a.C. e d.C.

Meus 33 anos, “idade de Cristo”, foi um marco para deixar registrado. Não sei se acontece ou acontecerá assim com todos, mas a percepção do meu entorno vem se transformando desde essa data. Curiosamente, foram exatos 10 anos após ter iniciado minha saída do armário, aos 23. Por volta do dia 29 de março de…

Que país é esse?

Tenho escrito pouco no MVG, interessado nas cantorias terapêuticas no Smule e nas movimentações políticas atuais. Sei que uma maioria está farta do assunto, política. Talvez por ser informação demais a ponto de não se conseguir acompanhar, talvez por se viver num contexto onde as pessoas estão divididas e talvez porque o tema – política…

Apaixonado pelo melhor amigo

Do arroz com feijão do Blog Minha Vida Gay, outro tema que é ainda o mais clicado por aqui diz respeito a esse tema: “sou gay e estou apaixonado pelo meu amigo”. Esse “amigo” pode ser ainda um colega de trabalho, um conhecido na faculdade ou na escola, um vizinho. Na fase da adolescência ou…

A chegada dos quase 40

O relato de um gay que atingiu quase 40 anos e não virou purpurina Como bem disse um amigo ontem, que ultrapassou essa idade: “com 40 anos você sabe o que você quer, sabe o que não quer e sabe o que tanto faz”. Apesar de estar com 38, quase 39 anos, tais palavras fizeram…

Nos trilhos

Agora que estou voltando emocionalmente aos meus trilhos (e quem ler o post anterior vai entender os acontecimentos), começo a respirar aos poucos e retomar alguns bons hábitos que não estavam com espaço nos últimos meses. Tive um tempo de sobra hoje e pude organizar os e-mails que vem por meio do contato, aqui do…

Com passas ou sem passas

Vai se aproximando aquele momento do ano em que, para muitos gays, certo terror ou preguiça se estabelece: a reunião familiar no Natal. O terror ou a preguiça está exatamente naquela hora que a tia, a avó, o tio ou o avô chegarão com a fatídica, ensaiada e recorrente pergunta: “Cadê a sua namorada, Zezito?”…

O que a vida nos oferece, o que a sociedade nos cobra

Cobranças sobre um indivíduo, seja gay ou heterossexual Cobranças recebemos sempre de todos os lados, até mesmo quando somos bebês recém nascidos e nossos pais nos põem, por exemplo, a tomar banho a contra gosto. Ainda totalmente dependentes e sem consciência, aquele ato – a princípio incômodo – será uma exigência em nossos primeiros passos…

Quero chegar lá

É muito comum entre gays, em relacionamentos afetivos, um tipo de competitividade que, hora é pautada em brigas, hora tomada como referência positiva. Por mais que muitos de nós tentemos nos desprender ou descolar das cobranças de “um homem num contexto normativo”, tais normatividades são pregadas em nossa cabeça desde a infância: crescer, estudar, trabalhar…

Ah, essa autoestima!

Autoestima é um lance complicado. Principalmente quando interfere em um relacionamento, seja gay ou heterossexual. Quando a autoestima se preserva mais alta do que baixa, o que corresponde a estar em equilíbrio consigo, nosso olhar sobre os elementos ao nosso entorno vê as coisas de maneira neutra ou positiva. Mas quando deixamos a peteca cair…

Reescrevendo Relacionamentos

Há um ano atrás, ainda namorando o Japinha, fui gentilmente convidado por André Kummer – via contato pelo MVG – a participar do Workshop “Reescrevendo Relacionamentos”. André leva a frente do Gay Life Coach Brasil, um serviço destinado ao “homem que gosta de homem” cujo objetivo é oferecer cursos para desenvolvimento pessoal, profissional, social e…

Faz tanto sentido

Será que para desenvolvermos nossa espiritualidade precisamos, obrigatoriamente, escolher uma religião, seguir alguma vertente e frequentar alguma instituição? Espiritualidade, em diversos níveis, é tratado em um contexto social e não seria diferente para quem é gay. Resolvi tratar sobre o assunto hoje, em um domingo, depois de voltar de uma “sessão espiritual” com a minha…

Momento

Está virando hábito encontrar o Rafa todas as sextas na Liberdade. Sua faculdade é aqui perto e a preferência pelo mesmo restaurante facilita bem as coisas. O interessante é que eu não canso de vir para o mesmo lugar, cumprimentar os garçons e ser tratado pelo nome. Ele também não. Acho um barato esse lance…