por baixo, frustração por um ideal pessoal para minha empresa não ter se sustentado. Não sei o quanto vocês acreditam em energias e espiritualidade, mas hoje, por exemplo, um dia…