A cor do mundo

O post de hoje é inspirado numa das produções que está concorrendo ao Oscar de melhor filme do ano. Não que a tal premiação tenha uma representatividade magnífica para mim, mas não deixa de ser um ponto de referência. Penso na juventude (principalmente a composta por gays) boa parte do meu tempo; naqueles que têm…

A estética que tanto encanta

A sociedade, orgânica como ela é, muda numa velocidade quase que invisível para os olhos de um indivíduo. A relatividade do tempo se faz presente quando quantificamos a idade de uma pessoa e de uma sociedade. Imagine então do planeta Terra? Nessa organicidade, movimentos contra o racismo, o feminismo, manifestações contra Guerra do Vietnã que…

Na sala de aula

O leitor “CF” entrou em contato por e-mail e mandou um relato sobre uma situação de um relacionamento com outro menino, de mal entendidos e desilusões, fatos bastante corriqueiros para maioria dos jovens gays assumidos e enrustidos. Vamos ao caso: Olá MVG, boa noite! Meu nome é CF. Eu acompanho seu blog já há algum…

Vida gay nas escolas e nas faculdades

É evidente que o contato com a sexualidade, no caso a homossexualidade, acontece depois que deixamos de viver somente das referências do “mundo dentro da casa dos pais”. Até a vida escolar, quando os desejos sexuais começam a despertar hoje com 11 ou 12 anos e perpassam para a vida universitária, nosso olhar está mais…

Vida Gay – Somos tão jovens

Por vezes idealizamos uma pessoa. Pela beleza que nos encanta, pelo jeito de ser, pelo sorriso e quando estamos apaixonados – seja algo platônico ou realizado – colocamos o outro num tipo de pedestal. Nossas emoções conectam a tal ideal, como se estar e ter o outro dessem um toque especial a nossa vida. A…

Laboratório de Relacionamento – O namorado ideal

Quando a gente é jovem, gay ou heterossexual (e principalmente mulheres e homossexuais são reconhecidos assim), costumamos a idealizar nossos relacionamentos estando ou não no status “namoro”. Esse fato tem bastante a ver com aquela curva de expectativas que já lancei aqui no Blog: jovens hoje até os 30 anos costumam ter um nível de…

Relato Gay – As diferenças morais e sociais em um relacionamento

Recebi um relato bastante interessane do leitor “Er”. Ele é usuário recente mas deixou a sua história afetiva e amorosa tocando três assuntos que sempre trago à reflexão por aqui. Vale a leitura de seu caso e meus comentários. Relato de Er: Olá MVG, Leio o blog a pouco tempo e o encontrei por acaso…

Vida Gay – 500!

E pensar que cheguei no post 500. Daria um livro! Posso dizer que muito do incentivo que tenho para lançar meus registros por aqui, além da própria força de vontade para fazer do MVG uma fonte de reflexões e referências para gays, é o interesse dos leitores. Imaginar que já são 500 posts e, que…

Gay não é um adjetivo – Ensaio sobre a paixão

Prometi um ensaio sobre a paixão aqui no Minha Vida Gay. Acho que agora é um momento oportuno: Já falei do amor num dos ensaios no Blog e hoje reservo um tempo para falar sobre a paixão. A paixão é um tipo de calor no peito que preenche, que nos tira de uma certa sombra….

Vida gay de A a Z

Há exatos 3 anos iniciei o Blog Minha Vida Gay. Entrei nessa onda de “blogueiro”, descomprometido, numa intenção de compartilhar com os possíveis leitores e seguidores os anos de minha experiência e vivência antes e depois do armário. Hoje já são 14 anos que sou gay assumido para os diversos grupos sociais. São 14 anos…

Gays na adolescência: Hoje eu quero voltar sozinho

Antes de mais nada, esse post não é um spoiler do filme! ;) Voltei do cinema com uma sensação digna de um dia de Páscoa. Longe de seguir as tradições cristãs da não-carne, as boas sensações da data me representam. Assistir “Hoje eu quero voltar sozinho”, filme que carrega um estado pueril, jovem e até…

Minha Vida Gay – A relação com os pais

Numa relação entre pais e filhos, quando todos são heterossexuais, aparentemente os problemas e os prazeres durante a vida são os “normais” e dá aquela impressão de que, quando o filho é gay, o “ser gay” é um plus que pode ser um desastre na relação familiar. Em certa medida sim: quanto mais tradicionais, moralistas…