Mentalidade 41

Gay e a mentalidade aos 41 anos. Uma referência Gay e a mentalidade aos 41 anos – “Ah, que chato, Flávio! Você tem escrito repetidamente sobre suas vivências aos 40 e poucos anos, seja como gay ou não! Não tem outro assunto não?!” – pois é, meus queridos leitores! O Blog Minha Vida Gay sempre…

Segredos do meu diário

Pensamentos, devaneios e ideias de um gay Até o ano passado eu expunha com muito mais frequência minha intimidade, trazendo no Minha Vida Gay temas e vivências pessoais, tal qual um “diário aberto”. A responsabilidade como mentor e coach e, mais do que isso, certa mudança de valores com a chegada dos meus 40 anos,…

Você tem um espaço na minha vida

Gostar ou não gostar? A minha geração – e estou falando de homens gays – que estão na faixa dos 40 anos, viveu ainda um cenário, na juventude, no qual o preconceito e limitações para a expressão da afetividade eram mais evidentes. Quando eu tinha meus 23 anos, era sabido que a Frei Caneca, por…

Tipo Fênix

Seja em um contexto de relacionamento, quando dois gays rompem um namoro, ou em outros aspectos da vida de um indivíduo, chegar aos quase 40 anos é saber que os desafios, imprevistos e surpresas nos “matam” algumas vezes. Mas o interessante é que, depois que a gente “morre”, ou depois que fica a sensação de…

As diferentes formas de se relacionar

Por um lado, muitos gays buscam por uma vida mais normativa possível. É inevitável dizer que umas das melhores brechas imaginárias, para nos sentirmos mais aceitos e acolhidos, é seguindo os caminhos ditados pela heteronormatividade: “encontre uma pessoa decente, forme par, case, se possível adote uma criança e viva incluso no contexto familiar, como mais…

Ainda aos 40

Em continuação ao post anterior e sobre “a gente sabe o que quer, o que não quer e o que tanto faz” quando um gay se aproxima dos 40 anos, vou falar sobre os quesitos (1) relacionamentos, (2) família, (3) amizade: Um gay próximo dos 40 anos fala sobre relacionamentos Supõe-se que um gay que…

A chegada dos quase 40

O relato de um gay que atingiu quase 40 anos e não virou purpurina Como bem disse um amigo ontem, que ultrapassou essa idade: “com 40 anos você sabe o que você quer, sabe o que não quer e sabe o que tanto faz”. Apesar de estar com 38, quase 39 anos, tais palavras fizeram…

Nos trilhos

Agora que estou voltando emocionalmente aos meus trilhos (e quem ler o post anterior vai entender os acontecimentos), começo a respirar aos poucos e retomar alguns bons hábitos que não estavam com espaço nos últimos meses. Tive um tempo de sobra hoje e pude organizar os e-mails que vem por meio do contato, aqui do…

Quero chegar lá

É muito comum entre gays, em relacionamentos afetivos, um tipo de competitividade que, hora é pautada em brigas, hora tomada como referência positiva. Por mais que muitos de nós tentemos nos desprender ou descolar das cobranças de “um homem num contexto normativo”, tais normatividades são pregadas em nossa cabeça desde a infância: crescer, estudar, trabalhar…

Novos lugares

Como gay, ou melhor, como um indivíduo em fase de experiência, costumava a colocar um namorado em um lugar bastante claro (hoje). Namorar ou me relacionar tinha muito de suprir a minha carência, atender minhas demandas (as vezes não verbalizadas, como se o preterido fosse dotado de telepatia) e cumprir as minhas exatas expectativas. Tudo…

Quero ser um bom adulto

“Há quem diga que viver por viver, deixando as emoções fluírem sem ter que pensar muito é o melhor a se fazer para manter a felicidade. Outros, em direta contraposição, dirão que a preguiça mental é o atestado da ignorância, que nos afasta do autoconhecimento fundamental para se manter a felicidade”. Sei que boa parte…

Eu quero é leveza

Desde que a nova equipe se estabeleceu na minha empresa, tenho destinado uma energia extra para orientá-los, treiná-los e, de comum a todos, as novas pessoas se acostumarem umas as outras. Tais processos são naturais, humanos e não seriam diferentes no universo profissional. Tudo tem fluído bem, notando nuances aqui e ali, ajustes acolá e…